Devido ao lançamento da série A Sétima Arte, não teremos os programas diários nessa semana. Retornaremos com a programação normal no dia 01 de novembro.

O intelectual Theodore Dalrymple comenta tentativa de censura ao documentário O Fim Da Beleza

A predominância da feiura está refletida nas pessoas, que precisam viver em meio a ela durante toda a vida.
Comunicação Brasil Paralelo
Compartilhe com amigos
22/12/2021

Theodore Dalrymple participou do documentário O Fim Da Beleza e recentemente escreveu uma coluna sobre o filme e a tentativa de censura a ele feita. Dalrymple é médico psiquiatra e intelectual reconhecido mundialmente, autor do best-seller “Podres de Mimados”.

Em sua coluna restrita para assinantes da revista Oeste, Theodore Dalrymple teceu comentários sobre o conteúdo do documentário e a tentativa de censura a Brasil Paralelo. Segundo Theodore:

“A beleza enriquece e aprimora a vida.
A predominância da feiura está refletida nas pessoas, que precisam viver em meio a ela durante toda a vida. Só os muito ricos conseguem escapar agora. 

[...]

O tema da beleza (e seu oposto) é obviamente importante de discutir, algo que raramente acontece.

[...]

a feiura prejudica e envenena o ser humano. Isso é tão óbvio que eu deveria sentir vergonha de dizer, se não fosse o caso de que até mesmo tocar no assunto irrita as pessoas que se consideram, de alguma forma, progressistas.”

Theodore refere-se na última frase àqueles que tentaram reprimir e até sugerir a criminalização do documentário O Fim Da Beleza

Após a notícia de que o longa seria transmitido na Universidade Federal do Paraná, um perfil anônimo tentou mobilizar seus seguidores a pressionar o reitor da Universidade para que cancelasse a exibição.

A censura não funcionou, mas o perfil anônimo “Brasil Para Lerdos” e seus seguidores seguem buscando barrar os conteúdos da Brasil Paralelo.

Os seguidores da Brasil Paralelo se revoltaram com a situação e criticaram as tentativas de censura, obtendo sucesso nos pedidos a liberdade de opinião e divulgação do conteúdo.

No artigo de Theodore, ele ainda comenta sobre a situação:

“Pelo que entendi, alguns esforços foram feitos em alguns cantos do Brasil para impedir que esse material seja exibido. Como se ele estivesse propondo uma doutrina perigosa, por exemplo, que devemos voltar aos métodos médicos e cirúrgicos do século 16. Mas, mesmo que esses filmes propusessem essa doutrina, não haveria justificativa para impedir sua exibição. A menos que você acredite que seus concidadãos são idiotas (e que você é muito mais inteligente que eles).

Costumávamos valorizar o controle do comportamento e a liberdade de opinião. E passamos a valorizar a liberdade de comportamento e o controle da opinião. Mas ainda sou suficientemente otimista em acreditar que, como dizemos em inglês, a verdade vai aparecer. 

E a verdade é que a beleza é importante, e nós enfeiamos o mundo a um grau bem desnecessário.”

O texto completo de Dalrymple pode ser lido pelos assinantes da Revista Oeste.

A trilogia O Fim da Beleza contribui para a reflexão sobre o impacto da Beleza, ou ausência dela, no cotidiano da vida de cada um. A produção aborda também as consequências das mudanças estéticas, principalmente as que começaram na modernidade com um especial relevo para a arquitetura. 

Alguns universitários preferem valorizar mictórios, crianças tocando um homem nu e saraus eróticos como obras de arte ao mesmo tempo em que se ojerizam contra obras de Florença, Veneza e Michelangelo.

A Trilogia pode ser assistida integralmente e gratuitamente no YouTube, bastando apenas clicar neste link.

Ver todas as notícias