Devido ao lançamento da série A Sétima Arte, não teremos os programas diários nessa semana. Retornaremos com a programação normal no dia 01 de novembro.

Voo 93 – Você teria coragem de agir como estas 40 pessoas?

Redação Brasil Paralelo
Redação Brasil Paralelo

O Voo 93 é um símbolo de situações decisivas nas quais a inação ou mesmo o atraso na ação podem ser fatais. 40 pessoas comuns entraram para a história ao decidirem agir com coragem no dia 11 de setembro de 2001.

Trata-se de um marco, uma vitória com pesar, mas honrosa. Tudo poderia ser pior se uma atitude não tivesse sido tomada. Mais vidas poderiam ter sido perdidas se não fosse a coragem de alguns.

Você se lembra onde estava quando tudo isso aconteceu?

O que você vai encontrar neste artigo?

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

O que foi o Voo 93 da United? [Resumo]

Terroristas coordenaram o sequestro de 4 aviões comerciais em um ataque estrategicamente planejado contra os Estados Unidos. Um único avião não atingiu seu alvo: o Boeing 757-222.

Os passageiros do Voo 93 souberam dos outros atentados do 11 de setembro e perceberam que também estavam em um voo suicida. A situação era aterrorizante.

Se eles agissem, teriam poucas chances de sobreviver. Mas se não agissem, não teriam nenhuma chance. Após uma rápida votação, eles atacaram os sequestradores.

E assim o Voo 93 entrou para a história como um episódio de heroísmo, protagonizado por 40 homens e mulheres imortalizados na história dos Estados Unidos da América.

Fim das Nações | A Eleição do Voo 93

Ficar de fora dos debates americanos é virar as costas para o front de batalha do debate cultural. É por isso que a Brasil Paralelo apresenta a você a trilogia O Fim das Nações:

  1. Episódio 1: A Eleição do Voo 93. A grande questão apresentada é: Será que todo o período de liderança cultural e econômica dos EUA poderia estar realmente chegando ao fim? O que a política americana representa para nós e para o resto do mundo?
  2. Episódio 2: A Batalha na Avenida Michigan. Quem foram os responsáveis pelo enfraquecimento do país mais poderoso do mundo, como isso aconteceu e por que todos nós vivemos uma era fruto deste acontecimento?
  3. Episódio 3: A Nova Guerra Fria. O que os EUA, a China e a Rússia estão disputando? Qual o risco que estamos correndo de uma nova Guerra Fria?

Veja abaixo o trecho do primeiro episódio com a reconstrução 3D do momento decisivo em que os 40 passageiros do Voo 93 decidiram lutar contra os 4 sequestradores terroristas:

História Completa do Voo United Airlines 93

O Voo United Airlines 93 foi sequestrado pelo grupo terrorista Al-Qaeda em 11 de setembro de 2001. No entanto, seu trajeto foi desviado de seu alvo original, até hoje desconhecido, pelos próprios passageiros que votaram para lutar contra os terroristas.

Naquela mesma manhã, três aviões já haviam atingido o World Trade Center em Nova York e o Pentágono na Virgínia.

O avião era um Boeing 757-222 de registro N591UA, fabricado em 1996, com capacidade máxima de 182 passageiros. Ele decolou do Aeroporto Internacional de Newark (New Jersey) às 8h42 e caiu em uma região de Shanksville 81 minutos depois.

Neste voo estavam 33 passageiros, 7 tripulantes (5 comissárias de bordo e 2 pilotos) e 4 terroristas, totalizando 44 pessoas.

De acordo com o FBI, 4 terroristas sequestraram o Voo UA-93. Eles não tiveram sucesso porque os passageiros tentaram recuperar o controle do avião para impedir que os terroristas atingissem o alvo, fosse ele qual fosse.

Nas evidências da caixa preta do Voo 93, foram encontrados registros de brigas e gritos, além de declarações de amigos e parentes ao telefone.

O momento em que os terroristas assumem o controle

Durante o voo, os terroristas se anunciaram e assumiram o controle, mudando a rota original do avião que era a cidade de São Francisco, na Califórnia.

