O que os mencheviques defendiam? Conheça os comunistas disfarçados de burgueses

Redação Brasil Paralelo
Redação Brasil Paralelo
2/4/2022
Compartilhe com amigos

A revolução comunista russa envolveu diversos interesses e disputas. Os mencheviques cultivavam a aparência de um grupo moderado, mas entre seus números estavam boa parte dos principais comunistas russos. Apesar disso, defendiam teses que os colocavam como inimigos mortais dos bolcheviques e dos czaristas da Europa continental.

O que você vai encontrar neste artigo?

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

O que os mencheviques defendiam?

Os mencheviques defendiam uma revolução moderada rumo ao socialismo, para depois implementar o comunismo. A intenção deste grupo era fazer uma transição do império czarista para a democracia, o que desenvolveria o capitalismo e depois permitiria a implantação do comunismo, baseando-se no pensamento de Karl Marx.

Os adeptos do movimento comunista menchevique buscavam seguir perfeitamente o pensamento de Karl Marx, diferente dos bolcheviques, que queriam alterar alguns pontos do marxismo.

O pensamento de Marx afirma que todos os países naturalmente se tornarão capitalistas. Depois dessa fase, o comunismo será implantado de forma orgânica, ou seja, natural.

Os mencheviques acreditavam que a Rússia, por ser um país camponês e feudal, ainda precisava industrializar-se antes de se tornar socialista. Eles acreditavam que outras nações precederiam a Rússia nessa jornada.

Os mencheviques não desejavam uma revolução violenta, mas queriam que a transição fosse política e pacífica. Os bolcheviques já desejavam a revolução comunista a qualquer custo.

Os mencheviques defendiam o fim do império russo. Eles seguiam a visão do relativismo moral, presente na doutrina comunista. Assim, eles eram contra o império devido a presença de alguns elementos que o império resguardava:

  • hierarquia imperial;
  • valores cristãos (conforme a visão da igreja da Rússia, uma igreja separada das demais);
  • elementos do Direito Natural.

Os mencheviques defendiam a democracia para a Rússia do início do século XX, pois esse sistema era o oposto do sistema imperial. Karl Marx criou sua tese com base no pensamento de Hegel, que defendia a busca pelo oposto.

Hegel ensinava que do combate entre os contrários surgiria algo melhor. Em suas palavras, dizia que o embate de uma tese com sua antítese levaria a uma síntese, que seria uma nova tese a ser combatida.

Assim, tudo estaria sempre em mudança, alcançando uma síntese após a outra. Marx herdou isso e formulou seu jeito de pensar. O comunismo seria a sociedade final, o paraíso terrestre.

Marx acreditava que os todos os países iriam sair do feudalismo (modo de vida rural) para o capitalismo. Após o capitalismo, os países se tornariam socialistas, um governo de estado forte, e depois comunistas, um país sem família, sem religião e sem Estado.

Para implementar essa nova sociedade, os mencheviques defendiam:

  1. Materialismo: tudo é material, não há o sobrenatural. Por consequência, somente a vida econômica importa no socialismo.
  2. Coletivismo social: a coletividade possui mais importância do que a vida de cada um considerada individualmente. A vida deixa de ser um direito natural inviolável.
  3. Finalidade comunista da sociedade política: A finalidade é alcançar uma sociedade sem classes, sem hierarquia, pois esses elementos são considerados uma injustiça em si mesma pelos mencheviques.
  • Conheça o distributismo, uma terceira via ao socialismo e ao capitalismo.

Quem eram os mencheviques? Estratégia das tesouras

Os mencheviques eram uma parcela dos membros do partido comunista russo que criaram o próprio partido, chamado de menchevique. Seus membros eram pessoas de classe alta que supostamente desejavam representar o proletariado. Eles surgiram por obra de Lênin, que era um bolchevique.

Lênin separou o grupo que queria a revolução de forma moderada para realizar a estratégia das tesouras, explicada abaixo.

Objetivos dos mencheviques VS objetivos dos bolcheviques

Lênin com os mencheviques
Lênin, representante dos bolcheviques, e Yuly Martov, um dos principais líderes mencheviques.

Nas assembléias do partido comunista russo, no início do século XX, Lênin defendia uma revolução mais radical, que imediatamente instaurasse o comunismo na Rússia. Um outro grupo defendia a revolução aos poucos, como já explicado.

