Devido ao lançamento da série A Sétima Arte, não teremos os programas diários nessa semana. Retornaremos com a programação normal no dia 01 de novembro.

Ler dois livros ao mesmo tempo é bom ou ruim?

Redação Brasil Paralelo
Redação Brasil Paralelo

Ler apenas um livro ou vários de uma vez? Há quem não mude a leitura até chegar ao fim de uma obra. Outros, porém, começam um segundo livro sem ter finalizado o primeiro. E isso pode acontecer com três, quatro, cinco livros… Quais são as consequências disso?

Quando as pessoas se perguntam se é aconselhável ler dois livros ao mesmo tempo, também é fundamental se perguntar qual é a necessidade de ler um livro até o final. Pode soar estranho, mas algumas obras não precisam ser terminadas e o motivo é ignorado por muitos.

O que você vai encontrar neste artigo?

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

Preciso ler um livro até o fim?

Muitos relatam sentir a necessidade de ler um livro até a última página para considerá-lo realmente lido. Entretanto, não vale a pena terminar um livro ruim, já que o tempo poderia ser usado lendo um melhor.

Quando as expectativas do leitor são frustradas com a qualidade do livro escolhido, não há razão para ir até o final. O mesmo pode acontecer ao se descobrir um erro grave na leitura, uma mentira ou uma mudança no assunto de interesse.

Outro aspecto a ser levado em consideração é a intenção e o tipo de livro. Há livros que apresentam apenas um ou alguns capítulos que valem a pena, de acordo com o que o leitor busca.

As obras podem também ser usadas apenas como consulta.

Existe uma técnica de leitura que é voltada apenas para descobrir qual é o conteúdo. A leitura inspecional apenas investiga o tema do livro, sua tese central, seu prefácio e posfácio e os capítulos.

Lê-se um pouco do início, um pouco do final, algum capítulo que tenha chamado a atenção e pronto. Isso revelará se o livro “merece” ser lido inteiro e calmamente ou não.

  • Há mais detalhes sobre esse método inspecional descritos no artigo Como Ler Livros?, de Mortimer Adler. Além dele, também explicamos como fazer a leitura analítica, famosa por ajudar as pessoas a realmente entenderem e se lembrarem do que foi lido.

Há mais razões para não ler um livro até o final, porém, essas exemplificam o foco: não perder tempo com leituras que já perderam o propósito ou não deram conta de alcançá-lo, o que varia com o leitor.

Entendido isso, resta saber quais são as vantagens e desvantagens de se ler dois livros ao mesmo tempo.

É possível ler dois livros ao mesmo tempo e entendê-los?

Ler-varios-livros-de-uma-vez

Todas as pessoas que foram escolarizadas passaram pela experiência de ler dois ou mais livros ao mesmo tempo, afinal, professores de disciplinas diferentes pediam tarefas diferentes. E cada uma envolvia seu próprio livro.

Talvez alguns tenham experimentado o professor de literatura pedindo uma obra, o de inglês outra, o de português uma terceira e talvez até o de história tenha pedido algo.

Na faculdade, os universitários não vivem algo diferente e dois livros com certeza não são um número alto. Pois cada professor pede mais de uma obra. E são muitos professores pedindo!

Apenas por esses exemplos já se pode deduzir que ler mais de um livro não é um mal em si mesmo. O que varia é a capacidade do leitor de ler bem as obras solicitadas.

  • Na Sociedade do Livro da Brasil Paralelo os professores usam um conjunto de livros diferentes para abordar um mesmo tema. Assim, é possível ver como autores diferentes se posicionaram em relação à mesma coisa.

Ler dois livros ao mesmo tempo é algo constantemente indicado pelos professores, já que os livros podem ter assuntos em comum que ajudam na construção de uma ideia; ou ser totalmente diferentes, a ponto de uma leitura aliviar outra.

Essa alternância de gêneros literários ainda será abordada com detalhes. Antes, um aspecto físico dos livros tem que ser esclarecido.

Qual a influência do tamanho do livro?

A questão envolve mais do que saber se ler dois livros ao mesmo tempo é bom. Há livros que ficam em casa, há os que são carregados na bolsa ou na mochila e os que ficam no trabalho.

O tamanho importa, porque define se o leitor vai carregá-lo consigo ou não. Essa é uma das razões para as pessoas gostarem de livros de bolso.

Como são menores, podem ser lidos no ônibus, no metrô, em filas de espera e demais situações em que não há nada para fazer além de esperar. Outra modalidade usada é a de ouvir livros. Audiobooks estão cada vez mais populares.

Muitos mantêm uma leitura principal em casa, mas sustentam uma leitura secundária nos trajetos feitos diariamente ou, por exemplo, no horário do almoço do trabalho.

Inclusive, há quem separe determinados livros para serem lidos de manhã e outros assuntos são reservados para serem lidos à noite e já ficam na cabeceira da cama.

