24 músicas clássicas famosas que você ouviu e não sabe o nome

Redação Brasil Paralelo
Redação Brasil Paralelo

A verdadeira música emociona, toca a alma e traz sentimentos e reflexões. Nesta lista com músicas clássicas famosas, será possível reconhecer muitas delas. A maioria das pessoas já as ouviu em desenhos animados, filmes, comerciais e momentos da vida como velórios, casamentos, shows, Missas… mas talvez não saiba seus nomes.

Aprenda muito mais sobre música no documentário A Primeira Arte, disponível gratuitamente. Esse documentário está entre os mais belos já produzidos e levou muitas pessoas às lágrimas.

O que você vai aprender neste artigo?

  1. O que é música clássica;
  2. Músicas clássicas famosas;
  3. Coleção Folha de Música Clássica.

O que é música clássica?

A música clássica é aquela que permanece, pois o clássico é permanente. Em um casamento, o bolo da noiva é clássico; e no cinema, o filme que não se esquece é clássico. Neste sentido, a música clássica também pode ser chamada de música erudita, que vem do latim ex-rude. Ela tira a rudeza do homem, seu lado bruto. É uma música que refina e enriquece.

Embora muitas pessoas não parem para ouvir música clássica cotidianamente, certamente já a ouviram em filmes, comerciais, novelas, peças de teatro, casamentos, festas, ou mesmo em desenhos animados.

A maioria das pessoas já ouviu algum trecho pelo menos uma vez em suas vidas. Esta é, inclusive, a razão para não saberem o nome da música. Como apenas partes foram ouvidas separadamente do todo, muitos não conhecem a composição completa.

Portanto, é natural conhecer músicas clássicas famosas, mas não seus compositores, nem a história que levou cada música a ser considerada importante em todo o mundo.

Além de conferir uma lista com uma seleção de músicas clássicas famosas, leia sobre a história da música no mundo e entenda muito mais sobre esta que é chamada de A Primeira Arte.

Músicas clássicas famosas

Como as músicas clássicas costumam ser longas, é comum que apenas as passagens mais marcantes sejam conhecidas. Aquilo que mais marca é o que costuma ser utilizado como trilha sonora em geral.

Esta pequena lista certamente relembrará grandes nomes e composições, e trará fortes sentimentos.

1 – 5ª Sinfonia em Dó Menor Op. 67 ou Sinfonia do Destino — Beethoven

Composta entre 1804 e 1808, esta sinfonia consagrou-se como uma das mais populares entre as músicas eruditas na Europa, e mais tarde em todo o mundo.

Diz-se que, para compô-la, Beethoven foi inspirado pelo sentimento que surge no coração quando a ideia da morte se aproxima. Foi também sua primeira sinfonia em uma tonalidade menor.

Além de ser considerada uma música de ressurreição, após sua primeira apresentação, só foi apresentada novamente 20 anos depois.

Curiosamente, muitas pessoas se lembram desta famosa música clássica no filme Fantasia de 2000 dos estúdios Walt Disney.

2 – Infernal Galop, de Orfeu no Submundo — Offenbach

Composta em 1858, esta é uma ópera cômica, destinada a ser uma sátira da lenda de Orfeu e Eurídice. Ela narra uma versão diferente da mitologia, na qual Orfeu não é filho de Apolo, mas sim um rústico professor de violino.

Orfeu fica feliz quando sua esposa, Eurídice, é raptada por Plutão, deus do submundo. Ao longo da trama há uma ironia, interpretada por alguns como uma crítica a Napoleão III, imperador da França da época.

Tradicionalmente, ela é usada quando as dançarinas de cabaret representam o can-can.

3 – Brindisi, La Traviata — Giuseppe Verdi

Baseada no romance A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas, esta ópera de Verdi estreou em 1853. La Traviata significa literalmente mulher caída, leviana ou transviada.

Em seu primeiro ato, chamado Libiamo Ne’Lieti Calici ou Brindisi, há um dueto entre dois personagens: Violetta e Alfredo Germont.

Já nas primeiras notas, é possível reconhecê-la.

4 – O Barbeiro de Sevilha — Gioachino Rossini

A primeira apresentação desta ópera aconteceu em 1816. Embora tenha sido um fracasso de Gioachino Rossini em sua primeira apresentação, tornou-se uma das músicas clássicas mais famosas da história.

Foi baseada na comédia Le Barbier de Séville, do dramaturgo francês Pierre Beaumarchais. Sua popularidade a tornou trilha sonora de desenhos animados, como Pica-Pau (Woody Woodpecker) e Pernalonga (Bugs Bunny).

O trecho abaixo é do episódio Rabbit of Seville (“Coelho de Sevilha”).

5 – Rapsódia Húngara nº 2 — Franz Liszt

Composta em 1847, foi a segunda obra de Liszt, também conhecido como o Príncipe do Piano. Embora não tenha sido a primeira, foi a mais famosa.