Eles mataram os dois pilotos e feriram alguns passageiros. A nova direção definida coincidia com a cidade de Washington e, por esta razão, a suposição era que o Voo 93 colidiria com o Capitólio ou com a Casa Branca.

Os passageiros, enquanto conversavam com amigos e familiares, descobriram que outros três aviões haviam sido sequestrados naquele 11 de setembro. Sabiam, inclusive, que dois haviam colidido com as torres gêmeas do World Trade Center e outro com o Pentágono.

Foi durante a queda que muitos despediram-se de seus parentes e amigos.

O ataque dos passageiros

Os pilotos estavam mortos e os passageiros estavam cientes de seu destino. Para recuperar o controle da aeronave e impedir o ataque, eles resolveram atacar os terroristas.

O avião não havia atingido o alvo e, devido ao ataque dos passageiros, os terroristas executaram uma descida brusca do avião. A velocidade da queda foi de 930 km/h.

Local-da-queda-do-Voo-93-em-Shanksville-na-Pensilvania

Assim, a história do Voo UA-93 terminou, às 10h03 da mesma manhã. A aeronave caiu entre colinas em uma área rural da Pensilvânia chamada Shanksville.

Os passageiros do Voo 93 tornaram-se heróis da história americana. A história foi retratada no filme United 93, que a reconstruiu cinematograficamente.

O filme norte-americano de gênero drama foi dirigido por Paul Greengrass e estrelado por Christian Clemenson. Estreou em 28 de abril de 2006. Dez por cento de sua receita arrecadada nos três primeiros dias foram doados para a construção do Memorial das 40 Vítimas.

Assista ao primeiro episódio da trilogia O Fim das Nações para ver como a bravura desses passageiros reflete o cenário eleitoral americano.

O que a caixa preta do Voo 93 revelou?

Ao detalhar melhor a luta, pelos registros da caixa preta do Voo United Airlines 93, é possível ouvir gritos, mas sem saber quem estava conduzindo o avião.

O diretor do FBI, Robert Miller, e membros da NTSB (National Transportation Safety Board) trabalharam com transcrições e traduções. Havia falas em inglês e árabe.

Em várias falas é possível ouvir os terroristas dizendo: “Allah is the Greatest. Allah is the Greatest.” (Alá é Maior). E também: “Pull it down. Pull it down”. (Puxe-o para baixo. Puxe-o para baixo).

Transcrição completa.

Os sequestradores

os-4-terroristas-que-sequestraram-o-voo-93-em-Sao-Francisco

Os terroristas que sequestraram o Voo 93 pertenciam ao grupo Al-Qaeda. Os nomes dos 4 eram:

  • Ziad Jarrah, do Líbano. Era o líder e também piloto
  • Ahmed al Nami, da Arábia Saudita
  • Saeed al-Ghamdi, da Arábia Saudita
  • Ahmed al-Haznawi, da Arábia Saudita

As vítimas do Voo 93

Estes são os passageiros que morreram como heróis no Voo 93:

  • Christian Adams
  • Todd M. Beamer
  • Alan Anthony Beaven
  • Mark Bingham
  • Deora Frances Bodley
  • Marion R. Britton
  • Thomas E. Burnett, Jr.
  • William Joseph Cashman
  • Georgine Rose Corrigan
  • Patricia Cushing
  • Joseph DeLuca
  • Patrick Joseph Driscoll
  • Edward Porter Felt
  • Jane C. Folger
  • Colleen L. Fraser
  • Andrew (Sonny) Garcia
  • Jeremy Logan Glick
  • Kristin Osterholm White Gould
  • Lauren Catuzzi Grandcolas
  • Donald Freeman Greene
  • Linda Gronlund
  • Richard J. Guadagno
  • Toshiya Kuge
  • Hilda Marcin
  • Waleska Martinez
  • Nicole Carol Miller
  • Louis J. Nacke II
  • Donald Arthur Peterson
  • Jean Hoadley Peterson
  • Mark David Rothenberg
  • Christine Ann Snyder
  • John Talignani
  • Honor Elizabeth Wainio

