O Teatro das Tesouras - a política brasileira nua e crua

Redação Brasil Paralelo
Redação Brasil Paralelo
17/5/2022
Compartilhe com amigos

O Teatro das Tesouras é o nome de um dos documentários mais vistos da Brasil Paralelo. Nesta produção, a realidade da política brasileira é escancarada. O título escolhido não é obra do acaso, ele remete a uma estratégia política usada numa das revoluções de maior impacto no mundo.

Conheça o documentário O Teatro das Tesouras, entenda a origem deste nome e a estratégia política por trás dele.

No items found.

O que você vai encontrar neste artigo?

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

A Revolução Russa e o Teatro das Tesouras

A Revolução Russa foi o movimento que deu fim a monarquia czarista e implementou o primeiro regime comunista da história. O movimento revolucionário contou com dois grupos principais: os bolcheviques e mencheviques. Aparentemente, eram grupos distintos, mas tinham um objetivo comum.

A diferença entre os dois grupos fez com que Lênin criasse a estratégia do teatro das tesouras.

Qual a diferença entre Bolcheviques e Mencheviques?

Os mencheviques não desejavam uma revolução violenta, mas queriam que a transição fosse política e pacífica. Os bolcheviques já desejavam a revolução comunista a qualquer custo.

Em russo, “bolchevique” quer dizer maioria; e “menchevique”, minoria. Os mencheviques eram adeptos do socialismo por etapas, exatamente como pregava Karl Marx. Eles acreditavam que a Rússia, por ser um país camponês e feudal, ainda precisava se industrializar antes de se tornar socialista e que, portanto, outras nações a precederiam nessa jornada.

Os bolcheviques, por sua vez, defendiam as ideias de Lenin: uma revolução armada que deveria ser feita a todo custo, sem esperar qualquer amadurecimento.

Lênin e a origem do Teatro das Tesouras

lenin-e-o-teatro-das-tesouras
Lênin comandando a revolução.

O povo russo era majoritariamente religioso e convivia bem com o império. O reinado de Alexandre II era popular e benquisto pela população. Alexandre garantiu estudos e cultura para toda a Rússia.

Contudo, os revolucionários já estavam articulados no país e o movimento Vontade Popular assassinou Alexandre II.

Seu filho, Alexandre III, rumou para uma política antipopular, buscando vingar seu pai. Ele entendeu que as políticas populares de seu pai abriram as portas para a violência comunista.

O movimento socialista aproveitou as atitudes de Alexandre III e instigou a revolução popular. No entanto, o povo ainda não desejava um sistema comunista, e foi aí que Lênin criou sua famosa estratégia, o Teatro das Tesouras.

Lênin sugeriu que fossem constituídos dois partidos. A divisão serviria para produzir uma ideia de oposição quando, na verdade, ambos os lados trabalhavam juntos.

Inicialmente, houve certa resistência a esse projeto, mas Lênin conseguiu uma vitória por maioria, o que concedeu ao seu partido o nome “bolchevique”. Embora estivessem fragmentados, havia um plano central: tornar a Rússia um país comunista.

Como os grupos ainda eram do mesmo partido, todo apoio aos mencheviques iria dar poder também aos bolcheviques.

Lênin liderou a revolução, mas não recebeu o poder após o triunfo dos movimentos populares. Embora ele fosse líder dos bolcheviques, estes representavam apenas a maioria do partido, e não do povo.

O povo apoiou o governo mais ameno dos mencheviques. Uma ideia que não havia sido amplamente discutida, foi tomada como o único caminho possível.

Com a fundação dos dois partidos, os bolcheviques intensificaram seus atentados nas ruas de Moscou. Eles buscavam fazer frente à guerra com estes protestos.

A separação dos partidos como Lênin previu funcionou, o governo entendeu que os mencheviques eram uma ameaça menor, enquanto os bolcheviques eram percebidos como os extremistas.

Como o partido menchevique era o principal perante a opinião pública, seus integrantes assumiram o comando da Rússia em fevereiro de 1917. Eles estabelecem o governo provisório com Alexander Kerensky como líder.

Este prometeu para os russos o caminho normal dos outros Estados: a elaboração de uma constituição e a fundação de instituições.

A estratégia das tesouras aplicada

Lênin apostou que o melhor artifício para tomar o poder era esperar. As promessas dos mencheviques envolviam criar instituições, leis e códigos legislativos, o que seria muito tudo demorado de viabilizar.

O povo em meio a revolução não iria aguentar essa lentidão e, com o tempo, as próprias massas expressariam um desejo pelo caminho radical.

Publicamente Lênin fingia apoiar o governo dos mencheviques, mas pelas costas incitava o radicalismo com discursos inflamados, como: “Eles prometeram uma constituição e não entregaram nada”.

Como o povo estava em situação miserável, o discurso de Lênin repercutiu. Os bolcheviques já eram maioria política, a derrubada do governo menchevique foi rápida, realizada em poucos meses de república.