O desenho animado Tom & Jerry explorou muito as canções clássicas mais famosas. Um dos episódios mais conhecidos é aquele em que o Tom tenta fazer uma apresentação para piano, mas é constantemente interrompido por Jerry. O episódio é chamado The Cat Concerto.

6 – Noturno Opus 9 Nº 2 — Chopin

Publicada em 1832, esta é uma composição musical que evoca ou é inspirada pela noite, daí seu nome. Geralmente, são peças para piano solo. Frédéric Chopin compôs 21 noturnos.

Além de aparecer em filmes, séries e muitas apresentações artísticas, esta música clássica aparece em outras músicas, como na United States of Eurasia, da banda Muse.

7 – Abertura de William Tell, ou Guilherme Tell — Rossini

William Tell estreou esta composição do italiano Gioachino Rossini em 1829. Trata-se da abertura da ópera Guilherme Tell. Foi a última ópera de Rossini e retratou a história de amor entre Mathilde e Arnold.

É frequentemente usada em desenhos animados, seja para retratar uma cena em que o dia amanhece, uma tempestade ou alguma correria dos personagens. O trecho abaixo, de Pica-Pau, possui essas três sequências.

8 – Valsa, de A Bela Adormecida — Tchaikovsky

A Bela Adormecida é um ballet que estreou em 1890. Sua composição foi inspirada no conto de fadas do francês Charles Perrault. Além disso, Aurora, Once Upon A Dream, é o nome de uma música de Tchaikovsky.

  • O exemplo da Bela Adormecida foi usado por Jordan Peterson para explicar um ponto fundamental do desenvolvimento das crianças. Leia o resumo de 12 regras para a vida e descubra.

9 – A Entrada dos Gladiadores — Fucik

Composta em 1897, esta é uma marcha militar, mas se tornou popular como música de espetáculos circenses. Tipicamente, ela é tocada quando os palhaços entram em cena.

Entre as canções clássicas mais famosas, também é usada com frequência em animações infantis.

10 – Dança Macabra — Saint-Säens

Composta em 1847, esta obra foi uma adaptação feita a partir de uma canção para voz e piano baseada em um poema de Henri Casaleis. A lenda é que na noite de 31 de outubro, a morte tira os defuntos de seus túmulos para dançarem até o amanhecer.

Apareceu em várias séries, filmes e jogos, na cena de João e Maria do filme Os Vilões da Disney e até  Mickey e Minnie a tiveram como trilha sonora.

  • O tema da morte é necessário para se viver bem. Por esta razão, o Professor Olavo de Carvalho elaborou um exercício chamado Necrológio, para que cada um pense em sua própria morte e comece a viver melhor.

11 – Primavera, de As Quatro Estações — Antonio Vivaldi

Compostas em 1723, As Quatro estações, ou Le Quattro Stagioni, são quatro concertos para violino e orquestra. Estão entre os mais populares da música barroca, tinham um programa e acompanhavam sonetos ilustrativos para cada estação do ano. Possivelmente foi o próprio Vivaldi que os escreveu.

Todos ficaram famosos, mas o destaque foi A Primavera, uma das músicas clássicas mais conhecidas do mundo.

E como a intenção neste artigo é nomear as músicas clássicas que as pessoas já ouviram e não conhecem o nome, aqui está mais uma demonstração de que ela fez parte da infância de muitas pessoas.

12 – Jesu Joy of Man’s Desiring, Cantata 147 — Johann Sebastian Bach

Composta em 1723, esta é uma cantata tradicionalmente executada em festividades cristãs como o Natal e a Páscoa.

Quase todos já ouviram esta famosa música clássica ao menos uma vez em suas vidas. Ela é conhecida em português como Jesus, Alegria dos Homens ou Cantata 147.

13 – Für Elise — Ludwig Van Beethoven

Composta entre 1809 e 1810, esta é uma das músicas clássicas mais famosas de Beethoven. O que ele provavelmente não esperava era que sua obra fosse tão amplamente reproduzida em caminhões de gás, elevadores e toques de celular.

Apesar de sua popularidade relacionada à venda de produtos ou momentos de espera, ela envolve um mistério.

Em alemão, Für Elise significa Para Elisa. Beethoven dedicou sua composição a uma mulher que, até hoje, os biógrafos não podem ter certeza de quem seja. Alguns acreditam que se tratava de Elisabeth Röckel, uma amiga do compositor, mas não há unanimidade sobre isso.

Alguns sustentam que Elisa era Therese Malfatti, mulher que recebeu um pedido de casamento de Beethoven.

14 – Con Te Partirò — Francesco Sartori e Lucio Quarantotto

Em 1995, foi a primeira canção cantada por Andrea Bocelli no Festival de San Remo. A versão ainda mais famosa foi cantada por ele e por Sarah Brightman.

