Devido ao lançamento da série A Sétima Arte, não teremos os programas diários nessa semana. Retornaremos com a programação normal no dia 01 de novembro.

Como começar a estudar Filosofia? Com esses passos seu caminho será facilitado

Redação Brasil Paralelo
Redação Brasil Paralelo

“[...] Essas formas transcendiam infinitamente a esfera da experiência corporal, portanto, também da memória sensível. Mas, em algum momento esquecido do tempo haviam se entremostrado nela e despertado, na alma do indivíduo carnal, a aspiração do Bem supremo”. (Olavo de Carvalho)

A Filosofia começa a partir do espanto com o mistério da vida, afirmava Aristóteles. Estudar Filosofia é estudar a realidade, é a busca firme e sincera pelas respostas das perguntas essenciais que dão sentido à vida. 

O estudo da Filosofia nunca tem fim, mas tem começo. As grandes personalidades da história ajudam a entender como começar a estudar Filosofia. 

O que você vai encontrar neste artigo?

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

O que é Filosofia?

Filosofia, etimologicamente, significa Amor à Sabedoria. Aristóteles a definia como a busca de  decifrar o enigma do universo, descobrir a Verdade, tendo em vista o assombro gerado pela existência pessoal, com todas suas capacidades e possibilidades. 

O primeiro passo é buscar entender a Filosofia clássica (uma das primeiras da história). Para começar a estudar filosofia, é preciso recorrer ao berço da mesma, a Grécia. 

As Filosofias contemporâneas possuem raízes no período clássico e dialogam constantemente com os primeiros filósofos, seja qual for a vertente.

Ter contato com as primeiras fontes é importante, porque nos últimos séculos o que mais se propagou foi um ensino deturpado da filosofia, focado na pura crítica e não na construção do conhecimento, segundo apresentado no documentário Pátria Educadora.

Estudar filosofia não é apenas decorar ideias e personalidades: isso é apenas cultura filosófica. 

A Filosofia deve levar o seu discípulo a ter uma vida diferente. Desde o período moderno, popularizou-se uma filosofia desconectada da realidade, ou seja, pensamento separado da vivência.

O ser humano consegue verdadeiramente compreender diversas realidades da existência. Essa capacidade — a mais poderosa existente no mundo natural — gera uma ânsia de responder a principal pergunta: o que é a vida? 

A Filosofia vem do fato de o homem possuir razão, a capacidade de compreender e manipular certos aspectos da realidade. 

No livro Escadas dos Fundos da Filosofia, o autor Wilhelm Weischedel resume a visão de Sócrates, o ateniense considerado por muitos como o pai da Filosofia.

Mas o que tem a dizer, e para o que aponta insistentemente, é que nada mais importa senão o reto pensar. Reto pensar significa para ele, em princípio e sobretudo, que se saiba o que se diz e que se preste contas sobre si mesmo.
Sócrates é da convicção que ao homem cabe conhecer realmente a si mesmo”.

Na Apologia de Sócrates, escrita por Platão, considerado um dos maiores filósofos da história, Sócrates elucida bem o cerne da Filosofia Ocidental Clássica: 

“Não temos absolutamente de nos preocupar com o que os muitos dizem de nós, senão com o que diz aquele que entende do justo e injusto: o Um e a verdade mesma.
[...]
[Sócrates dirigindo-se a um dos magistrados atenienses que o condenaram à morte injustamente]
Bom homem, pois que és da cidade de Atenas, a maior e mais famosa por sua sabedoria e poder, tu não te envergonhas de procurares o quanto for possível de dinheiro, fama e honrarias, mas de não te preocupares e cuidares da sabedoria, da verdade e de que tua alma se torne tão boa quanto possível?
O maior bem para o homem consiste em falar todo dia da virtude e de tudo de que tu me ouvires falar quando, nas conversações, provo-me a mim e aos outros. Para o homem, uma vida sem provação não vale a pena ser vivida”.

A Filosofia é diferente de todas as outras disciplinas do saber. Enquanto as demais disciplinas abstraem as outras, a Filosofia busca observar todas elas para entender o todo, para entender a vida.

Dessa maneira, o estudante de Filosofia sempre acaba tendo que estudar quase todos os segmentos da realidade.

Para se aprofundar na descoberta do ser e compreender em profundidade o que Sócrates quis dizer nos trechos acima citados, vários métodos eficazes foram desenvolvidos ao longo da história.

  • Conheça quem foi Sócrates: vida, obra e filosofia do andarilho de Atenas. 

Como começar a estudar Filosofia?

