Quem foram os filósofos das luzes? O professor Marcus Boeira explica o que foi o Iluminismo

Redação Brasil Paralelo
“Um dos traços constitutivos da mentalidade revolucionária é a compulsão irresistível de tomar um futuro hipotético — supostamente desejável — como premissa categórica para a explicação do presente e do passado. Nessa perspectiva, a história humana é vista como o trajeto linear — embora entrecortado de abomináveis resistências — em direção ao advento de um estado de coisas no qual o curso total dos acontecimentos encontrará sua consumação e sua razão de ser”. Olavo de Carvalho


Para o professor Olavo de Carvalho, a mentalidade revolucionária desenvolveu-se no período conhecido como Iluminismo. O liberalismo, a abolição de privilégios, a busca da felicidade, estes são alguns dos temas que desenvolveram os pensadores iluministas. Mas afinal, o que foi o Iluminismo?

Índice de Conteúdo

  1. O que foi o Iluminismo?
  2. Onde surgiu o Iluminismo?
  3. Quais as principais ideias defendidas pelo Iluminismo?
  4. Quais são as principais características do Iluminismo?
  5. Quem foram os principais pensadores iluministas?
  6. Movimentos que o Iluminismo influenciou;
  7. O Iluminismo influenciou o Brasil?

O que foi o Iluminismo?

O Iluminismo foi um movimento intelectual, filosófico, cultural e econômico que surgiu na Europa entre os séculos XVII e XVIII. Vários temas foram abordados pelos seus pensadores, como: o fim do antigo regime, a liberdade política, econômica e individual, a valorização da razão e da ciência.

  • A corrente de pensamento do liberalismo é fruto do pensamento iluminista. Conheça-lhe a doutrina e os principais autores.

O nome do movimento vem da autoproclamação dos filósofos que o compunham, por se considerarem portadores da verdade e da razão, a saber, referiam-se a si mesmos como “filósofos das luzes”, ou “iluminados”, dando origem ao nome.

Outro ponto importante do nome, é o fato de considerarem a tradição de pensamento escolástico da Idade Média como algo mergulhado em trevas e dogmas religiosos.

Portanto, os modernos iluministas julgaram-se portadores da luz da razão para iluminar as mentes humanas e afastá-las das trevas da ignorância.

Os iluministas também proclamaram seu período como o “Século das Luzes”, uma ruptura definitiva com a cultura política, religiosa, social, moral e intelectual dos séculos anteriores.

Essa fase é marcada por uma revolução na ciência, nas artes, na política e na doutrina jurídica.

O ambiente cultural francês permitiu a gestação das ideias que levariam à criação do que foi a doutrina do Iluminismo.

Onde surgiu o Iluminismo?

principais filósofos iluministas como Descastes

O pensamento iluminista, segundo especialistas no assunto, é fruto da secularização de estruturas tradicionais da sociedade humana, como o Estado, as universidades e a Igreja. O Renascimento trouxe as sementes dessa doutrina com as novas ideias de valorização do homem, da natureza e da razão.

Além disso, o Renascimento desenvolveu diversos círculos intelectuais por toda a Europa, que passaram a defender ideias de liberdade econômica e política.

A razão passou a sobrepor a fé: somente por meio da razão se poderia alcançar o conhecimento de todas as coisas e promover o progresso da humanidade.

Na França do século XVII, o filósofo René Descartes (1596-1650) foi o precursor do pensamento iluminista. Considerado pai do racionalismo, valorizou em sua obra a obtenção do conhecimento exclusivamente pela razão, uma vez que a verdade reside nas abstrações da consciência humana.

E o que foi que defendeu o Iluminismo?

Quais são as principais ideias defendidas pelo Iluminismo?