Esta é uma prova de que as músicas clássicas mais famosas não são todas de um passado distante. Con Te Partirò é do século XX e se tornou um destaque da música erudita contemporânea.

15 – O Sole Mio — Eduardo di Capua e Alfredo Mazzuchi

Composta em 1898 e reconhecida em 1901, esta é uma das músicas clássicas mais famosas da região de Nápoles, Itália. Seu significado em português é “Meu Sol”.

Um dos tenores que mais contribuiu para torná-la mundialmente conhecida foi Luciano Pavarotti. Até mesmo Elvis Presley, em 1960, gravou uma versão de O Sole Mio, chamada It’s Now Or Never.

Na versão abaixo, Bryan Adams cantou a primeira parte. Na sequência, Pavarotti começa silenciosamente e então solta a voz…


16 – Alla Turca ou Sonata para Piano nº 11 — Wolfgang Amadeus Mozart

Provavelmente composta em 1783, esta sonata de Mozart foi chamada Alla Turca porque sua última parte é uma imitação do som das bandas janízaras, um exército turco da época do Império Otomano.

Ouvindo-a, é difícil não simular o movimento dos dedos e cabeça. É extremamente envolvente.

17 – Marcha Fúnebre — Frédéric Chopin

O ano de composição não é conhecido, mas é certamente uma das músicas clássicas tristes mais conhecidas. A Sonata Nº 2, ou Marcha Fúnebre, de Chopin, é constantemente usada para cenas de velórios em muitos filmes.

Para representar a tristeza, ela também é amplamente explorada em comerciais que transmitem uma mensagem reflexiva.

18 – Ode à Felicidade — Schiller

Escrita por Schiller em 1785 e musicada por Beethoven em 1824, não desperta o sentimento de tristeza como a Marcha Fúnebre citada acima, mas sim alegria e exaltação.

É parte da última obra composta por Beethoven, a Sinfonia nº 9, em Ré Menor, Op. 125. Quando ele a criou, já estava surdo, e é sua sinfonia mais impressionante. Ao ouvi-la, os ânimos mudam.

O que a fez se tornar um marco, além da excelência em si, foi a presença do coro junto com a orquestra e também a presença de solistas. Começa com tranquilidade e silenciosamente e, em uma crescente, desperta empolgação, sentimentos de gratidão e alegria.

19 – Carmina Burana — Carl Orff

Musicada por Carl Orff em 1937, esta é uma cantada medieval cujo nome completo é: Poemas Cantados de Beuern: cânticos profanos, para cantores solistas e coros, com acompanhamento instrumental e imagens mágicas.

A passagem mais conhecida é a final, chamada O Fortuna, um símbolo da Antiguidade. A roda da fortuna está eternamente girando, trazendo, alternadamente, boa e má sorte. Trata-se de uma parábola da vida humana exposta a constantes mudanças.

Definitivamente, esta cantata é uma verdadeira explosão e quase desperta no ouvinte a vontade de lutar na guerra. Quando é usada em filmes, geralmente é a trilha sonora de momentos épicos.

20 – Troika — Sergei Prokofiev

Composta entre 1933 e 1934, esta é uma música cinematográfica feita para acompanhar o filme Lieutenant Kijé. Aparece também no filme A Última Noite de Bóris Grushenko de 1975, de Woody Allen. Além disso, foi usada como trilha sonora do desenho Pedro e o Lobo de 1946, da Disney.

Tradicionalmente, é entoada na época do Natal.

21 – Trio para Piano em Lá Menor, Op. 50 — Tchaikovsky

Composta entre 1881 e 1882. Apesar de estar entre as músicas clássicas mais famosas do autor, não é tão popular na cultura quanto as outras da lista. Ainda assim, vale a pena ouvi-la para experimentar a tristeza e o luto.

Foi dedicada a um amigo de Tchaikovsky, Nikolai Rubinstein, que havia acabado de falecer. Em sua dedicatória lê-se “à memória de um grande artista”.

22 – Bolero — Ravel

Composta para um balé em 1928, esta é uma melodia uniforme e repetitiva por causa de seu ritmo invariável. Sua origem está ligada a um pedido que a dançarina Ida Rubinstein fez a Ravel. Ela queria um balé com caráter espanhol.

O Bolero de Ravel proporciona uma experiência na qual é impossível não perceber o papel do ritmo do início ao fim.

  • A música é composta de melodia, harmonia e ritmo. Entenda melhor estas diferenças lendo o artigo sobre a história da música.

23 – Tocata e Fuga em D Menor (c. XVIII) — Bach

Composta entre 1703 e 1707, esta é uma música de órgão. Atualmente é atribuída a Bach, mas há quem diga que foi originalmente composta para violino por outro compositor.

