Notícia
3
min de leitura

Brava gente brasileira: a resiliência dos gaúchos está lembrando ao país a força do povo

Enquanto as águas não baixam completamente no Rio Grande do Sul, o cotidiano dos abrigos mostra a capacidade das pessoas de ajudar quem precisa. Até mesmo pessoas abrigadas estão ajudando como voluntárias.

Ajuda Humanitária
Rio Grande do Sul
Foto: acervo pessoal
Redação Brasil Paralelo
Comunicação Brasil Paralelo

As águas do rio Guaíba começaram a se agitar, formando ondas. Pessoas que haviam retornado às suas casas foram forçadas a sair novamente, buscando se salvarem.  

De volta aos abrigos, a rotina estressante se soma à incerteza do tempo de permanência ali. Relatos de desentendimentos entre pessoas acolhidas têm se tornado cada vez mais constantes, bem como situações de estresse pós-traumático. 

2.281.774 pessoas já foram afetadas pela tragédia. 538.167 estão desalojados e 77.199 em abrigos. Segundo o boletim divulgado ao meio dia de hoje (16) 806 pessoas ficaram feridas e 104 permanecem desaparecidas. Até agora 151 vidas foram perdidas na tragédia.

No meio do caos, existem também relatos de carinho e organização entre os próprios acolhidos, com o objetivo de tornar aqueles locais provisórios um lar. A solidariedade é tanta que até mesmo pessoas abrigadas estão prestando assistência às vítimas, voluntários que estão trabalhando em abrigos da grande Porto Alegre contaram ao portal Brasil Paralelo um pouco do dia a dia em alguns de quem perdeu tudo.

Como é um abrigo que está recebendo as vítimas da inundação?

O caos produzido pelas chuvas extremas no Rio Grande do Sul transformaram  locais como galpões, igrejas, centros espíritas, e centros de tradições gaúchas  em abrigos para os que perderam seus lares. 

A técnica em radiologia Karen Rafaela Mendes, que está atuando em um abrigo da cidade de Cachoeirinha,  relatou como um local de confraternização do time de futebol amador se tornou um lar para até 100 pessoas. 

“O clube Onze Unidos é um clube de futebol amador da nossa comunidade que tem esse espaço de convivência. O espaço tem duas alas, onde nós montamos o abrigo que cabe menos de 100 pessoas. Na maior há a estrutura de dormitório. São colchões enfileirados com algumas cadeiras de apoio. Ali, as pessoas se organizam com família e entes queridos. Na ala menor instalamos nosso refeitório.”, relatou Mendes.

A estrutura foi completamente cedida pelo clube, que está arcando com as despesas com a conta de luz. Segundo a voluntária, os colchões para os abrigados foram doados pela Defesa Civil. 

Questionada sobre como as pessoas se organizam no dormitório, Mendes afirmou que todos se organizam perto dos que amam. Cada um tem seu espaço e as pessoas estão conseguindo viver. 

Como são os banheiros em um abrigo?

O espaço do clube Onze Unidos tem dois grandes banheiros: um masculino e um feminino. A técnica em radiologia explica que por se tratar de um abrigo menor, sempre houve muito respeito entre os abrigados no uso dos banheiros. A limpeza é feita tanto por voluntários quanto por funcionários do próprio clube. 

Para tomar banho era necessário que as pessoas fossem a um outro local, pois ainda não havia estrutura no clube. Todas as manhãs, as pessoas eram levadas por um ônibus da prefeitura para o local e ali tomavam banho. 

A coordenadora do abrigo organizava as filas em ordem de idade ou mesmo vulnerabilidade para que tudo ficasse bem organizado. Também entregava os materiais de higiene pessoal doado que o abrigo recebeu em pequenos kits contendo desodorante, sabonete, hidratante, shampoo e condicionador. 

Contou ainda que alguns ítens de higiene pessoal que não chegaram através de doações foram comprados pelas pessoas que estão ajudando a acolher quem perdeu tudo. 

Um poço artesiano foi perfurado para melhor atender às necessidades dos abrigados

Para dar mais conforto às pessoas que estão vivendo provisoriamente no espaço do Onze Unidos, um poço artesiano foi perfurado no local. Por enquanto são apenas dois chuveiros funcionando, então as próprias pessoas se organizam nos horários de banho. 

Devido à estrutura, homens e mulheres usam os mesmos chuveiros, o que segundo Mendes não é um problema.

“Os próprios acolhidos se organizam. Decidem qual hora quem vai tomar banho, quem vai ficar de olho para avisar que tem gente no banho, etc. Eles estão mais livres nesse sentido.”

O maior temor dos voluntários era de que houvesse um surto de infecções alimentares ou problemas intestinais. Essa preocupação se estende à parte de alimentação. 

