Notícia
3
min de leitura

Por que o capitalismo é tão odiado? Confira 7 das principais razões

O economista Israel Kirzner buscou entender a aversão ao capitalismo desenvolvida após a Guerra Fria.

Economia
Sociologia
-
Redação Brasil Paralelo
Comunicação Brasil Paralelo

Desde Karl Marx até os dias de hoje, diversas obras buscam afirmar que o capitalismo está entre os maiores problemas da humanidade. A mentalidade anticapitalista ganhou força em diversas partes do mundo, especialmente durante a Guerra Fria, movendo governos socialistas como a antiga União Soviética e a atual China.

Observando a crescente antipatia ao capitalismo durante o século XX, o economista Israel Kirzner, aluno de Ludwig Von Mises, elaborou algumas das principais razões pelas quais o capitalismo é comumente odiado.

Luan Sperandio, analista político do Instituto Livre Mercado, elencou 7 das principais razões apontadas por Kirzner:

  1. A crença de que o ganho de uma pessoa deve corresponder à perda de outra;
  2. O ato de culpar “o garçom pela obesidade”;
  3. O costume em negligenciar custos e alternativas;
  4. O temor do surgimento de uma sociedade anárquica;
  5. O medo das consequências e da ganância;
  6. A prática de culpar o mercado pelas consequências da intervenção;
  7. A falácia do nirvana.

1. A crença de que o ganho de uma pessoa deve corresponder à perda de outra

Ao considerar que uma parte sempre levará vantagem sobre a outra, pavimenta-se a base teórica para acusações de exploração dos vendedores por parte dos compradores. 

A partir disso, criam-se demandas por intervenções legais em trocas em que uma das partes recebe benefícios exagerados segundo uma régua arbitrária determinada pelo legislador.

A crença de que o comércio entre duas partes se resume a um jogo de soma zero, em que um indivíduo precisa empobrecer para outro enriquecer, é um dos fundamentos para a condenação dos lucros em geral. Por conseguinte, desaprova-se todo o sistema de mercado devido a sua motivação ser o lucro.

Segundo Kirzner, a ética por trás dos lucros é justificada por se tratar da remuneração ao empreendedor quando este descobre uma oportunidade inexplorada e é bem sucedido ao satisfazer voluntariamente os consumidores daquele produto ou serviço.

2. O ato de culpar “o garçom pela obesidade”

Culpar o garçom pela obesidade foi um termo utilizado por Stigler no sentido de quem critica a propaganda e os esforços de venda em geral. A partir daí, surgem iniciativas como proibir saleiros na mesa de restaurantes, proibir o refil de refrigerantes e tributar produtos com mais açúcar.

Para Stigler, muitos críticos do capitalismo condenam o capitalismo por oferecer bens e serviços que eles não gostam. Bens “perigosos” ou de “má qualidade” são exemplos das críticas. 

Para Kirzner, isso acontece porque nem sempre os consumidores estão propensos a sacrificar o que seria necessário para desfrutar de um nível mais elevado de qualidade e segurança (como, por exemplo, optar por adquirir uma moto para se deslocar em vez de um veículo mais seguro, porém mais caro).

3. O costume em negligenciar custos e alternativas

Para Kirzner, problemas inerentes à vida são apontados como “evidências do fracasso do mercado” de forma injusta.

Alguns aspectos criticados no capitalismo, como a “alienação dos trabalhadores” ou a ansiedade e insegurança sentidas pelos participantes do mercado, são custos inevitáveis da divisão do trabalho ou de um sistema social no qual a liberdade de entrada para os competidores é a principal força motriz, afirma o economista.

4. O temor do surgimento de uma sociedade anárquica

Hayek dizia que um dos maiores problemas contemporâneos era o entendimento social de que qualquer coisa que não fosse “conscientemente dirigida por completo” e tida como descentralizada era uma “prova de irracionalidade”. Assim, seria necessária uma “imediata substituição por um mecanismo elaborado deliberadamente”. 