Entre o repertório para órgão, esta é uma das músicas clássicas mais famosas. Certamente, muitos a ouviram em música rock e também em filmes quando o famoso vampiro Drácula aparece em cena.

24 – Trenzinho caipira — Villa-Lobos

Composta em 1930, essa música de Heitor Villa-Lobos integra a peça Bachianas Brasileiras nº 2. Engana-se quem pensa que o Brasil não produziu boa música clássica. A característica mais marcante de O Trenzinho Caipira é que ela imita o movimento de uma locomotiva.

É possível ouvi-la e imaginar a passagem de um trem. Anos mais tarde a melodia recebeu letra, escrita por Ferreira Gullar em Poema Sujo. Letra, que foi cantada posteriormente por Edu Lobo.

Lá vai o trem com o menino
Lá vai a vida a rodar
Lá vai ciranda e destino
Cidade noite a girar
Lá vai o trem sem destino
Pro dia novo encontrar
Correndo vai pela terra, vai pela serra, vai pelo mar
Cantando pela serra do luar
Correndo entre as estrelas a voar
No ar, no ar, no ar…
(…)

Nesta lista das 24 músicas clássicas mais famosas, a intenção é revelar os nomes de várias que já haviam sido ouvidas e escrever uma introdução muito curta a cada uma delas.

Para aqueles que querem muito mais música erudita, segue abaixo uma lista mais completa.

Coleção Folha de Música Clássica

Esta é uma coleção que envolveu Livros-CDs em 36 edições colecionáveis. Embora não seja mais possível obter esses exemplares, é possível seguir a lista para se acostumar a certos compositores e à música clássica com diferentes propostas.

1 – Mozart

1. “Abertura” de As Bodas de Fígaro

Sinfonia N. 40

2. Molto Allegro;

3. Andante;

4. Menuetto: Allegreto;

5. Allegro Assai;

Sinfonia N. 41

6. Allegro Vivace;

7. Andante Cantabile;

8. Menuetto Allegreto;

9. Finale: Molto Allegro.

Regente: Jane Glover

2 – Chopin

Concerto para Piano N. 1 em Mi Menor Op. 11

1. Allegro Maestoso;

2. Romanza: Larghetto;

3. Rondó: Vivace;

Concerto para Piano N. 2 em Fá Maior Op. 21

4. Maestoso;

5. Largheto;

6. Allegro Vivace.

Regente: Gilbert Varga

Piano: Sequeira Costa

3 – Beethoven

1. Abertura “Egmont” Op. 84

Sinfonia N. 6 em Fá Maior Op. 68 “Pastoral”

2. Erwachen heiterer Empfindungen bei der Ankunft auf dem Lande;

3. Szene am Bach (Andante molto mosso);

4. Lustiges Zusammensein der Landleute (Allegro);

5. Gewitter, Sturm (Allegro);

6. Hirtengesang: Frohe und dankbare Gefühle nach dem Sturm (Allegretto).

Regente: Mark Emler

4 – Tchaikovsky

Suítes de O Quebra-Nozes

1. Overture;

2. March;

3. Le Chocolat;

4. Le Cafe;

5. Le The;

6. Trepak;

7. Les Mirlitons;

8. La mere Gigogne et les Polichinettes;

9. Dance of the Sugar Plum Fairy;

10. Valse des fleurs;

11. Pas de deux;

12. Valse finale et apotheose;

Suítes de O Lago dos Cisnes

13. Scene;

14. Valse;

15. Danse des cygnes;

16. Scene;

17. Danse Hongroise (Czardas).

Regente: Yuri Simonov

5 – Mendelssohn

Concerto para Violino em Mi Menor Op. 64

1. Allegro molto appassionato;

2. Andante;

3. Allegro non troppo. Allegro molto vivace.

Sonho de uma Noite de Verão (música incidental)

1. Overture;

2. Scherzo;

3. Nocturne;

4. Intermezzo;

5. Wedding March;

6. Intermezzo;

7. Dance of the Clowns.

Regente: Jane Glover

Violino: Leland Chen

6 – Schubert

Quinteto para Piano em Lá Maior Op. 114 “A Truta”

1. Allegro vivace;

2. Andante;

3. Scherzo: Presto;

4. Tema con variazioni: Andantino;

5. Finale: Allegro giusto;

Quarteto de Cordas em Lá Menor Op. 29

6. Allegro ma non troppo;

7. Andante;

8. Menuetto: Allegretto;

9. Allegro moderato.

Piano: Ronan O’Hora

7 – Mahler

Sinfonia N. 1 em Ré Maior

1. Langsam, schleppend. Im Anfang sehr gemächlich;

2. Kräftig bewegt, doch nicht zu schnell;

3. Feierlich und gemessen, ohne zu schleppen;

4. Stürmisch bewegt.

Regente: Yuri Simonov

8 – Rossini

– Aberturas cômicas de O Barbeiro de Sevilha;

La Scala di Seta;

A Italiana em Argel;

Il Signor Bruschino;

Il Turco in Italia;

La Cenerentola;

La Cambiale di Matrimonio;

La Pietra del Paragone.