Higiene é prioridade para garantir o conforto de todos

No abrigo a higiene é prioridade. Os banheiros são limpos mais de uma vez por dia. Na cozinha as mãos são lavadas de forma minuciosa, sempre com água mineral. 

“Nós não temos certeza da qualidade da água, então para lavar as mãos e cozinhar só usamos a água mineral”, destacou a Técnica de Radiologia

Para comer é obrigatório passar álcool gel nas mãos. Tudo é feito com muito cuidado para prevenir doenças. 

Um pequeno depósito de medicamentos também foi montado no abrigo

Por ter formação em radiologia, Karen Rafaela Mendes teve um ano de aulas em cuidados com doentes, inclusive primeiros socorros. Por isso, também tem dado apoio no pequeno almoxarifado que foi montado no mesmo espaço do refeitório. 

“Quem faz esse nosso curso tem uma boa noção de administração de medicação. Por isso, consigo acompanhar as prescrições, sempre, aferir sinais, fazer uma triagem, avaliar se o paciente precisa de uma intervenção médica. Aqui, nós não tomamos decisões médicas, simplesmente recebemos as queixas das pessoas. A gente afere ali se tem uma febre, se a pressão está normal, deixa tudo anotado. Com os dados, nós repassamos imediatamente para a Secretaria da Saúde, que sempre providencia um profissional da medicina para vir atender essas pessoas.”, relatou Mendes em entrevista exclusiva ao Portal Brasil Paralelo.

Os profissionais de saúde são enviados pelo governo algumas vezes por semana. Avaliam quem precisa de atendimento e prescrevem medicação conforme a necessidade de cada pessoa. Caso naquele dia não seja possível enviar um médico, o atendimento é realizado via telemedicina. Os remédios prescritos são armazenados separadamente, com sua administração controlada pelos coordenadores do abrigo.

A medida tem como objetivo prevenir a ingestão acidental, especialmente por crianças.Todas as medicações disponibilizadas são doações da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul.

Como está a segurança nos abrigos?

Diante do aumento de relatos de conflitos entre os acolhidos, o Portal Brasil Paralelo questionou Mendes sobre as medidas de segurança adotadas no espaço do Onze Unidos. A Técnica em Radiologia informou que, pelo menos onde é voluntária, essas situações não aconteceram. Atribui ao fato de ser um local pequeno a razão de o clima ser tranquilo.

“Aqui acolhemos menos de 100 pessoas. E muitos vêm e vão. Então é mais tranquilo. Mas já escutei relatos de abrigos com 3000 pessoas que essas situações não são raras. Por isso aqui temos gente 24 na porta e o portão fica trancado. Temos mais medo de quem é de fora do que quem está aqui dentro. Nesse sentido tivemos sorte. Temos muitas famílias e idosos.”

A situação não é a mesma em outros locais. Em um abrigo numa paróquia de Porto Alegre um casal e seus 6 filhos estão ajudando como podem. Naturais do interior de São Paulo, escolheram a capital gaúcha como lar há alguns anos. 

O marido contou ao nosso Portal que a maior dificuldade que acaba levando a brigas são as diferenças preexistentes entre os abrigados e a situação de estresse em que as pessoas se encontram. 

“No início a gente improvisou muito. Então não tinha como separar as pessoas por famílias, por exemplo. Estamos acolhendo no nosso salão paroquial, então são basicamente colchões com roupa de cama e uma cadeira pras pessoas se ajeitarem. Temos um grupo que cozinha, onde inclusive dois dos meus filhos ajudam. Servimos as refeições e tentamos dar o máximo de conforto possível.” , relatou em entrevista

Contou que conflitos surgem principalmente por medo. As pessoas já perderam muito e por isso têm medo de serem roubadas, por exemplo. Perguntado se teve alguma situação específica, o voluntário falou sobre quando um senhor sem querer pisou no colchão em que uma moça dormia. 

“Os colchões ficam próximos um do outro. O senhor tropeçou no colchão da moça e acabou caindo em cima dela. Antes de entender a situação, ela passou a gritar que ele estaria tentando abusar dela. Esclarecemos tudo, mas foi estressante.”

Outra questão abordada foi a rotatividade. O voluntário nos explicou que muitos vão ao abrigo instalado em sua paróquia de forma transitória. 

“As pessoas vem, ficam um ou dois dias até achar um lugar na casa de parentes. Depois preferem ir embora, até para dar lugar para quem não tem mesmo onde ficar.” , finalizou

Saúde mental também é uma preocupação

Ao chegarem nos abrigos, muitas pessoas apresentam problemas psicológicos. Os sintomas iniciais são de estresse agudo. O professor Rodrigo Souza explica que os resgatados têm apresentado um misto de ansiedade, muitas lembranças e coração acelerado. 