Membros da Tripulação:

  • Capitão Jason M. Dahl
  • Primeiro Oficial LeRoy Homer
  • Comissária de Bordo Lorraine G. Bay
  • Comissária de Bordo Sandy Waugh Bradshaw
  • Comissária de Bordo Wanda Anita Green
  • Comissária de Bordo CeeCee Ross Lyles
  • Comissária de Bordo Deborah Jacobs Welsh

Reconstituição do Voo 93

O que segue foi revelado pela Comissão que investigou os atentados de 11 de setembro nos EUA.

  1. Os quatro terroristas embarcaram em Nova Jersey entre 07h39 e 07h48.
  2. A aeronave estava programada para partir às 08h00, mas partiu às 08h42 por causa do tráfego no aeroporto.
  3. Às 09h07, com a suspeita de múltiplos sequestros, o Centro de Controle Aéreo de Boston solicitou um alerta em todas as aeronaves, a fim de aumentar a segurança na cabine de comando.
  4. Ed Ballinger, funcionário da United Airlines, avisou aos 16 voos transcontinentais: “Cuidado com invasão de cabine de comando. Duas aeronaves bateram no World Trade Center”.
  5. Às 09h23 a mensagem chegou ao Voo UA93.
  6. Às 09h28 os sequestradores atacaram e repetidamente foi possível ouvir o piloto dizer: “Saia daqui”.
  7. Às 09h32 um dos sequestradores anunciou: “Senhoras e senhores, aqui fala o capitão. Por favor, sentem-se e continuem sentados. Temos uma bomba a bordo. Portanto, sentem-se”. Após o anúncio, ele desligou o piloto automático e conduziu o avião a uma volta rumo ao leste.
  8. Pelo menos 10 passageiros e 2 tripulantes relataram os fatos a bordo.
  9. Às 09h39 um segundo anúncio foi captado pelo Centro de Controle, dizendo que o avião estava retornando ao aeroporto.
  10. Os passageiros votaram se iriam reagir ou não. Decidiram que sim e às 09h57 a reação começou. Uma das ligações encerradas continha a seguinte fala: “Todos estão correndo para a primeira classe. Eu tenho que ir. Adeus.”
  11. O piloto terrorista tentou jogar o avião para os dois lados e desequilibrar os passageiros.
  12. Às 10h02m23s, o terrorista que estava no comando do avião perguntou: “É isso? Vamos acabar com tudo?” O outro respondeu: “Ainda não. Quando todos vierem, encerramos tudo.”
  13. Às 10h01, o piloto repetiu a pergunta à qual o outro terrorista respondeu: “Sim, derrube, derrube.”
  14. Os terroristas consideraram que os passageiros estavam perto de conseguir invadir a cabine de comando e derrubaram o avião em um campo vazio de Shanksville, na Pensilvânia, às 10h02m23s.

Assista à reconstrução 3D desse acontecimento no episódio 1 da trilogia O Fim das Nações, da Brasil Paralelo:

Uma testemunha viva

Lee Purbaugh era o único presente no campo onde o avião do Voo 93 caiu.

Segundo ele:

“Houve um som incrivelmente alto, de estrondo ou ronco, e lá estava o avião, logo ali, bem em cima da minha cabeça, uns 16 m acima de mim, talvez. Foi só uma fração de segundo, mas a impressão era de que ele estava andando em rotação lenta, como se levasse uma eternidade. Eu vi o avião balançar. Então, de repente, ele se inclinou e mergulhou de nariz no chão, com uma explosão enorme”.

O magistrado de Shanksville, Wally Miller, responsável legal por recolher os restos mortais e determinar a causa da morte, disse:

“Coloquei ‘homicídio’ nas certidões dos passageiros e ‘suicídio’ nas dos terroristas”.

