Notícia
3
min de leitura

Desempenho dos alunos brasileiros cai do 6º ao 9º ano

Defasagens no aprendizado da leitura é uma das principais causas da queda do desempenho no ensino fundamental.

Educação
Brasil
Foto: Divulgação Prefeitura Ribeirão Preto
Redação Brasil Paralelo
Comunicação Brasil Paralelo

Em escolas públicas, o desempenho dos alunos brasileiros regride entre o 6º e o 9º ano do ensino fundamental (EF). A análise é baseada nos dados das provas de português e matemática do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

O cenário é alarmante:

  • em 2021, 51% dos alunos do 5º ano apresentaram aprendizagem adequada em português, enquanto apenas 35% do 9º ano alcançou a margem mínima;
  • na disciplina de matemática a situação de 2021 é pior: apenas 37% dos alunos do 5º ano possuíam aprendizagem adequada, porcentagem que caiu para 15% no 9º ano.

Os dados são similares aos cenários de 2019 e 2017, antes da pandemia.

A queda de desempenho ao passar do 5º para o 6º ano, com uma curva descendente até o 9º ano, desmotiva os alunos e acaba se transformando em uma das principais causas para a evasão escolar e o alto índice de reprovação no ensino médio.

O censo escolar de 2022 apontou que o primeiro ano do ensino médio é a série que possui a maior taxa de:

  • evasão escolar: 8,2%;
  • reprovação: 12,7%;
  • migração para o ensino de jovens adultos: 2,7%.

Os dados mostram que a maior parte dos alunos chegam ao ensino médio sem conhecimentos suficientes

O QEdu fez um levantamento dos resultados do Saeb a partir de critérios disponibilizados pelo Inep (órgão do Ministério da Educação) e chegou às seguintes conclusões:

  • 15% dos alunos do 9º ano tinham conhecimento aceitável em matemática em 2021 para continuar os estudos, poucos deles apresentando aprendizado além do esperado;
  • 85% dos alunos do 9º ano de 2021 estavam abaixo do esperado;
  • dos 85%, 54% estavam no nível básico de matemática e 31% no nível insuficiente;
  • 65% dos alunos do 9º ano estão abaixo do nível adequado em português.

No básico, os estudantes precisam de atividades de reforço, no insuficiente necessitam ser expostos novamente aos conteúdos ensinados.

Estando abaixo do mínimo exigido em português, os alunos não conseguiam realizar uma série de operações simples de interpretação e redação de textos, como localizar informações explícitas em artigos de opinião ou identificar finalidade de contos e fábulas.

Em matemática, os estudantes não eram capazes de converter unidades de medidas de comprimento de metros para centímetros ou reconhecer que os ângulos não se alteram em figuras obtidas por ampliação ou redução.

O problema vai além da escola pública

As escolas particulares, em nível menor, também registram essa queda de desempenho ao final do 9º ano.

Em 2019, enquanto 74% dos alunos do 5º ano apresentavam aprendizado adequado em matemática, só 56% dos seus colegas do 9º ano atingiram o mesmo nível. Em português, esses números corresponderam a 82% e 70%, respectivamente.

Em 2021, os resultados foram piores:

  • enquanto 81% dos alunos do 5º ano apresentaram conhecimento adequado em português, apenas 67% dos seus colegas no 9º atingiram o mesmo resultado;
  • em matemática, a discrepância foi ainda maior, 70% dos alunos do 5º ano apresentaram conhecimento adequado, enquanto no 9º foram apenas 47%.

A prova do Saeb de 2021 foi realizada após a pandemia, período em que as escolas públicas permaneceram fechadas ou com ensino a distância.

Essas circunstâncias influenciaram os resultados que apresentaram números mais baixos que os dos anos anteriores.

Não foi a pandemia que criou a discrepância entre a aprendizagem adequada no 5º e no 9º ano, ela apenas acentuou uma tendência de queda da aprendizagem entre esses períodos. É o que aponta o gráfico abaixo com os resultados da Saeb de 2017, 2019 e 2021:

Alunos com aprendizagem adequada:

Taxa de alunos com aprendizagem adequada em português e matemática. Fonte: QEdu com dados do Saeb Mais infográficos

O QEdu é um projeto da Meritt, empresa que oferece serviços de plataformas educacionais, e da Fundação Lemann. Os critérios estabelecidos pela plataforma foram criados pelo professor José Francisco Soares, e adotados pelo Inep na época em que ele presidiu o instituto.

“Fundamental 2 é um buraco negro que ninguém está cuidando muito bem”

“A conclusão dos dados é que o ensino fundamental 2 é um buraco negro que ninguém está cuidando muito bem”, pontua João Batista Oliveira, PhD em educação pela Florida State University. O especialista acredita que o baixo desempenho no ensino médio e a evasão escolar são frutos dos problemas do 6º ao 9º ano.

O doutor em educação pela USP Ocimar Alavarse afirma que, apesar de todas as etapas da educação básica demandarem melhorias, o ensino fundamental 2 é a fase que necessita de atenção prioritária.

