Artigo
8
min de leitura

Stalin - conheça a vida e o governo de um dos maiores ditadores e genocidas da história

Comunismo
História
Socialismo
Stalin
-
Redação Brasil Paralelo

Durante seu governo como Secretário-Geral do Partido Comunista da União Soviética, Stalin estabeleceu um regime totalitário que foi responsável por aproximadamente 17 milhões de mortes, segundo estimativas conservadoras extraídas de autores como Robert Service e Aleksandr Solzhenitsyn. 

Ao mesmo tempo, ele liderou a União Soviética na Segunda Guerra Mundial, tornando-se um herói nacional e deixando um legado complexo e conflituoso. A vida e o governo de Stalin são temas de debates intensos e polarizados, com alguns o vendo como um herói do povo e outros como um tirano brutal. 

Acompanhe neste artigo a história de Stalin desde sua juventude até seu governo,  seu impacto na história da União Soviética e no mundo.

  • Prepare-se para a maior produção já feita sobre a história do comunismo no mundo. O Épico História do Comunismo estreia gratuitamente no dia 14 de março, trazendo conteúdos inéditos sobre cultura, política, socialismo, comunismo e o século vermelho - para assistir de graça, faça seu cadastro aqui. A União Soviética terá um episódio exclusivo.


O que você vai encontrar neste artigo?

Stalin como chefe da União Soviética

Logo após a Revolução de 1917, Stalin foi nomeado Comissário do Povo para as Nacionalidades e começou a consolidar seu poder dentro do Partido Comunista. Ele adotou uma política agressiva de centralização do poder e eliminou seus rivais políticos, como Leon Trotsky e Nikolai Bukharin, por meio de expurgos e julgamentos políticos. 

Segundo o historiador Orlando Figes:

 "Stalin usou a repressão política para eliminar a oposição interna e consolidar sua posição como líder supremo" (livro The Whisperers: Private Life in Stalin's Russia).

Trotsky era a primeira opção de Lênin para assumir o poder na URSS, mas ele não conseguiu preparar seu sucessor a tempo devido a um derrame. Em 1922, Stalin já tinha centralizado o poder interno do Partido Comunista Russo.

Logo no início da debilidade da saúde de Lênin, em 1922, Stalin iniciou uma campanha para apagar Trotsky da vida pública da Rússia. 

Ele deletou seu inimigo de fotos de momentos históricos dos comunistas, não enviou o convite para o funeral de Lenin e minou sua influência com os membros da hierarquia russa, até finalizar a campanha com o assassinato do opositor em 1927. 

Governo Stalin: 6 características principais

Com a supressão da influência de Trotsky e o seu assassinato em 1927, Stalin passou a ser o homem mais poderoso da Rússia, assumindo o poder da União Soviética oficialmente em 1927, tres após a morte de Lênin.

Seu governo foi marcado pelo rigor autoritário, justificando o nome Stalin (homem de aço, em portugues), narra o livro Stalin: A Political Biography de Isaac Deutscher .

Alguns de seus principais feitos foram:

  1. Coletivização agrícola: Stalin implementou uma política de coletivização agrícola, na qual as terras privadas foram confiscadas e os camponeses foram forçados a trabalhar em grandes fazendas coletivas. Isso levou a uma grande resistência por parte dos camponeses, bem como à fome em massa que matou aproximadamente 10 milhões de pessoas - toque aqui para conhecer o Holodomor, o genocídio de Stalin.
  2. Industrialização: Stalin lançou um programa ambicioso de industrialização, com o objetivo de transformar a União Soviética de uma economia agrícola atrasada em uma potência industrial. Isso incluiu a construção de usinas hidrelétricas, siderúrgicas e fábricas de máquinas, entre outras coisas.
  3. Planos Quinquenais: para realizar a industrialização, Stalin implementou os planos quinquenais, que eram metas econômicas de cinco anos que estabeleciam as metas de produção para cada setor da economia. A implementação desses planos resultou em uma rápida modernização da economia soviética, mas também em condições de trabalho brutais para os trabalhadores.
  4. Repressão política: Stalin era conhecido por sua brutalidade na repressão de oponentes políticos. Ele liderou uma série de expurgos, na qual milhões de pessoas foram presas, executadas ou enviadas para campos de trabalhos forçados conhecidos como Gulags, explica o historiador Robert Conquest, no livro O Grande Terror.
  5. Culto à personalidade: Stalin promoveu um culto à personalidade, em que ele era retratado como um líder infalível e onipotente. Isso incluía a censura da mídia e da literatura, bem como a promoção de um sistema educacional que enfatizava a importância de Stalin e do Partido Comunista, narra o livro Stalinism and After" de Robert Tucker. Segundo o historiador Simon Sebag Montefiore, Stalin:
 "Criou uma mitologia em torno de si mesmo, apresentando-se como um líder infalível e imbatível".
  1. Segunda Guerra Mundial: Stalin liderou a União Soviética durante a Segunda Guerra Mundial, que teve um impacto profundo em sua liderança e na história da União Soviética. A vitória soviética na guerra foi um dos momentos mais significativos do governo de Stalin.

