Artigo
8
min de leitura

O que é a cultura woke? Entenda as disputas políticas e filosóficas ao redor do progressismo americano

Cultura
Sociedade
Entenda a Cultura Woke e a Guerra Cultural do Entretenimento
Fonte: Reprodução dos filmes Star Wars: O Despertar da Força, Vingadores: Ultimato, Cinderella (2021)
Redação Brasil Paralelo

A cultura woke ganha cada vez mais força entre a mídia e a política americana, afirma o sociólogo François Bonnet. Em sua coluna no jornal El País, o sociólogo aborda como a cultura woke está sendo aplicada:

"Os filmes mais recentes de Hollywood têm elencos com uma diversidade cada vez maior e os homens ficam eclipsados pelo protagonismo de mulheres perfeitas. Os jornais mais tradicionais começaram a falar de 'supremacismo branco'. A Nike e até a CIA lançam propagandas em que falam do patriarcado e da interseccionalidade".

Diante de tamanha influência social, muitos se perguntam:

O que é a cultura woke? Como ela se tornou tão influente?

O que você vai encontrar neste artigo?

O que é cultura woke?

O termo "cultura woke" é uma expressão de origem americana utilizada para se referir a aplicação de narrativas progressistas em diversos tipos de conteúdo, seja em filmes, séries, outros meios de entretenimento e até mesmo em discursos políticos e sociais, expõe o autor Flávio Morgenstern.

Segundo o dicionário inglês de Oxford, a palavra woke significa: "estar consciente sobre temas sociais e políticos, especialmente o racismo". O dicionário de Cambridge afirma que a palavra se refere à luta contra desigualdade, pauta conhecida por ser defendida pelo socialismo e a esquerda americana.

Em tradução literal, a palavra woke significa "acordado". Ativistas políticos passaram a utilizar o verbo para designar aqueles que estão "acordados", atentos a questões de justiça social. A expressão brasileira "lacração" é uma das palavras equivalentes à palavra inglesa woke.

Pensadores como o Bispo americano Robert Barron e outros ativistas conservadores, como Ben Shapiro, afirmam que o termo woke para se referir aos adeptos do relativismo moral e de outras políticas progressistas, como a ideologia de gênero

O Bispo Barron afirma que os principais pensadores que geraram a cultura woke são:

Todos defendiam o relativismo moral em algum grau. Políticos conservadores americanos também adotaram o termo cultura woke para se referir a política de esquerda:

Cultura woke transformando o mundo, especialmente a indústria cultural

Em sua coluna no jornal El País, o sociólogo François Bonnet aborda como a cultura woke está sendo aplicada:

"Os filmes mais recentes de Hollywood têm elencos com uma diversidade cada vez maior e os homens ficam eclipsados pelo protagonismo de mulheres perfeitas. Os jornais mais tradicionais começaram a falar de “supremacismo branco”. A Nike e até a CIA lançam propagandas em que falam do patriarcado e da interseccionalidade".

Flavio Morgenstern, escritor e pesquisador em linguagem, afirma que a cultura woke foi adotada por grandes empresas para aumentar seu lucro e poder:

"Quer comprar uma calça? Nos fundilhos virá propaganda pró-GLS. Quer comprar um café? Ele já vem avisando que é um café vegano (como se existissem cafés carnívoros, mas ele avisa). Pensando em um jogo de tabuleiro? Já virá com cartinhas com linguagem neutra.

E quem não se lembra daquele cartão com propaganda contra o patriarcado? Enquanto a universitária se acha super descolada contra o sistema por dar dinheiro pro banqueiro, levantar o punho e tomar cerveja de 20 conto na Vila Madalena. Se eu fosse banqueiro também iria criticar o patriarcado. 


Nada melhor para endividar jovem e encher o bolso do que fazê-lo torrar com prazeres imediatos sem preocupação geracional.
Isso sem falar na propaganda sexual cada vez mais infantil. O desespero pelos instintos mais primitivos (e venda não é instinto inferior?) é muito forte". 

Exemplos de cultura woke

Um dos exemplos da associação da cultura woke com ideologia de gênero e relativismo moral é um episódio promovido pela deputada americana Alexandria Ocasio-Cortez, uma das principais ativistas da cultura woke.

Em suas redes sociais, Alexandria criticou seus colegas por não chamá-la de "latinx", noticiou o Mail Online. Para ela:

"Gênero é fluido, a linguagem é fluida, [você] não precisa fazer drama sobre isso", disse ela em defesa do termo.
  • Prepare-se para a maior produção já feita sobre a história do comunismo no mundo. O Épico História do Comunismo estreia gratuitamente no dia 14 de março, trazendo conteúdos inéditos sobre cultura, política, socialismo, comunismo e o século vermelho - para assistir de graça, faça seu cadastro aqui.

Cultura woke nos cinemas

Para Jonathan Pageau, artista e conferencista canadense, a cultura woke se manifesta no cinema através da teoria do parasita pós-moderno. 

