O que é Patriotismo? Surpreenda-se com a explicação do filósofo Luiz Felipe Pondé

Redação Brasil Paralelo

Para o grande jurista brasileiro Miguel Reale, o Patriotismo "significa devoção ou dedicação, orientação das forças do espírito no sentido do bem-estar nacional". Ou seja, é uma postura pessoal de identificação e valorização da nação e de seus símbolos.

Mas, qual o limite entre a defesa autêntica da nação e a de uma ideologia política? Descubra o que é Patriotismo.

Índice de Conteúdo

  1. O que é Patriotismo?
  2. O que significa ser patriota?
  3. Qual a diferença entre patriotismo e nacionalismo?
  4. Por que o Brasil é um país que não valoriza seus símbolos nacionais?

O que é Patriotismo?

Patriotismo é uma virtude civil do indivíduo que ama seu território, o passado histórico que constituiu sua nação, a identidade cultural de onde vive e todo seu patrimônio construído. 

Para essa pessoa, é um dever moral lutar pela preservação e valorização desses símbolos pátrios.

  • Uma das formas de se aprofundar no conhecimento dos símbolos da nação é por meio do estudo da história.

O hino, a bandeira nacional, os heróis de sua história, compõem também o rol de símbolos que representam a nação e que devem ser honrados, defendidos e valorizados.

Assim, o Patriotismo é o amor genuíno que um indivíduo nutre pela história de seu território ou de sua nação, uma identificação sincera com sua identidade cultural historicamente construída.

E como é ser patriota na prática?

O que significa ser patriota?

o que significa ser patriota

O patriota é aquele que ama seu país e procura servi-lo da melhor forma possível, com um sentimento voluntário de amor e pertencimento. Ele ama sinceramente os heróis e os pais fundadores da nação e suas riquezas naturais, e compartilha desse sentimento com todos que fazem o mesmo.

A pátria, pela qual o patriota nutre ternos afetos, é o conjunto de elementos que identificam o indivíduo com o espaço que habita. São eles:

  • o território;
  • o clima;
  • os costumes;
  • as tradições;
  • os antepassados;
  • a fauna;
  • a flora;
  • e os compatriotas.

A palavra pátria vem do latim, e sua etimologia está associada à palavra “pater” que significa pai ou paternidade. Assim, o termo pátria e a ideia de Patriotismo estão associados ao pertencimento à essa terra ancestral e seus descendentes.

O Patriotismo, o ser patriota, é participar da herança comum construída sob diferentes governos e signos que moldaram a identidade da região e legaram boas heranças.

  • Parte do que é ser patriota envolve o amor genuíno pela cultura da nação. Mas afinal, o que é cultura?

O Patriotismo está acima do amor por um governo ou partido específico, e engloba o amor por todo o conjunto de valores, tradições e gestos que um determinado povo comporta.

O Patriotismo luta para que esses símbolos sejam preservados, valorizados e transmitidos, tudo isso, aliado à construção de uma sociedade presente melhor.

  • Contribua para que mais artigos como este continuem a ser produzidos e torne-se Membro Patriota da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 mensais. Além disso, você acessa materiais exclusivos todos os meses e ajuda na expansão e continuidade deste trabalho.

Qual a diferença de amor à pátria e à nação?

Qual a diferença entre patriotismo e nacionalismo?

  • Para o professor Luiz Felipe Pondé, o conceito de patriotismo e nacionalismo são coincidentes, ao ponto de confundirem-se os conceitos originais. Veja este trecho da série “Brasil — A Última Cruzada”

Apesar da problematização apresentada pelo professor, em geral, os conceitos são apresentados da seguinte maneira: Patriotismo remete à herança cultural e aos símbolos de uma nação, enquanto nacionalismo remete à ideia de país e sua organização política.

Desse modo, é possível haver nação sem país, como é o caso dos povos curdos e bascos, bem como possível haja países que podem abrigar distintas nações, como é o caso do Império Romano dada a sua pluralidade cultural.

Ou seja, o nacionalismo envolve um certo grau de patriotismo, mas é algo ligado ao compromisso com um projeto político.

Já o patriotismo autêntico transcende interesses políticos e partidários imediatos, e envolve o amor autêntico por toda a bagagem cultural de uma nação.

A distinção dos termos e sua conceituação, segundo atualmente exposta, remete aos pensadores iluministas e à Revolução Francesa.