Essa realidade considera a divisão do tempo para ler dois livros ao mesmo tempo. O ponto crítico pode aparecer quando se tem um único intervalo de tempo e mais de um livro. Ler um pouco de cada tentanto a simultaneidade é uma boa opção? Ou é melhor terminar um e depois e para o outro?

Como ler mais de um livro ao mesmo tempo?

Para saber como ler vários livros é preciso começar. Se alguém já começou e não gostou da experiência, basta permanecer com um por vez mesmo. Mas organização, necessidade e intenção são algumas características que devem ser consideradas por quem vai ler várias obras simultaneamente.

  • Qual devo terminar primeiro?
  • De qual gosto mais?
  • Quanto tempo tenho para distribuir entre as leituras?
  • Qual é a minha intenção com cada livro?
  • O que preciso extrair de cada obra?

Esses são exemplos de questionamentos. Basta estar atento à própria intenção, à necessidade de ler algo por alguma demanda e ao tempo disponível.

Com pouco tempo, não adianta ter tantas leituras que não seja possível prestar atenção em nenhuma. Por isso, não há uma recomendação fixa de quantos livros é recomendado ler por vez.

Mais uma coisa que parece estranha é saber disso: ler é inútil.

A regra não é ler, é entender. Do que adianta ler vários livros sem entender nenhum? Ou chegar ao final do livro sem ter entendido nem mesmo uma página?

Existem estratégias que ajudam muito na hora da leitura. É possível aprender a ler, entender e se lembrar do que leu.

  • Essas técnicas estão descritas e exemplificadas no artigo Como Ler Livros.

Além dessas considerações, o leitor precisa distinguir entre os gêneros literários que possui.

Mistura de gêneros literários

Ler-dois-livros-ao-mesmo-tempo-faz-bem-para-o-cerebro

Há livros teóricos ensinando conceitos e livros técnicos ensinando práticas. Ler esses gêneros ao mesmo tempo não traz malefícios, de tão diferentes que são.

E a leitura espiritual? Os livros religiosos levam as pessoas a pensarem em áreas da vida que nem sempre elas pensam ao ler uma fantasia.

E quanto a misturar literatura? Será que isso gera confusão? Talvez sim. É possível, mas não é difícil lidar com narrativas diferentes. Facilmente se concilia suspense e comédia, bastando se saturar de um para migrar para o outro, por exemplo.

Um livro difícil de filosofia pode ser alternado com alguma aventura que exija menos esforço.

Misturar narrativas já é natural ao ser humano. As pessoas assistem diversas histórias ao seu redor, já que cada amigo e cada familiar possuem uma história.

É comum a todos lidarem com várias histórias, várias dificuldades e vários sucessos ao seu redor.

Não é em vão que séries diferentes são assistidas simultaneamente também.

Nos estudos, isso é até recomendável. A mistura vai aprimorar a habilidade de intertextualidade, isto é, perceber semelhanças entre obras diferentes e relacioná-las.

Benefícios

Resumindo, os benefícios de ler dois livros ou mais ao mesmo tempo são:

  • Variar entre leituras mais difíceis mais fáceis como forma de descanso;
  • Descobrir ideias, conceitos e lições inesperadas ligando os livros;
  • Exercitar a mente na troca de conteúdo na memória;
  • Aumentar o conhecimento sobre um assunto ou vários com mais agilidade;
  • Variar as leituras conforme a disposição interior, como o humor.

Como desvantagem, as características mais comuns são:

  • Confundir-se;
  • Não terminar um dos livros, o que pode não ser problemático;
  • Perder o foco;
  • Preferir leituras mais fáceis às mais exigentes.

Dicas para ler vários livros

Uma alternativa é variar o formato. Enquanto se lê um livro físico, o outro pode ser ouvido. Também é bom variar o gênero literário do livro e o momento do dia escolhido para cada um.

Grupos de estudo também são queridos por muitos leitores. Partilhar de troca de experiências pode favorecer o entendimento.

No caso da Sociedade do Livro da Brasil Paralelo, professores selecionados explicam temas em livros diferentes, mostrando a relação entre eles e o impacto disso na vida de cada um.

Outra dica é não passar muito tempo sem ler os livros escolhidos. O distanciamento favorece mais a confusão e o esquecimento do que misturar temáticas diferentes.

Atualmente, 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro, lendo apenas de quatro a cinco livros por ano. Portanto, quem conseguir ler dois livros ao mesmo tempo já está avançado.

Comente e compartilhe. Quem você acha que vai gostar de ler sobre …?

A Brasil Paralelo é uma empresa independente. Conheça nossas produções gratuitas. Todas foram feitas para resgatar os bons valores, ideias e sentimentos no coração de todos os brasileiros.

Artigos novos direto no seu Email

Mantenha-se sempre informado com os conteúdos da Brasil Paralelo. Cadastre-se!

Outros Artigos

VER TODOS