Como começar a estudar filosofia

Para começar a estudar Filosofia, ter método e ordem é muito recomendado aos iniciantes, bem como ter um bom acompanhamento.

Do contrário, facilmente o estudante pode se perder em erros primários.

Um desses casos é o de Céfalo, ao conversar com Sócrates. Céfalo dá sua opinião sobre o que é a justiça e uma vida boa, mas Sócrates mostra que sua opinião não era a definição de justiça, mas apenas apresentava alguns aspectos práticos dela:

SócratesAs tuas são palavras maravilhosas, ó Céfalo. 
Mas essa virtude da justiça resume-se em proferir a verdade e em restituir o que se tomou de alguém, ou podemos dizer que às vezes é correto e outras vezes incorreto fazer tais coisas? 
Vê este exemplo: se alguém, em perfeito juízo, entregasse armas a um amigo, e depois, havendo se tornado insano, as exigisse de volta, todos julgariam que o amigo não lhe as deveria restituir, nem mesmo concordariam em dizer toda a verdade a um homem enlouquecido. 
CéfaloEstou de acordo. 
SócratesComo vês, justiça não significa ser sincero e devolver o que se tomou. 

Da mesma maneira, o estudante que não possui método nem professor, facilmente cai em erros claros sem se dar conta.

Caso haja um erro no início da pesquisa e dos estudos, o rumo que o resto da pesquisa irá tomar alcançará erros ainda maiores. 

Conforme disse Aristóteles:

“Um erro pequeno no princípio pode se tornar um erro grande no fim”.

É como começar uma jornada para chegar em um lugar determinado. Se houver um erro no direcionamento, na bússola guia, o destino final será outro que não o desejado. 

Pensando nisso, a Brasil Paralelo, em parceria com os principais intelectuais do Brasil, desenvolveu diversos cursos de Filosofia (e outras disciplinas) no Núcleo de Formação.

São várias horas de conteúdo para guiar o estudante na Sabedoria dos grandes formadores da Civilização Ocidental. Alguns dos cursos da plataforma são: 

  • As 5 Grandes Correntes da Ética no Ocidente (mais de 8 horas de duração); 
  • Mito, Linguagem e Mídia (5h 48min); 
  • Linguagem e Filosofia Prática (13h 55min); 
  • Quatro Modelos de Liberdade Política (5h)

O que ler primeiro?

Os diálogos platônicos são ótimas opções de primeira leitura. Muitos professores os recomendam como as melhores formas para começar a estudar filosofia. 

Por estarem em formato de narrativas, histórias semelhantes ao teatro, compreende-se melhor os conceitos elaborados e sua relação com a vida real, a vida comum.

As conversas surgem de experiências da vida comum, que todos vivem, sendo possível que haja maior identificação e maior interesse pelos estudos, despertando o aluno para a mensagem do autor e para a descoberta da profundidade da vida banal.  

Os diálogos platônicos ajudam na aplicação de seus conceitos na vida pessoal e podem gerar verdadeiros questionamentos da vida em vários de seus aspectos. 

  • Se você tem dificuldade para ler, entender e se lembrar do que leu, faça parte da Sociedade do Livro. Você vai aprender o método da leitura sintópica, o mais avançado e mais utilizado pelos melhores estudantes do mundo. Além disso, grandes professores conduzirão a leitura de temas fundamentais ao ser humano, como morte, vida, amor, simbologia e muito mais.

Um dos principais fatores de sua importância histórica se dá pelo fato dos diálogos exporem temas variados, desde política até arte, guerras e psicologia.

Eles surgiram dos diálogos de homens que dedicavam suas vidas pelo saber, que possuíam décadas de estudo e honestidade com humildade. Tudo isso em uma das cidades mais desenvolvidas da história (em todos os aspectos). 

Assim, uma boa ordem para se começar é: 

1º) Apologia de Sócrates;

2º) O Banquete, de Platão.

A página Contra os Acadêmicos possui diversas listas de leitura já ordenada para quem quiser começar a estudar Filosofia. Algumas delas são:

O curso online de Filosofia (COF) do professor Olavo de Carvalho também é voltado para quem quer começar a estudar Filosofia, com alta qualidade e erudição. 

Principais necessidades e matérias para estudar Filosofia

principais necessidades para estudar filosofia

Segundo o Filósofo Olavo de Carvalho:

“Estudar Filosofia sem ter conteúdo de vida é a mesma coisa que fazer digestão de estômago vazio: o resultado será uma úlcera”.

Aristóteles afirmava que a inteligência parte do caso concreto para chegar até os universais.