Regente: Evelino Pido

9 – Wagner

A Cavalgada das Valquírias;

– “Abertura” de Rienzi;

– “Prelúdio” do Ato III de Lohengrin;

Idílio de Siegfried;

– “Abertura” de O Navio Fantasma;

– “Abertura” de Tannhäuser.

Regente: Vermon Handley

10 – Schumann

Phantasiestücke Op. 12

1. Des Abends (In the Evening);

2. Aufschwung (Soaring);

3. Warum? (Why?);

4. Grillen (Whims);

5. In der Nacht (In the night);

6. Fabel (Fable);

7. Traumes Wirren (Dream Visions);

8. Ende vom Lied (Epilogue);

9. Arabeske em Dó Maior Op. 18;

Cenas Infantis Op. 15

10. Von fremden Ländern und Menschen (Foreign Lands and People);

11. Kuriose Geschichte (Curious Story);

12. Hasche-Mann (Blind-man’s-buff);

13. Bittendes Kind (Entreating Child);

14. Glückes genug (Perfect Happiness);

15. Wichtige Begebenheit (An Important Event);

16. Träumerei (Dreaming);

17. Am Kamin (By the Fireside);

18. Ritter vom Steckenpferd (Knight of the Hobby Horse);

19. Fast zu ernst (Almost Too Serious);

20. Fürchtenmachen (The Bogy);

21. Kind im Einschlummern (Child Falling Asleep);

22. Der Dichter spricht (The Poet Speaks);

Quatro peças de Cenas da Floresta Op. 82

23. Eintritt (Entrance);

24. Einsame Blumen (Lonely Flowers);

25. Vogel als Prophet (The Prophetic Bird);

26. Abschied (Departure).

Piano: Ronan O’Hora

11 – Dvorák

Sinfonia N. 9 em Mi Menor

1. Adagio. Allegro molto;

2. Largo;

3. Scherzo: Molto vivace;

4. Allegro con fuoco;

5. Abertura Carnaval Op. 92;

6. Scherzo Capriccioso em Ré Bemol Maior Op. 66.

Regente: Paavo Järvi

12 – Rimsky-Korsakov

Scheherazade (suíte sinfônica) Op. 35

1. The Sea and Sinbad’s Ship (Largo e maestoso. Lento. Allegro non troppo. Tranquillo);

2. The Story of the Prince (Lento. Andantino. Allegro molto. Vivace scherzando. Moderato assai. Allegro molto e animato);

3. The Young Prince and Princess (Andantino quasi allegretto);

4. The Festival of Baghdad. The Sea. The Ship Goes to Pieces on a Rock Summounted by a Bronze Warrior. Finale (Allegro molto. Lento. Vivo. Allegro non troppo e maestoso. Lento. Tempo come I);

Capricho Espanhol Op. 34

5. Alborada;

6. Variazioni;

7. Alborada;

8. Scena e canto gitano;

9. Fandango asturiano.

Regente: Barry Wordsworth

13 – Berlioz

Carnaval Romano

1. Le Carnaval Romain, Op. 9 (The Roman Carnival, Op. 9);

Sinfonia Fantástica, Op. 14

2. Rêveries. Passions (Dreams. Passions) Largo. Allegro agitato e appassionato assai;

3. Un bal (A ball) Valse: Allegretto non troppo;

4. Scène aux champs (In the Country) Adagio;

5. Marche au supplice (March to the Scaffold) Allegretto non troppo;

6. Songe d’une nuit du Sabbat (Dream of a witches sabbath) Larghetto. Allegro.

Regente: Sir Charles Mackerras

14 – Vivaldi, Pachelbel e Bach

Antonio Vivaldi

As Quatro Estações

Violin Concerto in E Major, Op. 8 N. 1 “La Primavera” (“Spring”)

1. Allegro;

2. Largo e pianissimo sempre;

3. Danza pastorale: Allegro;

Violin Concerto in G Minor Op. 8 N. 2 “L’Estate” (“Summer”);

4. Allegro non molto;

5. Adagio;

6. Presto;

Violin Concerto in F Major Op. 8 N. 3 “L’Autunno” (“Autumn”);

7. Allegro;

8. Adagio;

9. Allegro;

Violin Concerto in F Minor Op. 8 N. 4, “L’Inverno” (“Winter”);

10. Allegro non molto;

11. Largo;

12. Allegro;

13. Pachelbel;

14. Canon;

Bach

Concerto de Brandenburgo N. 3 em Sol Maior BWV 1048

15. Allegro;

16. Adagio ma non tanto;

17. Allegro.

Regente: Jonathan Carney

14. Haydn

Sinfonia N. 100 em Sol Maior “Militar”

1. Adagio. Allegro;

2. Allegretto;

3. Menuet: Moderato;

4. Finale: Presto;

Sinfonia N. 94 em Sol Maior “A Surpresa”

5. Adagio. Vivace assai;

6. Andante;

7. Menuetto: Allegro molto;

8. Finale: Allegro di molto;

9. “Abertura” de La fedeltà premiata.