Crimes e assassinatos cometidos por Stalin

Stalin ficou conhecido por assassinar opositores políticos e até mesmo aliados que o incomodavam por razões pequenas. A violência que suas políticas cuidavam da administração da Rússia também foram responsáveis por muitas mortes.

Algumas das estimativas do número de pessoas assassinadas por ordem de Stalin, estimadas por autores como Robert Conquest, Robert Service e Aleksandr Solzhenitsyn, são:

  • Entre 8 e 13 milhões de pessoas foram mortas durante a coletivização forçada dos anos 1930, que incluiu fome, deportações em massa e execuções, especialmente o Holodomor.
  • Cerca de 700.000 pessoas foram executadas durante as purgas políticas dos anos 1930.
  • Entre 1,5 e 2 milhões de prisioneiros do Gulag que morreram devido a condições de vida precárias e trabalho forçado.
  • Milhões de mortes durante a Segunda Guerra Mundial, incluindo soldados e civis soviéticos.

As principais maneiras pelas quais as pessoas foram mortas durante o regime de Stalin incluem execuções, deportações em massa, fome e doenças, trabalho forçado em campos de trabalho, e outros tipos de violência e abuso. 

As execuções eram frequentemente realizadas em massa, com os condenados sendo fuzilados e enterrados em valas comuns. Muitos foram deportados para campos de trabalho forçado no Gulag, onde enfrentaram condições extremamente difíceis e muitos morreram devido à desnutrição, doenças e exposição a condições climáticas adversas. 

Além disso, milhões de pessoas morreram de fome durante a coletivização forçada, que levou à coleta forçada de alimentos e à distribuição desigual dos recursos.

Stalin é um herói?

Ainda hoje, Stalin é louvada por muitas pessoas. Em Gore, cidade na Geórgia onde o líder soviético nasceu, um museu dedicado a sua história o elogia como um garoto pobre que conseguiu se tornar chefe do maior país do mundo, ignorando seus crimes, aponta o The New York Times.

museu do stalin
Turistas no Museu Joseph Stalin, em Gori, na Geórgia, terra natal do ditador soviético. Foto: Daro Sulakauri/The New York Times.

Segundo a BBC, um estudo mostrou que 51% dos russos gostam de Stalin e 70% deles dizem que seu papel na história russa foi "positivo". 47% dos jovens desconhecem sua política de expurgos, quando milhões foram aprisionados ou mortos.

  • Prepare-se para a maior produção já feita sobre a história do comunismo no mundo. O Épico História do Comunismo estreia gratuitamente no dia 14 de março, trazendo conteúdos inéditos sobre cultura, política, socialismo, comunismo e o século vermelho - para assistir de graça, faça seu cadastro aqui. A União Soviética terá um episódio exclusivo.

Biografia de Stalin - da infância ao governo

Joseph Stalin nasceu em 18 de dezembro de 1878, em Gori, uma pequena cidade da Geórgia, parte do Império Russo na época. Sua infância foi marcada por muitas dificuldades e tragédias, explica o historiador Robert Service no livro Stalin: Uma Biografia. 

Seu pai, Besarion Jughashvili, era um sapateiro alcoólatra que frequentemente batia em sua esposa e em seus filhos. Em 1888, quando Stalin tinha apenas nove anos de idade, seu pai morreu de uma doença desconhecida.

Após a morte de seu pai, a situação financeira da família se deteriorou ainda mais. Sua mãe, Ketevan Geladze, teve que trabalhar em uma fábrica têxtil para sustentar seus filhos. 

