Devido ao lançamento da série A Sétima Arte, não teremos os programas diários nessa semana. Retornaremos com a programação normal no dia 01 de novembro.

Resumo do livro Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley — Ficção ou profecia?

Redação Brasil Paralelo
Redação Brasil Paralelo

Os cristãos são considerados selvagens e relegados à margem da sociedade. Os bebês são concebidos em laboratório e iniciados em interações sexuais precoces. As mulheres deixam de engravidar e recorrem aos remédios inibidores para manter o corpo perfeito. A “droga da felicidade” passa a ser ingerida com frequência. Esses detalhes são apenas um breve resumo do livro Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley.

A obra figura entre as principais distopias do século XX, ao lado de escritos como 1984 e Fahrenheit 452. Assim como as outras, quantas semelhanças ela guarda com a atualidade?

O que você vai encontrar neste artigo?

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

Breve introdução e resumo do livro Admirável Mundo Novo

Existem algumas polêmicas em torno dos capítulos que conduzem a narrativa, trazendo à luz algumas discussões:

  • Uma ditadura da ciência é algo benéfico ou apenas uma forma de controle de massas?
  • Será que a humanidade caminha para o cenário da morte dos valores morais, religiosos e humanos?
  • Huxley previu tudo isso, fez uma denúncia ou sabia de um plano futuro em curso?

Faz parte de uma ficção ser verossímil em seu próprio mundo fantástico, com relação aos nomes, diálogos e cenas fictícias da narrativa. Mas o autor pode comunicar como vê o mundo real através da fantasia.

Em Admirável Mundo Novo, algumas coisas parecem uma profecia. Analogamente, Huxley pode ser interpretado como um profeta.

Alguns intérpretes veem seu livro como profecia sobre o futuro, mas não há unanimidade. Neste Resumo do Livro Admirável Mundo Novo, as informações apresentadas permitirão que cada um tire suas próprias conclusões.

Muitos consideram que a motivação de Huxley, ao escrever sua distopia, era criticar o fordismo, sistema criado por Henry Ford para otimizar a produção de automóveis.

Mas não é possível ater-se apenas a essa definição. Além disso, muitas razões permanecem misteriosas no desenvolvimento do enredo.

O cenário utópico do livro, como será exposto no resumo da obra Admirável Mundo Novo, mostra uma terra dividida entre dez grandes regiões administrativas.

A sociedade é formada por castas definidas por intermédio da engenharia genética. O destino das pessoas é decidido em laboratório. Os mais limitados são destinados ao trabalho braçal, enquanto os privilegiados são posicionados em serviços de comando.

Por causa dessa segmentação social, alguns prefácios e análises do romance de Huxley ocultam um importante segredo sobre a criação da história. Ao longo do artigo, essa polêmica será descrita.

  • Se você tem dificuldade para ler, entender e se lembrar do que leu, faça parte da Sociedade do Livro. Você vai aprender o método da leitura sintópica, o mais avançado e mais utilizado pelos melhores estudantes do mundo. Além disso, grandes professores conduzirão a leitura de temas fundamentais ao ser humano, como morte, vida, amor, simbologia e muito mais.

Veja aulas especiais sobre as distopias e a realidade, em que obras como Admirável Mundo Novo, 1984, O Senhor do Mundo e a Breve História do Anticristo, são fontes excelentes para entender o contexto de manipulações e mentiras.

Detalhes da organização da narrativa

Resenha-de-admiravel-mundo-novo-de-aldous-huxley

O autor opta por descrever a linha de produção de uma ditadura científica.

Gradualmente, começa a salientar personagens que serão importantes para guiar o fio condutor da trama.

Os dois personagens principais estão em lados opostos, pois um vive de forma integrada ao sistema controlador (decepcionando-se posteriormente), enquanto o outro se recusa a negar a fé cristã, sendo isolado do convívio com os “evoluídos”.

A obra possui aproximadamente 300 páginas, não tem prólogo nem epílogo e se divide em 18 capítulos.

O formato da história é o de uma tragédia grega, onde um dos protagonistas, denominado selvagem, caminha para um fim desolador. O tom da obra é pesado, melancólico e causa desesperança no leitor. Cada capítulo sustenta a ideia de um mundo decadente.