Regente: Stefan Sanderling

16 – Bernstein

Abertura” de Candide

Fancy Free: Three Dance Variations

2. Variation I: Galop;

3. Variation II: Waltz;

4. Variation III: Danzon;

“Danças Sinfônicas” de West Side Story

5. Prologue: Allegro moderato;

6. Somewhere: Adagio;

7. Scherzo: Vivace e leggiero;

8. Mambo: Meno presto;

9. Cha-Cha: Andantino con grazia;

10. Meeting Scene: Meno mosso;

11. Cool Fugue: Allegretto;

12. Rumble: Molto allegro;

13. Finale: Adagio;

On the Town: Three Dance Episodes

14. I. The Great Lover;

15. II. Lonely Town: Pas de deux;

16. III. Times Square: 1944;

17. Suíte sinfônica de On the Waterfront.

Regente: Carl Davis

17 – Bach

1. Ária na Quarta Corda da Suíte BWV 1068;

2. Concertos de Brandenburgo;

3. Cantata BWV 140 “Wachet auf, ruft uns die Stimme”;

4. Sheep May Safely Graze;

5. Cantata BWV 147 “Jesus Alegria dos Homens”.

Violino: Jonathan Carney

18 – Strauss

Assim falou Zaratustra Op. 30

1. Einleitung (Sonnenaufgang);

2. Von den Hinterweltlern;

3. Von der großen Sehnsucht;

4. Von den Freuden und Leidenschaften;

5. Das Grablied;

6. Von der Wissenschaft;

7. Der Genesende;

8. Das Tanzlied;

9. Nachtwanderlied;

10. Don Juan Op. 20;

11. As Alegres Travessuras de Till Eulenspiegels Op. 28.

Regente: Sir Charles Mackerras

19 – Stravinsky

A Sagração da Primavera

Primeira Parte: Adoration of the Earth

1. Introduction;

2. The Augurs of Spring / Dances of the Young Girls;

3. Ritual of Abduction;

4. Spring Rounds;

5. Ritual of the Rival Tribes;

6. Procession of the Sage;

7. The Sage;

8. Dance of the Earth;

Segunda Parte: The Sacrifice

9. Introduction;

10. Mystic Circles of the Young Girls;

11. Glorification of the Chosen One;

12. Evocation of the Ancestors;

13. Ritual Action of the Ancestors.

14. Sacrificial Dance (The Chosen One)

O Pássaro de Fogo (suíte do balé)

15. Introduction;

16. Prelude and Dance;

17. Variations I;

18. Pantomime I;

19. Pas de deux;

20. Pantomime II;

21. Scherzo;

22. Pantomime III. Rondo;

23. Infernal Dance;

24. Lullaby.

Regente: Yuri Simonov

20 – Villa Lobos, Gomes, Moncayo e Ginastera

Carlos Gomes

1. O Guarani (Abertura);

Momcayo

2. Huapango;

Villa-Lobos

Bachianas Brasileiras N. 2

3. The Song of the Countryman;

4. The Song of Our Country;

5. Memory of the Desert;

6. The Little Train of the Brazilian Countryman;

Ginastera

Variações concertantes em Dó Maior Op. 23

7. Theme for Violoncello and Harp;

8. Interlude for Strings;

9. Humourous Variation for Flute;

10. Scherzo Variation for Clarinet;

11. Dramatic Variation for Viola;

12. Canonic Variation for Oboe and Bassoon;

13. Rhythmic Variation for Trumpet and Trombone;

14. Perpetual Motion Variation for Violin;

15. Pastoral Variation for French Horn;

16. Interlude for Wind;

17. Reprise of the Theme for Double Bass;

18. Finale: Rondo Variation for Orchestra.

Regente: Enrique Arturo Diemecke

21 – Brahms

Sinfonia N. 2 em Ré Maior Op. 73

1. Allegro non troppo;

2. Adagio non troppo;

3. Allegretto grazioso (Quasi andantino);

4. Allegro con spirito;

5. Abertura para uma Festa Acadêmica Op. 80.

Regente: James Judd

22 – Bizet e Grieg

Bizet

Carmen Suite N. 1

1. Prélude;

2. Intermezzo;

3. Seguidilla;

4. Les Dragons d’Alcalo;

5. Les toréadors;

Carmen Suite n. 2

6. Marche de contrebandieros;

7. Habanera;

8. Nocturne;

9. Chanson du toréador;

10. La garde montante;

11. Danse bohème;

Grieg

Peer Gynt N. 1, Op. 46

12. Morgenstemning (Morning Mood);

13. Åses Død (The Death of Åse);