Stalin frequentou uma escola paroquial local, onde se destacou como um aluno brilhante e estudioso. Ele foi descrito como um menino solitário e recluso, que preferia passar seu tempo lendo livros.

De acordo com o historiador Simon Sebag Montefiore, em seu livro Stalin: The Court of the Red Tsar, a infância de Stalin foi marcada por um profundo sentimento de injustiça e ressentimento em relação à sua situação social. 

Montefiore escreve: 

"Em Stalin, o sentimento de que o mundo é injusto, de que ele próprio está sendo injustiçado, nasceu e cresceu em Gori".

Outro especialista em Stalin, Stephen Kotkin, em sua obra "Stalin: Paradoxes of Power", aponta que a infância de Stalin foi marcada não apenas pela pobreza e abuso, mas também pela influência da Igreja Ortodoxa e da cultura georgiana. Kotkin escreve: 

"Ele foi criado na tradição religiosa da Geórgia e cresceu falando georgiano, mas era fluente em russo e se destacou academicamente".

Stalin deixou sua cidade natal em 1894 para estudar no Seminário Teológico de Tiflis, onde se matriculou para se tornar padre. Lá, ele se envolveu com o movimento socialista da cidade e se tornou um revolucionário. 

A partir de então ele deixou a religião e nunca mais voltou para casa, tendo se dedicado inteiramente à política e ao Partido Comunista.

Início da militância comunista

A militância de Stalin no Partido Comunista foi uma das fases mais importantes de sua vida, suas ações nesse período foram essenciais para ele se tornar líder da União Soviética.

Segundo o historiador Simon Sebag Montefiore, em seu livro Stalin: The Court of the Red Tsar, a militância de Stalin no Partido Comunista foi marcada por sua intensa dedicação à causa revolucionária. Montefiore escreve: 

"Stalin era um revolucionário profissional, que se dedicou completamente ao Partido Comunista desde sua juventude".

Crimes da juventude

Para ascender no Partido Comunista e defender seus ideais, Stalin cometeu diversos crimes, especialmente a organização de roubos a bancos para financiar a militância revolucionária. Essas atividades foram parte de um esforço mais amplo para derrubar o regime czarista e estabelecer uma ordem socialista na Rússia.

De acordo com o historiador Robert Service, em seu livro "Stalin: A Biography", o envolvimento de Stalin em atividades ilegais começou logo após ele se juntar ao Partido Comunista em 1898. 

Service afirma que:

"Stalin organizou uma série de roubos a bancos para financiar as atividades do Partido, que estava lutando pela derrubada do regime czarista".

Stalin foi responsável por organizar e liderar várias dessas ações, que envolviam a coleta de informações sobre as agências bancárias e o planejamento de cada operação.

Assalto do banco Tíflis - explosões, brigas e mortes

Um dos principais crimes de Stalin é o assalto ao banco de Tíflis, explica Anna Geifman no livro Thou Shalt Kill: Revolutionary Terrorism in Russia, 1894–1917. Um transporte bancário foi roubado pelos bolcheviques para financiar suas atividades revolucionárias.

Os ladrões atacaram uma diligência do banco e policiais e militares ao redor usando bombas e armas enquanto o veículo estava transportando dinheiro pela Praça de Erevã (atual Praça da Liberdade) entre o escritório de correios e a filial de Tíflis do Banco Estatal do Império Russo. 

O ataque matou quarenta pessoas e feriu outras cinquenta, de acordo com documentos oficiais do arquivo, narra Roman Brackmann no livro The Secret File of Joseph Stalin: a Hidden Life. Os ladrões escaparam com 341 mil rublos. 

O assalto foi organizado por vários líderes bolcheviques, incluindo Vladimir Lenin, Josef Stalin, Maxim Litvinov, Leonid Krasin e Alexander Bogdanov.

Stalin durante a Revolução Russa de 1917

A participação de Stalin na Revolução de 1917 foi fundamental para a ascensão do Partido Comunista ao poder na Rússia. Stalin foi eleito para o Comitê Central do Partido Bolchevique em 1912 e, desde então, desempenhou um papel importante na organização do partido e na disseminação das ideias comunistas. 