Estes são apenas detalhes introdutórios à sinopse de Admirável Mundo Novo. O resumo pode ser mais aprofundado.

Análise e resumo do livro Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley

A história se passa em Londres no ano de 2540. A sociedade foi condicionada a ser perfeita, devido ao fim da liberdade de escolha do indivíduo, que passou a ser controlado por uma predisposição biológica. Huxley descreve pessoas que vivem segundo seus impulsos físicos.

A principal fonte norteadora da sociedade são os princípios científicos. Apenas mencionar a palavra pai ou mãe provoca repugnância ao ouvinte.

O mundo vive conforme as diretrizes de um Estado Mundial, com o seguinte lema:

“COMUNIDADE, IDENTIDADE E ESTABILIDADE”.

Esse lema pode ser visto na entrada principal do CENTRO DE INCUBAÇÃO E CONDICIONAMENTO DE LONDRES CENTRAL.

Nesse Centro, ocorre o desenvolvimento, fecundação e armazenamento de óvulos, que se tornaram seres humanos com um mapeamento específico para serem encaixados na sociedade.

O personagem principal é John, um selvagem isolado da sociedade fordista, que vive em uma reserva com a mãe. Nesse mundo, os cristãos que concebem filhos de forma natural são encarados como seres inferiores.

Ao entrar em contato com a civilização que se considera superior, John é confrontado da seguinte forma:

“O senhor sabe muito bem o que é Deus, não? O Selvagem hesitou. Teria gostado de dizer algo sobre a solidão, à noite, a mesa estendendo-se pálida sob o luar, o precipício, o mergulho nas trevas cheias de sombras, a morte. Teria gostado de falar, mas não encontrava palavras. Nem mesmo em Shakespeare”.

Jesus não faz mais parte dessa história, pois a linha temporal é dividida em antes e depois de Ford. Na linha temporal da obra, os personagens vivem no ano 632 depois de Ford. O amor é proibido e o sexo estimulado.

O ser humano é privado das dores naturais da vida e se debruçam diante do prazer contínuo e ininterrupto:

  • Usam a droga SOMA, que evita a angústia, a dor e conserva a alegria;
  • Abolem o nome pai e mãe do vocabulário da sociedade;
  • Mulheres usam remédio para evitar a gravidez e a deformação dos corpos;
  • Normalizam os muitos parceiros sexuais;
  • Determinam o fim do casamento.

Tudo foi estruturado para formar uma sociedade “perfeita”: sem fome, tristeza nem frustração, mas apenas o puro prazer.

Além de John, a trama tem sua condução inicial com o personagem Bernard Marx, que faz parte da elite genética. Porém, no processo de gestação acabou sofrendo uma alteração, motivo pelo qual se distanciou dos demais.

Tal desilusão o levou a uma tribo de excluídos, onde conheceu Linda (expulsa da civilização por estar grávida), mãe de John. Existe uma afeição e um fascínio de Bernard por mãe e filho, o que o faz levá-los ao mundo novo:

  1. Bernard visava a reconquista do seu prestígio diante da comunidade científica, pois a cultura e o lado exótico do selvagem causariam furor e muitos holofotes sobre si;
  2. Na mente de John ele se encaminhava à terra prometida, devido a sua inocência e falta de consciência do mal naquela sociedade.

John e sua mãe são vistos como uma aberração na sociedade “evoluída”.

Gradualmente, os valores do selvagem são confrontados frente a coisas terríveis. Os valores se perdem e a depravação da humanidade separada de Deus é o resultado da união com os prazeres momentâneos.

Tudo isso leva John a um destino horrível.

Por trás da obra: com a palavra, um filósofo

Analise-de-Admiravel-mundo-novo

O Professor Olavo de Carvalho discorre o seguinte sobre a criação do livro Admirável Mundo Novo:

“Aldous Huxley foi um dos intelectuais recrutados por um determinado grupo da elite para escrever um estudo sobre como seria uma ditadura científica, porém, o escritor usou a literatura para expor esse cenário sombrio”.

Mas, como Olavo soube disso? Alguns vídeos tentam desqualificá-lo, porém o professor se vale da fonte primária de um discurso de 1962, dado pelo próprio Aldous Huxley:

“A ditadura científica eu penso que será parecida em muitas partes do mundo, será provavelmente a mais próxima do padrão de Admirável Mundo Novo”.