É necessário que se tenha experiências concretas da vida para conseguir alcançar a Sabedoria filosófica. 

Essa experiência surge tanto de uma reflexão da própria vida particular e de pessoas conhecidas quanto da leitura de literatura.

A literatura clássica é a apresentação da vida segundo o olhar de grandes homens. Suas obras apresentam aspectos da realidade que uma pessoa comum não é capaz de perceber.

Dessa forma, a literatura clássica fornece conteúdo de alta qualidade para o estudo da Filosofia. Com a leitura de literatura de qualidade e boas experiências de vida, a “digestão” não causará uma úlcera, mas gerará nutrientes para a alma.

É por isso que Platão afirmava que um homem começa a ser um verdadeiro filósofo apenas aos 35 anos.

A literatura, também, apresenta situações que o leitor pode nunca experimentar em sua vida, mas que trazem lições essenciais. Pode, também, preparar o leitor para uma situação semelhante à que ele irá viver no futuro. 

Como ensina Olavo de Carvalho, a formação da inteligência humana passa naturalmente por várias etapas que não se pode alterar.

No início da vida, a criança se encanta pelo mundo imaginário, pelas histórias fantásticas. É o momento em que ela forma seu imaginário, descobre elementos da realidade através dos contos de fadas.

  • Descubra a profundidade e os benefícios da leitura de contos de fadas e histórias fantásticas, temas indispensáveis para o estudo da Filosofia. 

Aqueles que não receberem adequada formação do mundo imaginário não conseguirão começar a estudar Filosofia adequadamente. 

O imaginário é a base do mundo interior.

Essa etapa é importante para que a pessoa amadureça, organize seu mundo emocional e seu universo interior, pois aí é o “local” onde a sabedoria advinda dos estudos filosóficos florescerá. 

Um guia de literatura pode ser encontrado na página Contra os Acadêmicos

Uma dica importante é que a literatura seja um clássico, pois sua qualidade foi atestada pelos sábios, e que seja do gosto do leitor, que lhe cause interesse. 

A Formação do Imaginário

Platão ensinou como formar o imaginário e as etapas para adquirir conhecimento da vida e de como bem viver.

O roteiro entregue pelo sábio grego pode ser adaptado à realidade individual de cada pessoa, preenchendo as lacunas necessárias e descobrindo sua vocação no processo. 

Segundo o filósofo, até os 10 anos a educação deve ser predominantemente física e constituída de brincadeiras e esportes. A idéia é criar uma reserva de saúde para toda a vida. 

Em seguida, começa a etapa da educação musical (abrangendo música e poesia), para se aprender harmonia e ritmo, saberes que criam propensão à justiça, e para dar forma sincopada e atrativa a conteúdos de Matemática, História e Ciência. 

  • A música forma o caráter do ser humano de maneiras profundas, desde sua base. Descubra de que modo isso se faz com cientistas e músicos no documentário A Primeira Arte.

Neste momento também entra a educação literária. O estudante deve buscar os clássicos da literatura para formar seu imaginário.

Depois dos 16 anos, soma-se à música aos exercícios físicos, com o objetivo de equilibrar força muscular e aprimoramento do espírito.

Aos 20 anos, os jovens seriam submetidos a um teste para saber que carreira abraçar. 

Os aprovados recebem, então, mais dez anos de instrução e treinamento de corpo, de mente e de caráter, com foco especial em cumprir sua vocação, sem deixar de lado as demais disciplinas necessárias para compreender a vida de forma integral. 

No teste que se seguiria, os reprovados (aqueles sem aptidão estritamente filosófica) se encaminham para a carreira militar (ou outra carreira), e os aprovados à Filosofia.

Nesse momento começam os estudos filosóficos propriamente ditos.  

No mundo moderno, é possível adaptar os estudos dos diálogos de Platão com o processo de preenchimento do que faltou na formação do imaginário, mas o ideal é focar mais na formação do imaginário do que nos estudos filosóficos.

  • O conhecimento moral é essencial para a vida de estudos. Entenda o relativismo moral e as suas controvérsias sobre o que é uma boa vida. 

O livro A Vida Intelectual, de A.D. Sertillanges, é também essencial a quem deseja entrar na vida da Sabedoria. 

Comente e compartilhe. Quem você acha que vai gostar de ler sobre como começar a estudar Filosofia?

A Brasil Paralelo é uma empresa independente. Conheça nossas produções gratuitas. Todas foram feitas para resgatar os bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros.

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

Outros Artigos

VER TODOS