As pessoas têm relatado dificuldade para dormir, pois ouvem som de chuva e de barcos o tempo todo, em especial os que passaram horas ou até dias ilhados até que a ajuda chegasse. 

Nesse primeiro momento, os profissionais estão incentivando os cidadãos a serem atendidos pessoalmente. O motivo é que, em situações de alto estresse como essa, a conexão entre o profissional e o paciente é fundamental. 

“Muitas pessoas trazem suas vulnerabilidades anteriores a esse momento. Às vezes são grupos de familiares que, em situação de ficar muito tempo no mesmo lugar e pelo estresse, acabam tendo conflitos. Por isso o CRP nos orientou a incentivar que as pessoas busquem ajuda na modalidade presencial. Eu e mais dois colegas estamos nos revezando em dois abrigos para ajudar as pessoas. Lembrando: o atendimento é totalmente voluntário. É só chegar que estamos atendendo” , afirmou o psicólogo

Na impossibilidade de acessar os locais de atendimento, o CRP autorizou que atendimentos online também sejam realizados.

Ninguém fica parado

Voluntários ouvidos com exclusividade pelo Portal Brasil Paralelo contaram que a forma como a maioria das pessoas está lidando com a situação é emocionante. Recebemos relatos de que pessoas abrigadas também estão atuando como voluntários. 

“Estão acolhidos, perderam tudo. Mas não vejo lamentos, ao contrário. Ouvi inclusive de uma moça que perdeu tudo o que tinha e que nunca tinha se sentido tão amada.” relatou a enfermeira Daniele Souza em entrevista exclusiva a Brasil Paralelo

Esses relatos reacendem a esperança por dias melhores. O espírito dos gaúchos está lembrando a cada um de nós que as tempestades e as ondas do Guaíba não abalam nossa determinação. É o nosso DNA desde Dom Pedro I: somos a Brava Gente brasileira.

O que fazer em caso de emergência?

Voltou a chover nas regiões já inundadas. Se você estiver em perigo, ligue para: 

190 (disque emergência) ou 193 (bombeiros)

Sua vida é muito importante, peça ajuda! 

Como ajudar de longe?

Sabemos que cada um de nós gostaria de ajudar. Se você está distante, isso pode ser feito por meio  de doações. 

Para oferecer suporte financeiro, recomendamos algumas instituições confiáveis que estão organizando campanhas de arrecadação de doações:

INSTITUTO CULTURAL FLORESTA

PIX: 27631481000190

BANCO DE ALIMENTOS

PIX: 04580781000191

FEDERASUL

PIX E-MAIL: SOSRS@FEDERASUL.COM.BR

THOMAS GIULLIANO E ACADEMIA SMALL FIGHT

PIX E-MAIL: THOMAS.GIULLIANO@GMAIL.COM

FAZ CAPITAL / RENATA BARRETO

PIX CPF - LUCAS FERRAZ: 008.768.770-48

BADIN COLONO E PRETINHO BÁSICO

PIX E-MAIL: enchentes@vakinha.com.br

DE DESCONTO

Assine o plano ideal para você

Ganhe de bônus o workshopp sobre a China com a Doutora em Economia Luciana Yeung

Básico

de
R$
19
/mês
12x
R$
19.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
HD
Qualidade de vídeo
Nenhum
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
MELHOR PLANO

Premium

de
R$
59
/mês
12x
R$
59.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Catálogo de filmes selecionados
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Originais 4K
Qualidade de vídeo
10 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Intermediário

de
R$
39
/mês
12x
R$
39.00
/mês
Originais e Séries BP, Cursos e formações BP eCatálogo de filmes sele
ASSINE AGORA
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Full HD
Qualidade de vídeo
2 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Plano Básico

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 190,00
Valor à vista:
R$ 2.280,00

Cupom aplicado 37% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 119,00
Valor à vista:
R$ 1.428,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
Não disponível neste plano.
Qualidade do vídeo:
HD

Plano Premium

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 590,00
Valor à vista:
R$ 7.080,00

Cupom aplicado 62% OFF

MAIOR DESCONTO

Valor com desconto:
12x de
R$ 219,00
Valor à vista:
R$ 2.628,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
MAIS COMPLETO
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
10 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Originais em 4K

Plano Intermediário

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 390,00
Valor à vista:
R$ 4.680,00

Cupom aplicado 54% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 179,00
Valor à vista:
R$ 2.148,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
2 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Full HD

Torne-se Membro da Brasil Paralelo

Assine e tenha 12 meses de acesso a todo o catálogo e aos próximos lançamentos da BP