Huxley, admite a existência de uma elite que controla a maioria das pessoas do mundo. Segundo ele, esse grupo de pessoas sempre existirá, sendo que os meios de controle podem variar e ser cada vez mais eficientes.

  • Torne-se Membro do Núcleo de Formação da Brasil Paralelo para ter acesso ao Núcleo de Formação. Você terá conteúdos exclusivos de todos os documentários e acesso a dezenas de cursos sobre história, filosofia, economia, arte e educação. Aprenda com os grandes pensadores da humanidade e receba conteúdo inédito todos os meses.

O controle farmacêutico: A droga SOMA

A droga SOMA tem o objetivo químico de provocar no usuário a sensação de felicidade. Alguns personagens de Admirável Mundo Novo usam a droga para inibir sensações de dor e angústia:

“A felicidade universal mantém as engrenagens em funcionamento regular; a verdade e a beleza são incapazes de fazê-lo”.

Ou seja, a droga SOMA é um meio de manter as engrenagens em funcionamento. As pessoas felizes não apresentam indignação, pois os olhos estão vendados para a verdadeira beleza e verdade.

A divisão por castas

Dividir é uma conhecida forma de dominação. A sociedade de Admirável Mundo Novo é dividida por castas, entre aptos e menos aptos psicológica e biologicamente.

Veja abaixo a divisão de níveis do melhor ao pior:

  • Alfa (cinza);
  • Beta (amora);
  • Gama (verde);
  • Delta (cáqui);
  • Ípsilon (preto).

As categorias de castas são inspiradas em letras gregas e lhe são atribuídas cores. Segundo os ditadores científicos na história, essa divisão tem os seguintes objetivos:

  • Evitar a perturbação da estabilidade social;
  • Deixar as pessoas satisfeitas com os seus trabalhos;
  • Encerrar qualquer aborrecimento na vida das pessoas.

Para acabar com qualquer provação na vida dessas pessoas, a ditadura mundial oferece uma ração diária da droga SOMA para evitar qualquer erro na programação biológica dos “cidadãos”.

É verdade que o autor se arrependeu de ter escrito essa distopia de ficção científica?

Resumo-de-Admiravel-mundo-novo-e-do-homem-como-codigo-de-barras

A obra de distopia de ficção-científica desagradou o autor em termos artísticos, pois em 1946 ele escreveu um prefácio para uma nova edição:

“A arte possui também sua moralidade, e muitas das regras desta são iguais, ou pelo menos análogas, às da ética comum. O remorso, por exemplo, é tão indesejável com relação à nossa arte de má qualidade quanto com relação ao nosso comportamento”.

Nota-se uma cobrança pessoal de Aldous Huxley em cima da sua própria arte. Não sabemos se é um perfeccionismo de artista, resposta a crítica especializada ou uma reclamação da elite que encomendou o “estudo”.

Mas, nota-se no prefácio uma certa dureza na autocrítica. Dentre as mais fortes, é possível destacar:

  • John, o selvagem, é posto em uma posição de escolha entre a insana utopia ou a vida de um primitivo em uma aldeia. Na ótica do autor, o personagem apresenta um erro de lógica psicológica, porque para ele era viável ter escrito uma terceira escolha para o personagem, sendo essa a sanidade de espírito.
  • A falta de citação de uma fissão nuclear, pois antes da escrita do livro, o autor menciona existir na época algumas discussões acerca do assunto. No entendimento de Huxley, seria possível prever nas páginas dos livros alguma categoria de profecia sobre a evolução nuclear.
  • Colocar o selvagem na utopia da sociedade “perfeita” sem antes conhecer uma comunidade “evoluída” dentro de uma reserva isolada, onde busca a sanidade de espírito e trata a ciência e a religião de forma equilibrada e longe dos extremos utópicos e de demência.

O fato de o selvagem citar Shakespeare, trechos bíblicos e se revoltar contra as loucuras dos atos utópicos, conforme a análise do autor, torna o personagem um tanto fraco.

O final do livro é um tanto controverso.