Durante a Revolução de 1917, Stalin foi responsável por várias tarefas importantes, incluindo:

  • angariar fundos para o partido;
  • organizar a imprensa do partido;
  • mobilizar trabalhadores e camponeses para apoiar a revolução.

Segundo o historiador Stephen Kotkin em seu livro Stalin: Paradoxos do Poder, Stalin foi o "braço direito" de Lenin durante a revolução, trabalhando incansavelmente para mobilizar os trabalhadores e camponeses em apoio ao partido.

Além disso, Stalin foi responsável por organizar e recrutar membros para a Guarda Vermelha, um grupo de trabalhadores armados que ajudou a defender a Revolução de ataques internos e externos. 

Stalin também desempenhou um papel importante na organização do Congresso dos Sovietes de Toda a Rússia em 1917, que se tornou o governo provisório da Rússia após a Revolução de Outubro. 

Segundo o historiador Simon Sebag Montefiore em seu livro Stalin: A Corte do Czar Vermelho, Stalin ajudou a garantir que o Congresso dos Sovietes se tornasse um instrumento do Partido Comunista, liderando o processo de eleição dos delegados leais ao partido.

Ele também foi o responsável pela criação de um vasto sistema de segurança interna, que incluía a polícia secreta conhecida como NKVD, que era responsável pela repressão política e pela execução de milhares de pessoas consideradas inimigas do Estado.

Vida pessoal - esposas, filhos e suicídios

Stalin se casou duas vezes. Sua primeira esposa foi Ekaterina Svanidze, que morreu de tifo em 1907. Eles tiveram um filho juntos, Yakov Dzhugashvili. Yakov nasceu em 1907 e foi o único filho que Stalin teve com sua primeira esposa, que morreu em 1907.

Ele cresceu em condições difíceis, já que sua mãe faleceu no início da sua infância e seu pai dedicava toda sua vida à revolução. Ele teve de ser criado por uma tia.

Yakov tentou seguir a carreira militar e se juntou ao Exército Vermelho em 1935. No entanto, ele foi capturado pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, em 1941, após ser ferido em batalha, conta o historiador Robert Service no livro Stalin: Uma Biografia.

Os nazistas ofereceram a Stalin um acordo de troca de prisioneiros para libertar Yakov, mas ele recusou a oferta, alegando que não iria trocar oficiais nazistas de alta patente por um simples soldado, seu filho. Yakov foi mantido em cativeiro pelos nazistas e submetido a tortura e maus-tratos.

Durante sua prisão, Yakov tentou cometer suicídio várias vezes, sem sucesso. Ele também tentou fugir do cativeiro duas vezes, mas foi recapturado. Em 1943, Yakov morreu em circunstâncias misteriosas, aparentemente após se jogar em frente a um trem.

Em 1919, Stalin se casou com Nadezhda Alliluyeva, com quem teve dois filhos. No entanto, seu casamento era infeliz e Nadezhda acabou se suicidando em 1932.

Espiões privados e gostos pessoais

Stalin era conhecido por ser um homem frio e calculista, e sua personalidade era muitas vezes descrita como paranóica e desconfiada. Ele mantinha uma rede de espiões e informantes para monitorar seus oponentes políticos e muitas vezes usava táticas brutais para manter o controle do governo soviético.

Apesar de sua imagem pública austera, Stalin era conhecido por seus gostos extravagantes. Ele era um ávido leitor e tinha uma coleção de cerca de 20.000 livros em sua biblioteca pessoal. Ele também gostava de beber, fumar charutos e jogar cartas.

Stalin morreu em 1953 aos 74 anos, após sofrer um derrame cerebral. Após sua morte, muitas informações sobre sua vida pessoal e governança foram divulgadas ao público, revelando seus maiores crimes e sua rede pessoal de espionagem.

Curso Uma Breve História da Rússia

Por que a revolução socialista aconteceu primeiro na Rússia? Como esse país foi capaz de disputar a hegemonia mundial com os Estados Unidos durante o século XX? 

Maior país do mundo, rico em recursos naturais, com forte tradição no campo artístico e preponderância na geopolítica internacional, a história da Rússia é pouco conhecida e compreendida pelo ocidente.

Para suprir essa lacuna, o curso Uma Breve História da Rússia se propõe a percorrer o período que abrange desde a formação do território russo, antes de Cristo, até a Rússia contemporânea de Vladimir Putin e a posição que essa federação ocupa no cenário político atual - toque aqui para saber mais.