Os dados atuais apresentados explicam a visão de Alavarse, além do fato de ser uma fase estratégica para a trajetória acadêmica do aluno.

Para ele, apesar de ser possível verificar um crescimento nas notas dos alunos de escolas públicas no 9º ano nos últimos anos, esse avanço é lento e longe de ser o ideal.

Alavarse explica que um dos principais motivos pelos quais os alunos têm dificuldades para aprender nos anos finais no ensino fundamental é o conjunto de deficiências acumuladas na capacidade de ler e interpretar textos.

Alguns obstáculos para aprender química, física e matemática, muitas vezes são apenas reflexos de deficiências na habilidade de leitura.

“Os alunos acabam sendo expostos a textos, então eles têm que desenvolver essa capacidade, se há deficiências”, diz. Para o professor, se fossem realizadas atividades específicas para melhorar a capacidade de leitura, os resultados seriam melhores.

Segundo o professor Alavarse, os docentes não são preparados na graduação para lidar com as lacunas dos alunos.

O especialista acredita que um primeiro caminho para melhorar o ensino nos anos finais seria apostar na formação dos professores de todas as disciplinas do fundamental 2 para que sejam capazes de ir ao encontro dessas deficiências, com estratégias eficazes.

“É outro desvio achar que o problema de leitura dos anos finais resolve-se com o professor de língua portuguesa. É uma tarefa para todos os professores dessa etapa”, reitera.

Baixo desempenho tem relação com evasão escolar

João Batista Oliveira explica que, no ensino fundamental 2, a escola é capaz de recuperar o desempenho perdido nos primeiros anos. “As melhoras havidas nas séries finais, que são poucas, não têm correlação com o nível que os alunos chegam ao 6º ano. O que significa isto? Que não é caso perdido. Ou seja, independentemente de como os alunos chegam, há lugares que conseguem melhorar o nível [de aprendizado]”, explica.

A responsabilidade pelo ensino fundamental 2 é compartilhada por estados e municípios e, para João Batista, nenhuma das esferas tem procurado soluções para a etapa.

Ou seja, se há uma comprovada capacidade da gestão educacional para melhorar os resultados de aprendizagem, por outro lado há uma negligência neste cuidado.

O especialista reforça que, como consequência, os alunos terão uma tendência maior à evasão escolar ou chegarão mais despreparados para o ensino médio.

Alavarse segue na mesma linha. “Quando os alunos terminam os anos finais e vão para o ensino médio, se estabelece, então, um verdadeiro desastre. Porque estão em uma capacidade muito abaixo daquilo que é necessário para aprofundar alguns estudos no ensino médio”, comenta.

Dados divulgados pelo MEC em 2019 apontam que:

  • 15% dos jovens entre 15 e 17 anos não se matriculam na escola no início do ano letivo;
  • ao final, cerca de 30% já deixaram de frequentar o ambiente educacional.

Depois do primeiro ano do ensino médio, as séries que mais possuem evasão escolar são o 2º ano do ensino médio e o 9º ano do ensino fundamental.

Como a Pátria Educadora alcançou resultados tão ruins?

Para entendermos o motivo de chegarmos às últimas posições em todos os rankings educacionais internacionais e termos desempenhos tão negativos nas avaliações nacionais, é necessário darmos um passo para trás.

Nesta jornada pela educação, trazemos conceitos, análises e denúncias sobre as diferentes ideologias e personagens que pensaram o sistema de ensino brasileiro.

DE DESCONTO

Escolha sua BP

Uma Brasil Paralelo para cada momento da sua vida

Básico

de
R$
19
/mês
12x
R$
19.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
HD
Qualidade de vídeo
Nenhum
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
MELHOR PLANO

Premium

de
R$
59
/mês
12x
R$
59.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Catálogo de filmes selecionados
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Originais 4K
Qualidade de vídeo
10 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Intermediário

de
R$
39
/mês
12x
R$
39.00
/mês
Originais e Séries BP, Cursos e formações BP eCatálogo de filmes sele
ASSINE AGORA
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Full HD
Qualidade de vídeo
2 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Plano Básico

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 190,00
Valor à vista:
R$ 2.280,00

Cupom aplicado 37% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 119,00
Valor à vista:
R$ 1.428,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
Não disponível neste plano.
Qualidade do vídeo:
HD

Plano Premium

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 590,00
Valor à vista:
R$ 7.080,00

Cupom aplicado 62% OFF

MAIOR DESCONTO

Valor com desconto:
12x de
R$ 219,00
Valor à vista:
R$ 2.628,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
MAIS COMPLETO
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
10 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Originais em 4K

Plano Intermediário

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 390,00
Valor à vista:
R$ 4.680,00

Cupom aplicado 54% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 179,00
Valor à vista:
R$ 2.148,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
2 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Full HD

Torne-se Membro da Brasil Paralelo

Assine e tenha 12 meses de acesso a todo o catálogo e aos próximos lançamentos da BP