14. Anitras Dans (Anitra’s Dance);

15. I Dovregubbens Hall (In the Hall of the Mountain King);

Peer Gynt N. 2, Op. 55

16. Bruderovet. Ingrids Klage (The Abduction of the Bride);

17. Arabisk Dans (Arabian Dance);

18. Peer Gynts Hjemfart. Stormfull Aften på Havet (Peer Gynt’s);

19. Solveigs Sang (Solveig’s Song);

Regente: Mark Emler

23 – Prokofiev

Romeu e Julieta (trechos das suítes N. 1 e 2)

1. Montagues and Capulets;

2. The Child Juliet;

3. Friar Lawrence;

4. Morning Dance;

5. Minuet;

6. Masks;

7. Death of Tybalt;

8. Dance;

9. Romeo at the Grave of Juliet;

Sinfonia N. 1 em Ré Maior Op. 25 “Clássica”

10. Allegro;

11. Larghetto;

12. Gavotta: Non troppo allegro;

13. Finale: Molto vivace;

Suíte sinfônica Op. 60 “O Tenente Kijé”

14. Kijé’s Birth;

15. Romance;

16. Kijé’s Wedding;

17. Troika.

24 – Gershwin, Ravel e Debussy

Gershwin

1. Um americano em Paris;

2. Rhapsody in Blue;

Ravel

3. Boléro;

4. Pavana para uma Infanta Morta;

Debussy

5. Prelúdio para A Tarde de um Fauno.

Regente: Barry Wordsworth

Piano: Christopher O’Riley

25 – Ludwig van Beethoven

Sinfonia N. 9 em Ré Menor “Coral” Op.125

1. Allegro Ma Non Troppo-Un Poco Maestoso;

2. Molto Vivace-Presto-Molto Vivace;

3. Adagio Molto e Cantabile- Andante Moderato;

4. Presto;

5. Allegro Assai. Allegro Assai Vivace-Alla Marcia. Andante Maestoso-Allegro Energico-Prestissimo.

Regente: Raymond Leppard

26 – Johann Strauss II e Família

1. Valsa do Imperador Op. 437 (Johann Strauss II);

2. O Danúbio Azul Op. 314 (Johann Strauss II);

3. O Morcego Op. 362: “Abertura” (Johann Strauss II);

4. Feuerfest (Polka) Op. 269 (Joseph Strauss);

5. Tritsch-Tratsch (Polka) Op. 214 (Johann Strauss II);

6. Pizzicato (Polka) (Johann Strauss II e Joseph Strauss);

7. Perpetuum Mobile Op. 257 (Johann Strauss II);

8. Bahn Frei (Polka) Op. 45 (Eduard Strauss [1835-1916]);

9. Marcha Radetzky Op. 228 (Johann Strauss I);

10. Contos dos Bosques de Viena Op .325 (Johann Strauss II);

11. Thunder & Lightning (Polka) Op. 324 (Johann Strauss II);

12. Rosas do Sul Op. 388 (Johann Strauss II).

Regente: Peter Guth

27 – Giacomo Puccini

La Bohème

Ato I

1. Introdução;

2. Dueto: “Non sono in vena”;

3. Ária: “Che gelida manina!”;

4. Ária: “Si. Mi chiamano Mimí”;

5. Dueto de amor: “O soave fanciulla”;

Ato III

6. Dueto: “Mimí”;

7. Trio: “Marcello, finalmente!”;

8. Ária: “D’onde lieta uscí”;

Ato IV

9. Dueto “Sono andati?”;

10. Final: “Mimí”;

Madame Butterfly

Ato I

11. Introdução;

12. Dueto: “Dovunque al mondo”;

13. Dueto: “Amore o grillo” Arrivèe de Madame Butterfly;

14. “Quanto cielo, quanto mar!”;

15. Dueto de amor: “Bimba dagli occhi pieni di malia”;

Ato II

16. Ária: “Un bel di vedremo” Scene de la carte;

17. “Amico, cercherete quel bel fior di fanciulla”;

18. Ária e Final: “Con onor muore”.

