Notícia
3
min de leitura

Quando acaba a esquerda e começa a direita?

Lucas Ferrugem compartilhou análises políticas que vão além do senso comum "direita e esquerda".

Política
Esquerda
Direita
-
Redação Brasil Paralelo
Comunicação Brasil Paralelo

Na Travessia, Lucas Ferrugem teve um desafio ousado: esboçar, em menos de uma hora, como as ideologias políticas se organizam dentro da história e da vida cotidiana. 

Direita e esquerda, as ideologias modernas

Lucas aponta a polarização entre direita e esquerda como um dos principais fenômenos da política atual. Diversos jornais e analistas políticos analisam a sociedade dessa maneira, com classificações de direita, esquerda, extrema direita, extrema esquerda, centro, etc.  

Diante desse cenário, convém refletir:

"Afinal de contas, onde fica a linha  divisória, isto é, onde acaba a esquerda e começa a direita?

Ao  tentarmos  investigar  isso,  deparamo-nos  com  complexidades,  por  exemplo: a definição de direita e esquerda não é a mesma em todos os países. E mesmo dentro do mesmo país, não há consenso claro entre diferentes vertentes, embora haja semelhanças. Essas definições constituem o primeiro obstáculo e quando mal aplicadas podem nos conduzir ao reducionismo
".

Outro ponto destacado foi a divergência de aspectos essenciais dentro desses grupos. Por exemplo, dois grupos diferentes se denominam de direita, mas um pode defender o aborto com a premissa da liberdade individual e o outro ser contrário com a premissa de defesa da vida; um deles defende regulação forte da economia, com uma visão de soberania nacional, e o outro não, com uma defesa de livre mercado internacional; e assim por diante.

Nesse cenário, Lucas busca mesclar a interpretação corriqueira da divisão ideológica "esquerda e direita" com uma interpretação de duas diferentes matizes culturais: conservadora e revolucionária.

A origem da nomenclatura "esquerda e direita"

A história dos termos esquerda e direita tem origem nos eventos decorrentes da Revolução Francesa de 1789, explica Adriano Gianturco, professor de Ciência Política do IBMEC-MG, PhD em Teoria Política e Econômica (Universitá di Genova). 

A França do século XVIII estava em uma grande crise política e social. Grande parte da população ainda vivia sob dificuldades econômicas e ausência de mais representação política, enquanto a nobreza e o rei tinham uma vida luxuosa, sustentada pelo dinheiro dos impostos da burguesia - a nova classe de comerciantes em ascensão que exigia mais participação no poder público. 

Teorias, grupos organizados e agitações sociais começaram a protagonizar Paris e causar ainda mais desavenças, levando o rei a convocar a Assembleia Nacional dos Estados Gerais, uma reunião dos representantes da burguesia (denominado terceiro estado), da nobreza (denominada segundo estado) e do clero (denominado primeiro estado). 

Essas reuniões levaram os franceses a conclusão de que precisavam de uma nova constituição para administrar o seu país de forma mais justa. Foi na Assembleia Nacional Constituinte de 1791 que surgiram os termos direita e esquerda conforme são entendidos hoje.

Girondinos e jacobinos

Aqueles que se sentaram à direita do orador da Assembleia Nacional Constituinte, denominados girondinos, tinham uma tendência mais cautelosa com reformas radiciais, eles defendiam a manutenção do antigo regime com inovações a favor de maior representação política, em certa medida inspirados na experiência inglesa dos anos anteriores. 

À esquerda sentaram-se os jacobinos, simpatizantes de propostas que, em geral, tinham caráter mais revolucionário, defendiam o fim do antigo regime, propondo uma nova organização social, conforme defende Norberto Bobbio no livro Esquerda e direita: razões e significados de uma distinção política.

Um outro modo de ver a mesma questão 

Observando esse cenário, Lucas faz os seguintes questionamentos:

  • Será que 1789 e a década de 2020 apresentam uma herança situacional de conceitos nos termos “direita e esquerda” a ponto de nos permitir classificar os indivíduos da mesma forma? 
  • Será que esses conceitos dão conta de abarcar as diferentes propostas para os problemas sociais que queremos resolver hoje em dia?
  • Será que esses conceitos são satisfatórios para entender as ideologias políticas mais recentes?
"Creio que, sozinhos, comprometem a complexidade da questão", responde Lucas.

Definição de ideologia

Analisando o exemplo histórico do liberalismo, Lucas defende que o rei absolutista foi retirado do poder por uma nova organização social que tinha como objetivo defender um sistema de valores baseado em um novo princípio central, neste caso, o valor da liberdade. Isso foi algo inédito na história moderna. 

Para ele, é um momento importante para o fortalecimento das propostas ideológicas, levando-o a explicar o conceito:

"Uma ideologia política envolve escolher um determinado valor que, em uma hierarquia de valores, será o primário. Existe  a  primazia  de  um  valor  e  esse  valor  cria  um  determinado  conjunto  de  ideias que ajudam os defensores desse sistema a persegui-lo a partir desse  momento".