Lênin organizou uma votação e obteve a maioria dos votos do partido para seguir sua doutrina. Como a maioria do partido desejava o comunismo imediatamente, esse grupo foi dividido e chamado de “maioria”, que em russo se diz “bolchevique”. 

A minoria do partido desejava uma revolução gradual, sendo chamados de “mencheviques”, que em russo significa “minoria”.

Lênin aproveitou a situação e fez com que eles se tornassem um grupo à parte. Sua intenção era influenciar as pessoas que ainda não gostavam das ideias comunistas. 

Essas pessoas iriam gostar mais da proposta menchevique e estariam caminhando para o comunismo, sem se dar conta disso. Essa é a estratégia das tesouras.

A população da época estava mais favorável às ideias democráticas dos mencheviques, pois os russos não queriam uma revolução radical na época.

Os líderes do grupo menchevique

Os líderes da facção menchevique, grupo do Partido Operário Social-Democrata Russo, eram:

  • Julius Martov e 
  • Georgy Plekanov.

Georgy tornou-se presidente da Rússia no primeiro governo após a queda do império de Nicolau II. Um governo burguês foi formado, adotando o sistema de república democrática.

Insatisfeitos com o governo de Georgy, os membros do partido o destituíram do poder. Segundo eles, as reformas necessárias não estavam sendo cumpridas, e o povo possuía necessidades básicas urgentes.

Após Georgy, Alexander Kerensky assume o poder da Rússia. Georgy era um advogado influente na Rússia, membro da burguesia do país. Meses depois de assumir o cargo foi destituído do poder sob as mesmas alegações contra Yuly.

Após os governos mencheviques, Lênin, o bolchevique líder da revolução, assume o poder e governa a Rússia até sua velhice.

Lista de características dos mencheviques (resumo)

Os principais pontos defendidos pelos mencheviques eram:

  • revolução gradual e moderada — formação do governo comunista após a industrialização da Rússia;
  • revolução não violenta;
  • defesa de um governo formado por burgueses antes da implementação do socialismo;
  • luta contra a cultura do Direito Natural e contra a cultura ocidental;
  • defesa do aborto e do protofeminismo.

Invasão Bolchevique

Os mencheviques foram essenciais para o triunfo da a revolução bolchevique. Como comentado no artigo sobre a formação da URSS, o povo russo não apoiava os bolcheviques, foi através dos mencheviques que os comunistas radicais fizeram o povo russo auxiliar o governo bolchevique.

A nova atitude da Rússia transformou o mundo de tal maneira que ainda hoje os efeitos da revolução bolchevique atuam no mundo. Desde a formação de partidos comunistas até mesmo na cultura do Ocidente.

Muitas das músicas e dos projetos de lei do parlamento brasileiro estão diretamente ligadas com os porquês da Rússia ter saído da Primeira Guerra Mundial.

A importância desse momento levou a Brasil Paralelo a desenvolver um documentário que explica detalhadamente a influência bolchevique no mundo. Para conhecer o que está acontecendo, clique no link e se inscreva no lançamento do documentário Invasão Bolchevique.

No dia 24 de fevereiro de 2022, o início de uma nova guerra passou a tomar conta do noticiário.

A Rússia decide invadir a Ucrânia. Mas, o que se vê no noticiário não responde as questões principais deste acontecimento.

Analisar o presente sem entender o passado é como montar um quebra-cabeça sem todas as peças.

Diferentemente do que estão fazendo, a Brasil Paralelo decidiu dar um passo atrás para investigar o que não está sendo contado.

No dia 22 de março, vai ao ar Invasão Bolchevique, um original BP que se aprofunda no fato mais importante da história Russa: a revolução socialista de 1917, um passado que ainda pauta o presente.

O filme retrata a origem do movimento revolucionário na Rússia, a tensão política anterior à revolução de 1917 e também busca entender as ideias vigentes no maior país do mundo.

Invasão Bolchevique é o primeiro original exclusivo para assinantes da Brasil Paralelo.

  • Assine agora e tenha acesso exclusivo ao filme Invasão Bolchevique e a mais de 50 produções originais da Brasil Paralelo, com cenas inéditas que não foram para o YouTube.

Comente e compartilhe. Sua divulgação pode ajudar a resgatar a boa cultura brasileira. Quem você acha que vai gostar de ler sobre o que os mencheviques defendiam?

A Brasil Paralelo é uma empresa independente. Conheça nossas produções gratuitas. Todas foram feitas para resgatar os bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros.

Compartilhe com amigos

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

Outros Artigos

VER TODOS