Segundo Hayek, isso se dá pela incapacidade de entender como as ações independentes de muitos homens podem produzir totalidades coerentes, estruturas de relacionamentos persistentes que servem a importantes propósitos humanos, sem terem sido projetadas para tal finalidade.

5. O medo das consequências e da ganância

Muitos críticos do capitalismo acreditam que, uma vez que o mercado permite a indivíduos agirem com ganância ou egoísmo, a economia inevitavelmente tende a ser "sórdida, brutal e selvagem”, diz Kirzner.

Para o aluno de Mises, a sociedade e o mercado solucionam esse problema naturalmente. Luan Sperandio aponta o surgimento do movimento "capitalismo consciente" como um exemplo de solução orgânica. 

Segundo ele, muitas empresas incorporaram valores do seu público-alvo (os consumidores) em sua gestão, transmitindo mais valor para seus acionistas.

6. A prática de culpar o mercado pelas consequências da intervenção

Economistas da Escola Austríaca afirmam que muitas das crises apontadas como problemas do capitalismo são resultado da intervenção do Estado na economia.

Alguns dos principais exemplos são:

  • a ausência de competição provocada por barreiras econômicas impostas justamente pelo governo; 
  • desajustes cíclicos gerados pela expansão monetária maciça provocada inicialmente pelo Estado.

7. A falácia do nirvana

Harold Demsetz cunhou essa expressão ao se referir que “aqueles que adotam o ponto de vista do Nirvana tentam descobrir discrepâncias entre o ideal e o real e, se tais discrepâncias são encontradas, deduzem que o real é ineficiente”.

Em outras palavras, muitos críticos do capitalismo julgam sua eficiência ou moralidade em comparação a alguma norma ideal que apresenta pouca relevância para os problemas reais.

Para os economistas da Escola Austríaca, para melhorar um mundo imperfeito, deve-se ocorrer proposições em relação a esse próprio mundo imperfeito. 

Segundo Kirzner, critica-se o capitalismo com base em um mundo ideal sem apontar soluções viáveis como alternativas.

Entendendo o capitalismo

Para entender como essas questões se relacionam com a vida de cada pessoa e como funciona o sistema capitalista, Lucas Ferrugem, sócio fundador da Brasil Paralelo, ministrou uma aula exclusiva no Travessia.

O essencial em um só lugar

A travessia é uma jornada de estudos autêntica com início, meio e fim bem definidos. Reunimos uma curadoria de professores e temas relevantes numa experiência de ensino desenhada e assinada nos mínimos detalhes Brasil Paralelo.

Mas cuidado: as inscrições ficarão abertas por pouco tempo, fazendo com que as pessoas que não se matricularem agora percam essa oportunidade.

DE DESCONTO

Escolha sua BP

Uma Brasil Paralelo para cada momento da sua vida

Básico

de
R$
19
/mês
12x
R$
19.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
HD
Qualidade de vídeo
Nenhum
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
MELHOR PLANO

Premium

de
R$
59
/mês
12x
R$
59.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Catálogo de filmes selecionados
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Originais 4K
Qualidade de vídeo
10 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Intermediário

de
R$
39
/mês
12x
R$
39.00
/mês
Originais e Séries BP, Cursos e formações BP eCatálogo de filmes sele
ASSINE AGORA
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Full HD
Qualidade de vídeo
2 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Plano Básico

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 190,00
Valor à vista:
R$ 2.280,00

Cupom aplicado 37% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 119,00
Valor à vista:
R$ 1.428,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
Não disponível neste plano.
Qualidade do vídeo:
HD

Plano Premium

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 590,00
Valor à vista:
R$ 7.080,00

Cupom aplicado 62% OFF

MAIOR DESCONTO

Valor com desconto:
12x de
R$ 219,00
Valor à vista:
R$ 2.628,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
MAIS COMPLETO
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
10 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Originais em 4K

Plano Intermediário

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 390,00
Valor à vista:
R$ 4.680,00

Cupom aplicado 54% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 179,00
Valor à vista:
R$ 2.148,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
2 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Full HD

Torne-se Membro da Brasil Paralelo

Assine e tenha 12 meses de acesso a todo o catálogo e aos próximos lançamentos da BP