Esse é apenas um exemplo histórico que justificaria a essência da disputa ideológica: um debate sobre qual valor vale mais: a liberdade ou a igualdade? A fraternidade ou a liberdade? E daí em diante. 

"O que acontece em seguida é um constante questionamento de priorização do valor que norteia a ordem social: “Bem, é de comum acordo que um valor deve prosperar, mas qual?

Quero dizer com isso, que a ideia de liberalismo é uma ideologia onde a liberdade é um  valor mais importante que a igualdade. E a ideia de socialismo (ou comunismo) é uma ideologia onde a igualdade virá primeiro.”
, disse Lucas.

A disputa de valores que melhor pode ajudar a busca pela paz e prosperidade social tem cada vez mais obrigado os indivíduos à reflexão de que propostas afirmam defender. Como nem todos os indivíduos são ideológicos (em geral a minoria o são, defende Lucas) a opinião sobre determinadas propostas se dá em mundo mais sutil que o da ideologia, uma divisão principal entre dois tipos de cultura: 

“A primeira são os indivíduos que têm o interesse de conservar algo, daí o nome conservadorismo. Eles até podem aceitar e defender reformas que acreditam ser benéficas, mas em seu âmago cultural não querem deixar de conservar aquilo que consideram conquistas do passado, por entender que há uma ordem natural e complexa, regida por n variáveis que fogem da capacidade da razão humana abordá-las no todo.

De outro lado, há aqueles que até podem reconhecer conquistas do passado, mas estão muito mais interessados em revolucionar a ordem social presente. Principalmente por compreender que o estado atual de coisas apresenta um número tão grande de prejuízos sociais que não se justifica a falta de ânimo para acelerar as mudanças, que podem ser incrementais ou de ruptura.

Ambas as culturas podem receber ideologias à direita e à esquerda, o que importa aqui é a cosmovisão do mundo em que o indivíduo considera viver.”

Entendendo a aplicação dessas ideias

Buscando entender melhor a política, essa aula da Travessia propõe uma reflexão sobre ideologias políticas e culturas.

Mais do que pensar em direita e esquerda, também devemos pensar os modos culturais de agir de diferentes propostas, sejam elas mais revolucionárias ou mais conservadoras. 

Alicerçado em autores como Aristóteles, Edmund Burke, John Locke, Karl Marx e Francis Wolff, Lucas aborda assuntos como:

  • O surgimento da Democracia na Grécia e a “invenção da política”;
  • O utilitarismo do poder diagnosticado por Maquiavel;
  • As novas teorias trazidas pela Revolução Liberal;
  • Uma análise sobre as ideologias totalitárias do século XX pelo prisma da cultura e da ideologia. 
  • Os avanços da Democracia contemporânea e a sua premissa de humildade intelectual e alternância de poder através da representação.

E tudo isso em apenas uma aula da Travessia

Outros professores abordam temas essenciais para a vida humana, como produtividade, saúde, formação da personalidade, formação do Estado moderno e muitos outros. 

O essencial em um só lugar

A Travessia é uma jornada de estudos autêntica com início, meio e fim bem definidos. Reunimos uma curadoria de professores e temas relevantes numa experiência de ensino desenhada e assinada nos mínimos detalhes Brasil Paralelo.

Mas atenção: as inscrições ficarão abertas por pouco tempo, fazendo com que as pessoas que não se matricularem agora percam essa oportunidade.

DE DESCONTO

Escolha o Plano ideal para você

e aperte o play sem medo

Básico

de
R$
19
/mês
12x
R$
19.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
HD
Qualidade de vídeo
Nenhum
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
MELHOR PLANO

Premium

de
R$
59
/mês
12x
R$
59.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Catálogo de filmes selecionados
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Originais 4K
Qualidade de vídeo
10 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Intermediário

de
R$
39
/mês
12x
R$
39.00
/mês
Originais e Séries BP, Cursos e formações BP eCatálogo de filmes sele
ASSINE AGORA
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Full HD
Qualidade de vídeo
2 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Plano Básico

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 190,00
Valor à vista:
R$ 2.280,00

Cupom aplicado 37% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 119,00
Valor à vista:
R$ 1.428,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
Não disponível neste plano.
Qualidade do vídeo:
HD

Plano Premium

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 590,00
Valor à vista:
R$ 7.080,00

Cupom aplicado 62% OFF

MAIOR DESCONTO

Valor com desconto:
12x de
R$ 219,00
Valor à vista:
R$ 2.628,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
MAIS COMPLETO
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
10 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Originais em 4K

Plano Intermediário

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 390,00
Valor à vista:
R$ 4.680,00

Cupom aplicado 54% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 179,00
Valor à vista:
R$ 2.148,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
2 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Full HD

Torne-se Membro da Brasil Paralelo

Assine e tenha 12 meses de acesso a todo o catálogo e aos próximos lançamentos da BP