Segundo ele, ativistas woke não têm buscado criar seus personagens ou suas histórias, mas sim tomar os personagens tradicionais e mudar sua estrutura para favorecer a agenda progressista.

Alguns dos principais exemplos são:

  • She-Hulk - além do foco em evidenciar a agenda progressista, a série She Hulk apresenta o Hulk original como um homem manso preocupado com pautas sociais;
  • Cinderella (2021) - originalmente uma senhora bondosa, a fada madrinha foi transformada em um homem homoafetivo excêntrico;
  • The Flash (2023) - o roteiro original do filme iria trazer um Super Homem de outro universo, porém, a versão final foi feita com uma Super Mulher, com os produtores afirmando que ela é mais forte que o Super Homem original;
  • Anéis do Poder - no mundo criado por Tolkien, Galadriel é uma princesa elfa feminina e bondosa. A série da Amazon transformou a personagem em uma guerreira com aspectos feministas, afirma a influenciadora Lauren Chen.

Entenda a teoria do Parasita Pós Moderno em detalhes com o 3º episódio do documentário A Sétima Arte:

Peter Jordan, empresário e comentarista de cultura pop, disse sobre a cultura woke nos cinemas:

"A cultura pop está sendo deixada de lado em prol de pautas sociais. O conteúdo está ficando de lado."

A cultura woke já se referiu aos republicanos "de direita" 

De acordo com publicação do jornal JSTOR Daily, site de notícias vinculado ao site de artigos acadêmicos e documentos históricos JSTOR, a cultura woke inicialmente se referia aos abolicionistas que apoiavam a candidatura de Abraham Lincoln para a presidência dos Estados Unidos.

Lincoln e os abolicionistas faziam parte do Partido Republicano, considerado como o partido político de direita dos Estados Unidos. Atualmente, a expressão cultura woke é utilizada pelo Partido Democrata, considerado um dos principais representantes da esquerda política do país.

No século XIX, os democratas eram "anti-Awake". Uma das suas principais pautas dos democratas era a manutenção da escravidão.

Marchas noturnas com tochas e aspecto paramilitar

O movimento Wide Awake foi fundado em 1860 por um grupo de jovens republicanos. Segundo o historiador Jon Grispan:

"Jovens de Bangor a São Francisco e de grandes clubes da Filadélfia a minúsculas trupes de Iowa vestiam uniformes, acendiam tochas e 'se juntavam' a companhias pseudomilitares em marcha. Eles inundaram todos os estados do norte e chegaram às cidades do sul, como Baltimore, Wheeling e St. Louis", narrou Jon com base no Journal of American History.

A principal intenção do grupo era promover políticas anti-escravidão, liberdade de expressão e liberdade de comércio.

Um certificado de associação para o Wide-Awake Club.

Os Wide Awake eram compostos por um grupo variado de homens: alguns eram jovens demais para votar e outros tinham mais de 30 anos. A maioria dos membros eram pessoas de classe média baixa com pautas anti-corrupção, aponta Matthew Wills.

William H. Seward, advogado e futuro secretário de Estado escreveu durante a campanha de Lincoln:

“Agora os velhos estão cruzando os braços e indo dormir e os jovens estão bem acordados”.

A cultura woke contemporânea

O termo cultura woke continuou indicando a consciência da liberdade negra durante o século XX. O blog do dicionário de Oxford afirma que o termo woke no século XX significava a consciência dos negros sobre a segregação racial que sofriam nos EUA.

Dois dos principais exemplos documentados são:

  • o artigo "If you're woke, you dig it" ("Se você está acordado, você pesquise", em tradução livre), publicado no The New York Times pelo escritor negro William Melvin Kelley - o artigo falava sobre o uso de termos negros por grupos de brancos em Nova York;
  • a peça "Garvey Lives!", de Barry Beckham - na peça, um personagem diz:  “Eu dormi toda a minha vida. E agora que o Sr. Garvey me acordou, vou ficar acordado. E vou ajudá-lo a acordar outros negros”.

Segundo a pesquisadora Nicole Holliday, professora do Departamento de Linguística da Universidade da Pensilvânia, o termo era mais utilizado de maneira oral e popular, gerando poucos documentos anteriores ao século XXI com a palavra woke.

Black Lives Matter fez o termo woke ganha popularidade

A cultura woke se tornou ainda mais popular nos Estados Unidos e no mundo a partir de 2016, quando a rede de entretenimento do Black Lives Matter (BLM), a BET ("Black Entertainment Television" - "Televisão do Entretenimento Negro", em tradução livre), produziu o documentário Stay Woke, abordando a situação do racismo nos EUA após o assassinato de Trayvon Martin.

A partir de então, simpatizantes do BLM passaram a usar o termo com frequência, especialmente nas redes sociais. 