  • Um dos mais proeminentes pensadores do Iluminismo foi Jean-Jacques Rousseau. Conheça-lhe as obras e as ideias.

No século XVIII, os pensadores iluministas teorizaram o que é patriotismo como um sentimento de amor à própria terra, digno das repúblicas e dos homens livres, sem contudo associar à ideia de soberania da nação ou de submissão a um Estado ou governo.

Já o termo nacionalismo surge durante a Revolução Francesa para desqualificar a turba revolucionária. O abade Augustin Barruel utiliza dele do seguinte modo em suas “Memórias acerca da História do Jacobinismo":

“O nacionalismo ocupou o lugar do amor geral (…) Autorizou-se então desprezar os estrangeiros, enganá-los e ofendê-los”.
  • O que é jacobinismo? Como isto se inseriu no contexto da Revolução Francesa? Aprenda tudo isso com essa linha do tempo sobre a revolução. 

Para ele, o nacionalismo era o oposto do Patriotismo, pois associava-se a um amor cego ao Estado e ao ódio aos estrangeiros, tudo em nome do povo e da vontade geral. 

A palavra nacionalismo surgiu de maneira pejorativa.

  • Torne-se Membro do Núcleo de Formação da Brasil Paralelo para ter acesso ao Núcleo de Formação. Você terá conteúdos exclusivos de todos os documentários e acesso a dezenas de cursos sobre história, filosofia, economia, arte e educação. Aprenda com os grandes pensadores da humanidade e receba conteúdo inédito todos os meses.

Por que no Brasil quem se considera patriota torna-se motivo de chacota?

Por que o Brasil é um país que não valoriza seus símbolos nacionais?

diferença entre patriotismo e nacionalismo

O Brasil hoje enfrenta um perigoso processo de extinção do que é seu Patriotismo. São diversas as vanguardas de ataque: a mídia, o ensino, as entidades globalistas, as universidades, a cultura militante.

É uma ação iconoclasta, que visa derrubar todos os símbolos que remetem à cultura brasileira e seus grandes feitos, sem necessariamente propor algo para substituir o vazio gerado.

Veja as considerações do professor Marcus Boeira acerca da construção da nacionalidade e do Patriotismo brasileiro, que herda símbolos da grande cultura portuguesa:

Desde o pós Segunda Guerra Mundial, período dos nacionalismos, criou-se uma cultura de que Patriotismo e nacionalismo são facetas semelhantes de governos autoritários, como foram os de Vargas, de Hitler e de Mussolini.

  • Conheça a história de Getúlio Vargas, o ditador mais amado da história do Brasil.

Para o professor Olavo de Carvalho, no Brasil o que ocorre hoje é o seguinte:

Na sociedade civil, a memória dos feitos históricos perdera-se, dissolvida sob o impacto de revoluções e golpes de Estado, das modernizações desaculturantes, das modas avassaladoras, da imigração, das revoluções psicológicas introduzidas pela mídia”.

A sociedade civil, desarticulada e sem consciência ampla, é vulnerável a mutações históricas que, induzidas do Exterior ou forçadas por grupos de ambiciosos intelectuais ativistas. Apagam-se do dia para a noite a memória dos sucessos e falseia-se por completo a imagem do passado.

Não há cultura doméstica, tradições nacionais, símbolos de continuidade familiar. A memória coletiva está inteiramente à mercê de duas forças: a mídia e o sistema nacional de ensino.

  • Como transformar a memória coletiva de uma sociedade? Conheça a estratégia da Janela de Overton.

Como a população é desprovida dessa imensa herança brasileira, círculos intelectuais e midiáticos sempre estão de prontidão para rechaçar qualquer tentativa de valorização da cultura nacional. 

Estão prontos até para taxar de fascistas os que tomam a peito trazer algum Patriotismo para o país.

Assim, as demonstrações de amor à pátria são restritas a fervores como o que causa a Copa do Mundo no país, e todas as outras demonstrações tornam-se motivo de vexame.

  • Quer conhecer a história do Brasil a fundo sem vieses ideológicos, com os melhores especialistas e valorizando tudo aquilo que há de melhor em nossa cultura? Não perca a nossa série “Brasil — A Última Cruzada”, disponível gratuitamente. 

Comente e compartilhe. Quem você acha que vai gostar de ler sobre o que é Patriotismo?

A Brasil Paralelo é uma empresa independente. Conheça nossas produções gratuitas. Todas foram feitas para resgatar os bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros.

Outras entrevistas

VER TODAS