Regente: David Abell

28 – Léo Delibes

Sylvia: Suíte de ballet para Orquestra

1. Prelúdio: “Les Chasseresses”;

2. Intermezzo: Valse Lente;

3. Pizzicato;

4. Cortège de Bacchus;

Lakmé

5. “Viens, Malliká”: Duo das Flores (*);

6. “Où Va La Jeune Hindoue”: Ária das Campainhas (**);

Le Roi S’amuse

7. Gaillarde;

8. Pavane;

9. Madrigal;

10. Passepied;

Coppélia, Suíte de ballet para Orquestra

11. Prelúdio e Mazurca;

12. Festival dos Relógios e Dança das Horas;

13. Noturno;

14. Música da Boneca e Valsa;

15. Czardas.

Regente: Carl Davis

29 –  Tchaikovsky, Grieg e Mozart

Serenata para Cordas em Dó Maior Op. 48

1. Pezzo in Forma di Sonatina;

2. Valsa;

3. Elegia;

4. Final: Tema Russo;

Edvard Grieg (1843-1907)

Suíte “Holberg” Op. 40

5. Prelúdio: Allegro Vivace;

6. Sarabanda: Andante;

7. Gavotte-Musette: Allegretto;

8. Aria: Andante Religioso;

9. Rigaudon: Allegro con Brio;

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791)

Pequena Serenata Nocturna em Sol Maior K. 525

10. Allegro;

11. Romanza: Andante;

12. Minueto e Trio: Allegretto;

13. Rondo: Allegro.

Regente: Yuri Simonov

30 – Franz Joseph Haydn

Quarteto de Cordas Op. 76 N. 3 em Dó Maior “Imperado”

1. Allegro;

2. Poco Adagio Cantabile;

3. Menuetto: Allegro;

4. Finale: Presto;

Quarteto de Cordas Op. 64 N. 5 em Ré Maior “Cotovia”

5. Allegro Moderato;

6. Adagio Cantabile;

7. Menuetto: Allegretto;

8. Finale: Vivace;

Quarteto de Cordas Op. 1 N. 1 em Si Bemol Maior “A Caça”

9. Presto;

10. Menuetto;

11. Adagio;

12. Menuetto;

13. Presto.

Regente: Chamber Ensemble (quarteto de cordas)

31 – Wolfgang Amadeus Mozart

1. A Flauta Mágica: “Abertura”

Sinfonia N. 36 em Dó Maior K 425 “Linz”

2. Adagio: Allegro Spiritoso;

3. Poco Adagio;

4. Menuetto;

5. Presto;

Sinfonia N. 39 em Mi Bemol Maior K 543

6. Adagio: Allegro;

7. Andante con moto;

8. Menuetto: Allegro;

9. Finale: Allegro.

Regente: James Lockhart

32 – Claude Debussy

Obras para Piano

1. Arabesque N. 1;

2. Arabesque N. 2;

3. Clair de Lune;

4. Passepied;

5. Rêverie;

6. Hommage a Rameau;

7. Voiles;

8. Les Sons et Les Parfums Tournent Dans L’air Du Soir;

9. La Fille aux Cheveux de Lin;

10. La Cathédral Engloutie;

11. Musiciens;

12. Le Petit Berger;

13. Golliwogg’s Cakewalk;

14. L’isle Joyeuse.

Regente: Ronan O’Hora

33 – César Franck

Sinfonia em Ré Menor

1. Lento: Allegro Non Troppo;

2. Allegretto;

3. Allegro Non Troppo;

4. Les Eolides;

5. Le Chasseur Maudit.

Regente: Raymond Leppard

34 – Frederic Chopin

1. Polonaise em Fá Menor Op. 44;

2. Noturno em Si Bemol Menor Op. 9 N. 1;

3. Noturno em Mi Bemol Menor Op. 9 N. 2;

4. Valsa em Mi Menor;

5. Mazurca em Si Bemol Maior Op. 7 N. 1;

6. Polonaise em Lá Maior Op. 40 N. 1;

7. Noturno em Dó Menor Op. 48 N. 1;

8. Valsa em Mi Bemol Maior Op. 18;

9. Mazurca em Ré Maior Op. 33 N. 2;

10. Fantasia Improviso em Dó Menor Op. 66;

11. Balada N. 1 Sol Menor Op. 23.

Regente: Ronan O’Hora

35 – Franz Schubert

Sinfonia N. 3 em Ré Maior D 200

1. Adagio Maestoso-Allegro Con Brio;

2. Allegretto;

3. Menuetto Vivace;

4. Presto Vivace;

Sinfonia N. 5 em Si Bemol Maior D 485

5. Allegro;

6. Andante Con Moto;

7. Menuet. Allegro Molto;

8. Allegro Vivace.

Regente: Howard Shelley

36 – Gustav Mahler

Sinfonia n.º 5 em Menor

Parte I

1. Trauermarsch;

2. Stürmisch bewegt;

Parte II

3. Scherzo (*);

Parte III

4. Adagietto;

5. Rondo. Finale.

Regente: Frank Shipway

Comente e compartilhe. Quem você acha que vai gostar de descobrir quais são as músicas clássicas mais famosas?

A Brasil Paralelo é uma empresa independente. Conheça nossas produções gratuitas. Todas foram feitas para resgatar os bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros.

Outros Artigos

VER TODOS