O Memorial Nacional do Voo 93

Uma testemunha viva Lee Purbaugh era o único presente no campo onde o avião do Voo 93 caiu.   Segundo ele:  “Houve um som incrivelmente alto, de estrondo ou ronco, e lá estava o avião, logo ali, bem em cima da minha cabeça, uns 16 m acima de mim, talvez. Foi só uma fração de segundo, mas a impressão era de que ele estava andando em rotação lenta, como se levasse uma eternidade. Eu vi o avião balançar. Então, de repente, ele se inclinou e mergulhou de nariz no chão, com uma explosão enorme”.  O magistrado de Shanksville, Wally Miller, responsável legal por recolher os restos mortais e determinar a causa da morte, disse:  “Coloquei ‘homicídio’ nas certidões dos passageiros e ‘suicídio’ nas dos terroristas”.  O Memorial Nacional do Voo 93

Além do filme United 93, foi criado um Memorial para recordar cada um daqueles que deram suas vidas para salvar a de inúmeros outros.

“Um campo comum um dia, um campo de honra para sempre. Honramos os passageiros e a tripulação do voo 93 que morreram em um campo da Pensilvânia em 11 de setembro de 2001. Sua ação corajosa será lembrada para sempre”. — Medalha de Ouro do Congresso

O Parque Memorial fica em Shanksville, Pensilvânia. Foi inaugurado em 2015 e oferece um vislumbre completo desta história no local onde terminou.

É um lugar para se prestar homenagens. Um dos recursos mais recentes foi a construção da Torre das Vozes. Trata-se de uma estrutura arquitetônica única. É composta por 40 sinos, que produzem 40 sons musicalmente compatíveis.

Quando os tons calmos e tranquilos perpassam o campo do Memorial, são lembrados os 40 heróis que impediram os terroristas de concretizarem seus planos.

Há também o Memorial Groves, com 40 árvores e 40 bosques, com 7 madeiras diferentes. São espécies da Pensilvânia que estão na fronteira do Campo de Honra, por onde o Voo 93 passou em seus últimos segundos.

Por fim, há o Memorial Plaza, local exato onde o avião se chocou. Lá, encontram-se 40 painéis de mármore polido ao longo da rota de voo. Esta é a Parede de Nomes.

Presidente-Donald-Trump-em-homenagem-aos-40-herois-do-Voo-United-93

Presente no Memorial, o Presidente Donald Trump, acompanhado pela Primeira-Dama, Melania, disse:

“Em 11 de setembro de 2001, um grupo de patriotas corajosos mudou o rumo dos inimigos de nossa Nação e se juntou às fileiras de heróis americanos imortais. […] Nossas lágrimas não caem sozinhas, porque elas são dor compartilhada com uma Nação inteira. Nós lamentamos cada mãe, pai, irmã e irmão, filho e filha que foi tirado de nós nas Torres Gêmeas, no Pentágono e aqui nos campos da Pensilvânia”.

Outra de suas falas emblemáticas foi:

“A América nunca cederá à tirania”.

Comparação do Voo com as eleições americanas

Em 2016, um analista viralizou na Internet americana, comparando as novas eleições ao Voo 93 da United Airlines.

A decisão de agir no momento crucial fez a diferença no Voo United 93 e o avião não atingiu o alvo programado. A campanha de Donald Trump, por sua vez, fez os Estados Unidos confrontarem com um novo risco: tomar o avião dos democratas e forçá-lo a pousar em uma América grande novamente.

Veja:

O ensaio confirmava os temores de uma ala da direita americana que estava começando a descobrir sua força na Internet.

As redes sociais tornaram-se campos de batalha, e as ideias conservadoras, há muito tratadas como tabu pela mídia mainstream, começaram a ganhar terreno no fórum da discussão pública.

Entenda todos os desdobramentos deste acontecimento assistindo ao episódio completo “A Eleição do Voo 93”. Você entenderá o que significa o Século Americano e por que ele pode estar chegando ao fim.

Conheça a Brasil Paralelo! Produzimos documentários e filmes gratuitos e já ensinamos a milhões de brasileiros.

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

Outros Artigos

VER TODOS