Os discursos carismáticos de Lênin e seu camarada Trotsky convenciam o povo de que os bolcheviques defendiam a única política viável para a Rússia.

Além de desmoralizar o governo provisório dos mencheviques, esse recurso possibilitou que todas as medidas radicais dos bolcheviques estivessem justificadas perante a opinião pública.

Tais ações foram bem-sucedidas. Em outubro de 1917, os mencheviques foram destruídos e a população clamava por medidas mais drásticas.

Após os governos mencheviques, Lênin, o bolchevique líder da revolução, assume o poder usando da estratégia das tesouras.

Por incrível que pareça, a estratégia criada por Lênin no século XX foi replicada no Brasil contemporâneo. Dois partidos, aparentemente opositores, usaram deste recurso para tomar o poder.

O Teatro das Tesouras - a relação entre PT e PSDB

lula-e-alckmin-teatro-das-tesouras
Chapa Lula-Alckmin eleições 2022.

Das eleições de 1994 a 2014, o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Social Democrata Brasileiro (PSDB) protagonizaram a disputa eleitoral para o cargo de presidente. Aparentemente, a disputa era entre dois opositores, mas por trás dos bastidores, a realidade era outra.

Apesar do PSDB ter ideias de esquerda mais moderadas, algo que os enquadraria como uma centro-esquerda, muitos eleitores consideravam esse partido como a via da direita brasileira.

Leitura recomendada: qual a diferença entre direita e esquerda?

A realidade é que entre PT e PSDB nunca houve oposição. Apenas o Teatro das Tesouras.

Da mesma forma que os mencheviques eram moderados e os bolcheviques radicais, PT e PSDB aplicaram a estratégia política do Teatro das Tesouras.

Diante das câmeras, nos debates, predomina a aparente oposição. Por trás dos bastidores, predomina interesses e projetos comuns, os mesmos oligopólios financiando suas campanhas.

Nas eleições de 2022, a estratégia ficou ainda mais exposta: Lula e Alckmin formaram uma chapa.

A Estratégia das Tesouras por Olavo de Carvalho

O professor Olavo de Carvalho foi um dos precursores da ideia do Teatro das Tesouras no Brasil. O filósofo foi um dos primeiros a analisar a alternância entre PT e PSDB como uma replicação da estratégia de Lenin.

“A articulação dos dois socialismos era chamada por Stalin de “estratégia das tesouras”: consiste em fazer com que a ala aparentemente inofensiva do movimento apareça como única alternativa à revolução marxista, ocupando o espaço da direita de modo que esta, picotada entre duas lâminas, acabe por desaparecer. A oposição tradicional de direita e esquerda é então substituída pela divisão interna da esquerda, de modo que a completa homogeneização socialista da opinião pública é obtida sem nenhuma ruptura aparente da normalidade. A discussão da esquerda com a própria esquerda, sendo a única que resta, torna-se um simulacro verossímil da competição democrática e é exibida como prova de que tudo está na mais perfeita ordem”. A mão de Stálin está sobre nós, Olavo de Carvalho. O Globo, 03 de agosto de 2002.
  • Entenda, na opinião do professor Olavo, como a estratégia foi aplicada no Brasil:

A investigação da confusão que é a política contemporânea brasileira, deu origem a um Original BP.

Prepare-se para as eleições

PT e PSDB, que se vendiam como oposição, se mostraram duas faces da mesma moeda. E juntos utilizaram a estratégia que, mais uma vez, enganou toda a população.

Hoje, muito se fala sobre a união consolidada de antigos adversários para as Eleições de 2022.

O que realmente importa nessa história é o simbolismo do encontro de antigos adversários: Lula e Alckmin.

Pensando nisso, a Brasil Paralelo preparou um evento online inédito sobre os principais temas que pautam a eleição mais importante da história brasileira.

Ao se tornar Membro da BP você garante o seu acesso a uma conversa exclusiva para assinantes com Leandro Ruschel, Flávio Morgenstern, Guilherme Freire e convidados especiais.

Assine a Brasil Paralelo por apenas R$10 mensais e garanta o seu ingresso online. 

Como Membro, você também garante:

  • 1 ano de acesso ao aplicativo;
  • mais de 60 produções originais exclusivas para assinantes;
  • acesso ao Original BP O Teatro das Tesouras, série de 7 episódios;
  • acesso ao Original BP Invasão Bolchevique, documentário sobre o fato mais importante da história russa.

Mas corra! Esta oferta está disponível apenas para assinaturas feitas até o dia 25 de maio. Garanta o seu ingresso online e junte-se à Brasil Paralelo.

Comente e compartilhe. Quem você acha que vai gostar de ler sobre o Teatro das Tesouras?

A Brasil Paralelo é uma empresa independente. Conheça nossas produções gratuitas. Todas foram feitas para resgatar os bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros.

Compartilhe com amigos

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

Outros Artigos

VER TODOS