  • As minorias hoje pautam o debate público. Muito é dito sobre suas reivindicações e suas críticas, mas pouco é dito sobre suas origens e propostas, como a base marxista do BLM e os escândalos de corrupção do grupo - saiba mais com o documentário As Grandes Minorias.

Abrangência para outras pautas progressistas

Em 2010, ativistas e políticos de esquerda adotaram o termo woke para se referir a suas pautas, aponta o jornal Binge Daily, criando a cultura woke. 

Essa atitude fez com que o dicionário de Cambridge passasse a se referir a woke como um termo relacionado à desigualdade social e problemas sociais a partir de 2023.

  • Os membros da página Herói e Mais abordaram os principais casos de aplicação da cultura woke (lacração) no mundo do entretenimento. Confira a participação do Herói e Mais no podcast Conversa Paralela, não perca:

Críticas a cultura woke progressista

Defensores do conservadorismo nos EUA são os principais críticos da cultura woke. Ron DeSantis, governador da Flórida e candidato à presidência pelo partido Republicano, afirma estar em guerra contra a cultura woke.

Donald Trump, ex-presidente dos EUA e atual candidato à presidência, também critica o termo com frequência, relacionando-o ao marxismo cultural.

Ativistas conservadores americanos como Ben Shapiro são contra o pensamento de que não existem valores objetivos e universais, de que não existe uma verdade para todos, como defendem muitos ativistas woke. 

A cultura woke afirma que o certo e o errado tornam-se conceitos vagos que variam de pessoa para pessoa, de acordo com sua cultura e criação. Tudo se torna uma questão de ponto de vista e circunstância.

Guilherme Freire, professor de filosofia, afirma que uma das consequências do relativismo moral é a de não trazer mais diálogo, já que não existem realidades e verdades universais, que abrangem todas as pessoas.

A cultura woke torna cada ser humano uma ilha isolada da outra, já que essa cultura prega que não existem realidades universais para todos os humanos. 

O pensamento woke também pode favorecer a agressividade caso as vontades de alguém sejam contrariadas. Quando se tenta mostrar que a percepção de uma pessoa está dissociada da realidade, ela pode se sentir ofendida.

Como não existe certo e errado para a cultura woke, quem foi contrariado pode agredir seu ofensor sem isso ser um problema moral, caso ela pense que agredir seu ofensor é lícito.

Pensadores contrários à cultura woke, como Bispo Barron, defendem que a partir da experiência da realidade, podemos chegar a certezas. É possível ter conhecimento sobre acontecimentos objetivos, que os relativistas negam. O relativismo põe um fim ao juízo de objetividade sobre as coisas.

Usando a razão é possível constatar que comer em excesso é ruim para a saúde. O exagero é perigoso e todos podem senti-lo por si mesmos. Há excesso e a razão evidencia que é perigoso. Da mesma forma, não há exceção à regra de que a soma dos ângulos internos de um triângulo é de 180°.

Diante dos fatos da realidade, é possível investigá-los e chegar a conclusões objetivas. 

Um médico não pode ser relativista no tratamento de uma doença, por exemplo, ele precisa dar o remédio que é estipulado para a doença.

A influência das ideologias políticas na sua vida

Para saber mais sobre ideologias políticas e sua influência na história moderna, a Brasil Paralelo está oferecendo gratuitamente o e-book Ideologias Políticas: As Diferentes Correntes

Não perca a oportunidade de conhecer as origens e os principais pensadores que moldaram a atual cultural do mundo ocidental.

DE DESCONTO

Escolha sua BP

Uma Brasil Paralelo para cada momento da sua vida

Básico

de
R$
19
/mês
12x
R$
19.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
HD
Qualidade de vídeo
Nenhum
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
MELHOR PLANO

Premium

de
R$
59
/mês
12x
R$
59.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Catálogo de filmes selecionados
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Originais 4K
Qualidade de vídeo
10 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Intermediário

de
R$
39
/mês
12x
R$
39.00
/mês
Originais e Séries BP, Cursos e formações BP eCatálogo de filmes sele
ASSINE AGORA
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Full HD
Qualidade de vídeo
2 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Plano Básico

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 190,00
Valor à vista:
R$ 2.280,00

Cupom aplicado 37% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 119,00
Valor à vista:
R$ 1.428,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
Não disponível neste plano.
Qualidade do vídeo:
HD

Plano Premium

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 590,00
Valor à vista:
R$ 7.080,00

Cupom aplicado 62% OFF

MAIOR DESCONTO

Valor com desconto:
12x de
R$ 219,00
Valor à vista:
R$ 2.628,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
MAIS COMPLETO
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
10 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Originais em 4K

Plano Intermediário

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 390,00
Valor à vista:
R$ 4.680,00

Cupom aplicado 54% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 179,00
Valor à vista:
R$ 2.148,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
2 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Full HD

Torne-se Membro da Brasil Paralelo

Assine e tenha 12 meses de acesso a todo o catálogo e aos próximos lançamentos da BP