Fatos importantes sobre a obra e o autor

  • Aldous Leonard Huxley nasceu no condado de Surrey, na Inglaterra, no dia 26 de julho de 1894;
  • No ano de 1954, narrou suas experiências com mescalina em As portas da percepção;
  • Huxley morreu em 22 de novembro de 1963, um ano depois do discurso citado neste resumo;
  • Entre outras obras do autor de mesmo tom pessimista, destacam-se A ilha, Sem olhos em Gaza, Os Demônios de Loudun, O Cisne também Morre, entre outras;
  • Diz-se que Aldous Huxley previu o avanço da tecnologia espacial 10 anos antes, uma citação no livro Admirável Mundo Novo;
  • Huxley era usuário de drogas psicodélicas, pois segundo ele era uma forma de expansão da mente.
  • Existem muitas lendas sobre os benefícios das drogas para o corpo humano. A legalização da maconha, por exemplo, apresenta muitos mitos. Veja quais são clicando no link.

A influência de Admirável Mundo Novo na cultura popular

Ditadura-cientitica-e-baseada-no-prazer-no-livro-de-Aldous-huxley
  • Admirável Mundo Novo foi um filme inspirado no livro, lançado no ano de 1998, com direção de Larry Williams e Leslie Libman e roteiro de Daniel Mazur.
  • A obra literária também influenciou uma série de mesmo nome, porém, a mesma foi cancelada.
  • Bandas como The Strokes e Iron Maiden criaram músicas baseadas na temática da obra.

O que mais você precisa saber sobre Aldous Huxley?

A vida do autor é cheia de polêmicas, escândalos e controvérsias. Muitos o consideram um profeta dos tempos modernos, porém existem declarações que dizem o contrário.

Na internet existe uma carta divulgada em alguns sites, escrita pela esposa do escritor.

Nessa carta, ocorre um relato sobre o desejo de Huxley de sentir a verdadeira sensação de “viajem” no seu leito de morte. Essa viagem seria provocada pelo uso de LSD, droga proibida na maioria dos países, pois os danos são altamente corrosivos no cérebro e no corpo.

Não se pode afirmar a veracidade do caso, mas o fato é amplamente difundido.

Baseado nisso, muitas perguntas são feitas sobre o autor:

  • Será o escritor um gênio ou bem informado pela elite?
  • Seu vício em drogas alucinógenas eram um fator de criatividade ou vício?
  • Profeta ou um bom escritor de distopia?

A partir do resumo do livro Admirável Mundo Novo, é possível ter um ponto de partida para formar uma opinião. Sobre a vida, por exemplo, o próprio Huxley opinava da seguinte forma:

“O homem que pretende ser sempre coerente no seu pensamento e nas suas decisões morais ou é uma múmia ambulante, ou, se não conseguiu sufocar toda a sua vitalidade, um mono maníaco fanático”.

Independente das ideias de Aldous Huxley, sua obra é conhecida em quase todo o mundo, promove discussões, interpretações, inspira muitas produções artísticas e resumos como este.

A evolução profissional de Aldous Huxley, antes de Admirável Mundo Novo:

  • Após vencer um problema de saúde, obteve a licenciatura em literatura inglesa em Oxford, no ano de 1915.
  • No ano seguinte, começou os seus primeiros escritos com poemas, ingressando na carreira de crítico literário e jornalista.
  • Em 1919, voltou-se para a descrição de ensaios e trabalhos voltados para estudos históricos.
  • Dois anos depois, escreveu o seu primeiro livro intitulado Crome Yellow.
  • Em 1928, em viagens por alguns países europeus, teve o impulso de escrever o livro Pointer Counter Point.

Apesar de todas as polêmicas, controvérsias e temas pesados que o livro aborda, a sua leitura e compreensão serve como um alerta para a preservação da moral judaico-cristã, do direito romano e da filosofia grega.

O cenário de uma ditadura científica serve como alerta de perigo, afinal, um Estado Mundial tira a liberdade das pessoas em prol de si mesmo.

Por isso, é tão importante a leitura completa dessa distopia de ficção-científica.

Aplicar métodos de leitura analítica, através do sistema de Mortimer Adler, é uma forma de ler um livro com mais senso crítico, serenidade e seriedade.

Comente e compartilhe. Quem você acha que vai gostar de ler o resumo de Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley?

A Brasil Paralelo é uma empresa independente. Conheça nossas produções gratuitas. Todas foram feitas para resgatar os bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros.

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

Outros Artigos

VER TODOS