Segue uma lista que resume, de maneira completa, as principais ideias do que foi o Iluminismo, com uma breve explicação de cada uma:

  • Liberdade de expressão: possibilidade de as pessoas expressarem livremente suas ideias e pensamentos, sem por isso serem censuradas ou penalizadas de outras formas;
  • Empirismo: ideia de que todo o conhecimento só pode ser obtido e tomado como verdade a partir do momento que é comprovável na prática, com testes;
  • Jusnaturalismo: ideia de que o ser humano possui uma dignidade própria e direitos inerentes à sua condição. São eles: a vida, a liberdade e a busca da felicidade;
  • Tripartição dos poderes: um governo justo e equilibrado não concentra todas as suas funções em um só grupo ou pessoa; portanto, é bom e justo que haja três poderes, o Legislativo, criador de leis, o Executivo, administrador da nação, e o Judiciário, que julga o descumprimento das leis;
  • Contrato Social: ideia de que as sociedades devem estabelecer um acordo entre governante e governados para que haja um governo legítimo. Ou seja, o povo abdica de sua liberdade absoluta para viver em sociedade sob o governo de leis e de um representante. Assim, a soberania do governo reside na vontade do povo, não na do governante;
  • Racionalismo: valorização da razão e crença que ela é a única via de obtenção do conhecimento;
  • Cientificismo: valorização da ciência e do método científico empírico como via de conhecimento e progresso da humanidade;
  • Livre comércio: não intervenção do Estado na Economia, fator que garantiria um maior desenvolvimento econômico;
  • Propriedade privada: direito dos homens de adquirir a posse de bens para usufruírem a seu modo;
  • Igualdade jurídica: abolição dos privilégios de casta ou classe na sociedade; todos os homens são iguais perante a lei;
  • Liberdade religiosa: a possibilidade de escolher qual religião professar;
  • Liberalismo: doutrina da liberdade individual, social, política e econômica.

O Iluminismo, como boa parte das correntes intelectuais ao longo da história, possui diferentes tendências. O professor Marcus Boeira defende que há 4 correntes iluministas: a francesa, a inglesa, a americana e a ibérica.

A corrente francesa é resultado da secularização da sociedade, onde há uma fusão, na mentalidade popular, da dimensão da temporalidade e da eternidade.

A história e seu progresso tornam-se o campo de ação da humanidade e seu fim último, e é o Estado quem rege este campo. As possibilidades de criação são ilimitadas, comportam toda a capacidade de abstração da realidade que a mente humana é capaz de produzir.

  • O que é a História? Para que serve? Descubra tudo isso neste artigo e veja a importância do seu estudo.

Demonstra ela um total rompimento com a moral, com a ética e com a política clássica.

Ao passo que, no caso inglês, há uma manutenção dessa tradição na religião, na política, na filosofia e na sociedade. 

Já no iluminismo americano, há uma síntese da tendência francesa e inglesa. 

Por fim, no caso ibérico, há a maior predominância da tradição clássica

Quais são as principais características do Iluminismo?

O Iluminismo deixou grandes marcas na história da humanidade. Suas principais características foram:

  • a razão é considerada o fator primordial e legítimo para alcançar a verdade e o conhecimento;
  • o avanço da ciência e a crença de que ela é o único meio para o conhecimento;
  • repúdio às crenças religiosas;
  • desejo de eliminar todos os elementos sociais que remetem à monarquia, à nobreza, ao mercantilismo e à Igreja Católica;
  • a defesa de maior liberdade política e econômica;
  • o naturalismo: crença de que a natureza era capaz de explicar o comportamento da sociedade;
  • o predomínio da burguesia;
  • o ato de questionar tudo era valorizado. Também era imprescindível realizar a investigação com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre a política, a economia e a sociedade;
  • enciclopedismo: reunião, em 35 volumes elaborados por Diderot, de todos os conhecimentos iluministas para divulgação científica;
  • criou a base do republicanismo ocidental moderno: adesão a uma comunidade política de cidadãos com leis escritas;
  • a sociedade e a organização do Estado são um campo aberto para experiências e abstrações da mente humana; toda a ordem política antiga, suas convenções e experiências devem ser descartadas em prol das novas propostas iluministas.
  • Contribua para que mais artigos como este continuem a ser produzidos e torne-se Membro Patriota da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 mensais. Além disso, você acessa materiais exclusivos todos os meses e ajuda na expansão e continuidade deste trabalho.