O streaming da Brasil Paralelo ainda possui diversos documentários, filmes, cursos, programas e muito mais sobre o história, política, filosofia e muito mais - toque aqui para conhecer.

Documentário Invasão Bolchevique

O governo de Stalin e a Revolução Comunista Russa transformaram o mundo de tal maneira que ainda seus efeitos se manifestam nas sociedades modernas. Desde a formação de partidos comunistas até mesmo na cultura ocidental.

Muitas das músicas e dos projetos de lei do parlamento brasileiro estão diretamente ligadas com o comunismo russo.

A importância desse momento histórico levou a Brasil Paralelo a desenvolver um documentário que explica detalhadamente a influência bolchevique no mundo.

No dia 24 de fevereiro de 2022, o início de uma nova guerra passou a tomar conta do noticiário.

A Rússia decide invadir a Ucrânia. Mas, o que se vê no noticiário não responde as questões principais deste acontecimento.

Analisar o presente sem entender o passado é como montar um quebra-cabeça sem todas as peças.

Diferentemente do que grande parte da mídia faz, a Brasil Paralelo decidiu dar um passo atrás para investigar o que não está sendo contado.

Invasão Bolchevique se aprofunda no fato mais importante da história Russa: a revolução socialista de 1917, um passado que ainda pauta o presente.

O filme retrata a origem do movimento revolucionário na Rússia, a tensão política anterior à revolução de 1917 e também busca entender as ideias vigentes no maior país do mundo.

Invasão Bolchevique é o primeiro original exclusivo para assinantes da Brasil Paralelo.

  • Assine agora e tenha acesso exclusivo ao filme Invasão Bolchevique e a mais de 50 produções originais da Brasil Paralelo, com cenas inéditas que não foram para o YouTube.

Sobre a Brasil Paralelo

A Brasil Paralelo é uma empresa de entretenimento e educação cujo propósito é resgatar bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros. Em sua história, a empresa já produziu documentários, filmes, programas e cursos sobre história, filosofia, economia, educação, política, artes e atualidades.

DE DESCONTO

Assine o plano ideal para você

Aperte o play sem medo

Básico

de
R$
19
/mês
12x
R$
19.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
HD
Qualidade de vídeo
Nenhum
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
MELHOR PLANO

Premium

de
R$
59
/mês
12x
R$
59.00
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Catálogo de filmes selecionados
Assine agora
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Originais 4K
Qualidade de vídeo
10 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Intermediário

de
R$
39
/mês
12x
R$
39.00
/mês
Originais e Séries BP, Cursos e formações BP eCatálogo de filmes sele
ASSINE AGORA
*Assinatura anual com renovação automática.
Garantia incondicional de 7 dias
Full HD
Qualidade de vídeo
2 Títulos
Downloads offline
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação

Plano Básico

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 190,00
Valor à vista:
R$ 2.280,00

Cupom aplicado 37% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 119,00
Valor à vista:
R$ 1.428,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
Não disponível neste plano.
Qualidade do vídeo:
HD

Plano Premium

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 590,00
Valor à vista:
R$ 7.080,00

Cupom aplicado 62% OFF

MAIOR DESCONTO

Valor com desconto:
12x de
R$ 219,00
Valor à vista:
R$ 2.628,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
MAIS COMPLETO
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
10 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Originais em 4K

Plano Intermediário

Assinatura Vitalícia
Valor sem desconto:
12x de
R$ 390,00
Valor à vista:
R$ 4.680,00

Cupom aplicado 54% OFF

Valor com desconto:
12x de
R$ 179,00
Valor à vista:
R$ 2.148,00
Assine uma única vez >
Garantia incondicional de 7 dias.
de
R$
19
/mês
Originais e Séries BP, Aplicativo e plataforma e Programação BP completa
*Assinatura anual com renovação automática.
Resumo do plano:
Originais e Séries BP
Catálogo de filmes selecionados
Catálogo infantil seguro
+ de 300 entrevistas completas
Cursos do Núcleo de Formação
Downloads simultâneos:
2 títulos para assistir offline.
Qualidade do vídeo:
Full HD

Torne-se Membro da Brasil Paralelo

Assine e tenha 12 meses de acesso a todo o catálogo e aos próximos lançamentos da BP