Quem foram os principais pensadores iluministas?

principais pensadores iluministas como Locke
  • A lista de pensadores e obras iluministas é extensa. Reunimos aqui os principais pensadores e tópicos que representam suas ideias:
  1. John Locke (1632-1704): contrato social e jusnaturalismo;
  2. Montesquieu (1689-1755): tripartição dos poderes para gerar governabilidade e harmonia entre eles;
  3. Voltaire (1694-1778): liberdade religiosa e liberdade de expressão;
  4. Jean-Jacques Rousseau (1712-1778): homem enquanto bom selvagem e a sociedade enquanto corruptora de sua liberdade. Desse modo, é necessário um contrato social para a formação de uma sociedade igualitária e que se aproxime do homem em seu estado de natureza.
  5. Denis Diderot (1713-1784): reunião dos diversos pensadores e conhecimentos iluministas sintetizados em uma obra com 35 volumes;
  6. Adam Smith (1723-1790): defensor do livre mercado, da autorregulação e da divisão do trabalho para gerar maior lucro.

As ideias do que foi o Iluminismo rapidamente influenciaram diversos movimentos revolucionários ao redor do globo.

Movimentos que o Iluminismo influenciou

características e consequências do iluminismo

Vários movimentos revolucionários que marcaram a história, buscaram seus ideais nos autores das luzes.

A Revolução e a Independência Americana, a Revolução Francesa, a Revolução Haitiana, a Inconfidência Mineira e a Independência do Brasil são exemplos.

Os ideais iluministas predominavam nos círculos acadêmicos europeus e, além disso, eram transmitidos por meio de panfletos com resumos de suas ideias. Tiveram assim grande alcance e influência ao redor do mundo.

A criação da ideia de lados políticos, de direita e esquerda, tem sua origem na influência que o Iluminismo exerceu na França.

E como foi a recepção das ideias do Iluminismo no Brasil?

  • Torne-se Membro do Núcleo de Formação da Brasil Paralelo para ter acesso ao Núcleo de Formação. Você terá conteúdos exclusivos de todos os documentários e acesso a dezenas de cursos sobre história, filosofia, economia, arte e educação. Aprenda com os grandes pensadores da humanidade e receba conteúdo inédito todos os meses.

O Iluminismo influenciou o Brasil?

Iluminismo marques de pombal e brasil

As ideias iluministas chegaram ao Brasil no século XVIII, e duas foram as vias de acesso às ideias no país: a elite intelectual brasileira que estudou nas universidades europeias, e os panfletos de divulgação do Iluminismo.

Os intelectuais difundiam as novas doutrinas no território e influenciavam na criação de grupos de debates sobre as novas ideias.

  • Um importante movimento nacional que foi diretamente influenciado pelas ideias iluministas foi a Independência do Brasil. Veja como ela verdadeiramente ocorreu.

Os panfletos eram pequenos resumos dos pensadores iluministas, de suas ideias e obras. Eram feitos em ordem a fazer as teorias circularem e ser lidos em voz alta para uma grande plateia.

Outro ponto importante da influência do que foi o Iluminismo no Brasil, é o período de governo do Primeiro Ministro português Marquês de Pombal. Governante famoso por defender as novas ideias e adaptar a monarquia portuguesa para recebê-las.

Assim, as principais ideias que influenciaram o Brasil foram:

  • fim do colonialismo;
  • fim do absolutismo;
  • substituição da monarquia pela república;
  • liberdade econômica;
  • liberdade religiosa, de pensamento e de expressão.

Comente e compartilhe. Quem você acha que vai gostar de ler sobre o que foi o Iluminismo?

A Brasil Paralelo é uma empresa independente. Conheça nossas produções gratuitas. Todas foram feitas para resgatar os bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros.

Outras entrevistas

VER TODAS